Movimento Independente para a Reconstrução Nacional / Partido da Direita Portuguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Movimento Independente para a Reconstrução Nacional / Partido da Direita Portuguesa
Fundação 27 de julho de 1979
Dissolução 12 de novembro de 1997
Sede Portugal Portugal
Ideologia Nacionalismo
Neosalazarismo
Integralismo Lusitano
Conservadorismo nacional
Populismo de direita
Protecionismo
Corporativismo
Espectro político Extrema-direita

O Movimento Independente para a Reconstrução Nacional / Partido da Direita Portuguesa (MIRN/PDP), foi um partido português, já dissolvido, fundado em 1979.

Defendendia o estabelecimento de um regime presidencialista[1] e foi frequentemente conotado com a extrema-direita.

História[editar | editar código-fonte]

Foi oficialmente inscrito como partido em 1979 tendo na sua genealogia o Movimento Independente para a Reconstrução Nacional (MIRN), criado em janeiro de 1977 pelo General Kaúlza de Arriaga, seu Líder. Concorreu unicamente às eleições legislativas de 1980 coligado com o Partido da Democracia Cristã (PDC) e a Frente Nacional (FN) tendo obtido resultados pouco significativos. Entretanto, o seu Presidente foi afastado pelo Advogado António dos Santos Ferreira, que assumiu as suas funções. Em 1984 cessou a sua actividade enquanto partido político, dissolvendo-se oficialmente em 1997.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Resultados eleitorais do partido[editar | editar código-fonte]

Resultados em eleições
(o ano liga à página da eleição)
Ano Designação Tipo de Eleição Votos % Mandatos
1980 PDC-MIRN/PDP-FN Legislativas 23 819 0.4% 0

(fonte: Comissão Nacional de Eleições)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Movimento Independente para a Reconstrução Nacional/Partido da Direita Portuguesa». Comissão Nacional de Eleições. Consultado em 31 de maio de 2010 
  2. «Resultados Eleitorais». Comissão Nacional de Eleições. Consultado em 31 de maio de 2010 
  3. a b «Acordão N.º 674/97». Tribunal Constitucional. 12 de novembro de 1997. Consultado em 31 de maio de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a política de Portugal é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.