Saltar para o conteúdo

Mozah bint Nasser al-Missned

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mozah bint Nasser al-Missned
Mozah bint Nasser al-Missned
Moza bint Nasser al-Missned en 2010.
Nascimento 8 de agosto de 1959
Al Khor
Cidadania Catar
Cônjuge Hamad bin Khalifa
Filho(a)(s) Tamim bin Hamad al-Thani, Al-Mayassa bint Hamad bin Khalifa Al-Thani, Jasim bin Hamad bin Khalifa Al Thani, Joaan bin Hamad bin Khalifa Al Thani, Mohammed bin Hamad bin Khalifa Al Thani, Khalifa bin Hamad bin Khalifa Al Thani, Hind bint Hamad bin Khalifa Al-Thani
Alma mater
Ocupação política
Prêmios
  • Dama Comandante da Ordem do Império Britânico
  • Grã-Cruz da Ordem de Isabel, a Católica (2011)
  • Chatham House Prize (2007)
  • Order of the Smile
  • Grand Order of Queen Jelena
  • Cavaleiro Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Italiana
Religião sunismo

Sheikha Moza bint Nasser al-Missned (em árabe: موزا بنت ناصر المسند; Al Khor, 8 de agosto de 1959)[1] é uma das três consortes do Sheik Hamad bin Khalifa, ex-emir do Catar.[2] Ela é co-fundadora e presidente da Qatar Foundation.[3]

Infância e educação

[editar | editar código-fonte]

Moza é filha de Nasser bin Abdullah al-Missned,[4] um conhecido ativista da oposição e ex-chefe da confederação al-Muhannada de Bani Hajer. Depois de ser libertado da prisão devido às suas atividades políticas e como um ato de desafio contra as políticas do ex-emir deposto Ahmad bin Ali al-Thani, Nasser bin Abdullah levou todo o clã al-Muhannada ao exílio auto-imposto no Kuwait em 1964.[5] Nasser voltou ao Catar com sua família em 1977,[5] ano em que sua filha Moza se casou com Hamad bin Khalifa al-Thani, quando ele era o herdeiro aparente do Catar.[6] Ela se formou em Sociologia pela Qatar University em 1986 e tem mestrado em Políticas Públicas no Islã pela Hamad Bin Khalifa University.[7] Foi premiada com o título honorário de Doutora em Letras Humanas da Virginia Commonwealth University em 2003.[8] Também possui um doutorado honorário da Texas A&M, Carnegie Mellon, Imperial College London e da Georgetown University School of Foreign Service.[9]

De acordo com uma investigação do Los Angeles Times publicada em julho de 2020, o filho de Sheikha Moza, Khalifa bin Hamad bin Khalifa al-Thani, foi aceito na USC como aluno transferido da faculdade comunitária Los Angeles Mission College depois que conheceu o presidente da USC, C. L. Max Nikias, em 2012, em Los Angeles, Califórnia, a pedido do administrador da USC, Thomas J. Barrack Jr.[10]

Áreas de trabalho

[editar | editar código-fonte]

Moza co-fundou e preside a Qatar Foundation for Education, Science and Community Development (QF), criada em 1995.[11] Também atuou como presidente da Silatech desde 2008, presidente da Arab Democracy Foundation e presidente do Conselho Supremo para Assuntos Familiares desde 1998.[12] Ela é vice-presidente do Conselho Supremo de Educação desde 2002 e foi membro da UNESCO como Enviada Especial para Educação Básica e Superior em 2003.[13] No ano de 2002, ela e o ex-emir Hamad bin Khalifa al-Thani abriram o Weill Cornell Medical College no Catar.[14] É membro do Conselho de Supervisores da Weill Cornell Medicine.[15] Além disso, ela é a presidente do Sidra Medical and Research Center, um hospital feminino e infantil de alta tecnologia em Doha. Ela também doou US$ 7,9 bilhões a esse centro médico.[16] Moza trabalha com a ONU para apoiar a educação global e foi selecionada como Defensora das Nações Unidas para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.[17][18]

Em 2012, ela fundou a Fundação Education Above All (EAA) para melhorar o acesso à educação de qualidade nos países em desenvolvimento.  A EAA é parceira da UNICEF  e da UNESCO .

Ela é proprietária da Le Tanneur, uma fabricante francesa de artigos de couro.  Além disso, ela foi nomeada como uma das 100 mulheres mais poderosas da Forbes em # 74.  Ela foi listada no 'Top 100 árabes mais poderosos' de 2013 a 2017 pela Gulf Business .

Como consorte pública do emir, ela representou o Catar ao lado do marido e sozinha em muitos eventos internacionais, incluindo visitas de estado e casamentos reais. De acordo com a Vogue , ela personalizou designs de alta costura para atender às regras de modéstia do Catar.  Ela esteve envolvida com o Fashion Trust Arabia (FTA), lançado em setembro de 2018, que se concentra em designs de moda feminina.

Conforme resumido pelo The New York Times em 2018, "Sheikha Moza é objeto de insultos escandalosos e muitas vezes misóginos na mídia saudita, dos Emirados e do Egito, onde ela é retratada como uma manipuladora sedenta de poder de homens fracos.

Referências

  1. «Sheikha Mozah: the (un)acceptable face of Qatar's global expansion | Observer profile». the Guardian (em inglês). 14 de dezembro de 2014. Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  2. «HH Sheikha Mozah Bint Nasser Al-Missned». The Muslim 500 (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  3. «About us | Our principles, our history and our values». www.qf.org.qa (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  4. «الشيخة موزا بنت ناصر المسند». www.aljazeera.net (em árabe). Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  5. a b «ناصر بن عبد الله المسند». المعرفة (em árabe). Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  6. «Backstory: The royal couple that put Qatar on the map». Christian Science Monitor. ISSN 0882-7729. Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  7. «Her Highness Sheikha Moza bint Nasser | Qatar Foundation». www.qf.org.qa (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  8. «Biography of Her Highness Sheikha Mozah Bint Nasser Abdullah al Missned - UNESCO Celebrity Advocates | UNESCO.org». web.archive.org. 24 de maio de 2015. Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  9. Gresham, Tom. «Her Highness Sheikha Mozah of Qatar to Speak at VCU Commencement». VCU News (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  10. «The true story of the heartthrob prince of Qatar and his time at USC». Los Angeles Times (em inglês). 16 de julho de 2020. Consultado em 20 de dezembro de 2022 
  11. «Stocks». Bloomberg.com (em inglês). Consultado em 21 de dezembro de 2022 
  12. Webmaster, UNAOC (29 de março de 2011). «Her Highness Sheikha Mozah Bint Nasser Al Missned | UNAOC». United Nations Alliance of Civilizations (UNAOC) (em inglês). Consultado em 21 de dezembro de 2022 
  13. «UNESCO - Her Highness Sheikha Mozah, UNESCO Special Envoy for Basic and Higher Education hosts Regional Conference on Literacy Challenges in the Arab Region in Doha, Qatar». web.archive.org. 4 de junho de 2007. Consultado em 21 de dezembro de 2022 
  14. «WCMC-Q Celebrates 10 Years of Creating Doctors». WCM Newsroom (em inglês). Consultado em 21 de dezembro de 2022 
  15. «Board of Fellows | Weill Cornell Medicine». weill.cornell.edu. Consultado em 21 de dezembro de 2022 
  16. «Sheikha Mozah Bint Nasser Al-Missned». Forbes (em inglês). Consultado em 21 de dezembro de 2022 
  17. «مبادرة من الشيخة موزة بنت ناصر لدعم برامج اليونسكو الأساسية». web.archive.org. 12 de outubro de 2017. Consultado em 21 de dezembro de 2022 
  18. «وزارة التعليم و التعليم العالى- تفاصيل الخبر». web.archive.org. 12 de outubro de 2017. Consultado em 21 de dezembro de 2022 

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]