Mozart Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mozart Araújo Gomes (Mozarzinho)
Informações pessoais
Data de nasc. 5 de janeiro de 1939
Local de nasc. Fortaleza (CE),  Brasil
Falecido em 7 de setembro de 2009 (70 anos)
Local da morte Fortaleza (CE),  Brasil
Informações profissionais
Posição Atacante e Meio-campista
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)



1957





Brasil Gentilândia
Brasil Fortaleza
Brasil Remo
Brasil Náutico
Brasil Fluminense
Brasil Comercial
Brasil XV de Jaú
Brasil América-CE
Brasil Ceará
Brasil Ferroviário
Times/Equipas que treinou
Brasil Fortaleza

Mozart Gomes, mais conhecido como Mozart (Fortaleza, 5 de janeiro de 1939 - Fortaleza, 7 de setembro de 2009), foi um futebolista brasileiro.

Mozart Gomes foi considerado por muitos o melhor atacante já produzido no futebol cearense, participando da última seleção cearense de futebol. Filho do Coronel Mozart, um dos maiores presidentes da história do Fortaleza, e irmão de Moésio Gomes, que destacou-se como jogador e como técnico do Fortaleza, também era genuinamente tricolor e um torcedor fervoroso que sempre que podia estava nos jogos.

O atacante esteve na conquista do vice-campeonato da Taça Brasil de 1968, um dos maiores feitos na sua carreira. Falecido em 7 de setembro de 2009, o ex-craque será homenageado com o troféu Leão de Ouro no ano de 2009.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Mozart Gomes começou sua carreira no Gentilândia, com Moésio e Fernando Sátiro, outros craques do passado. Passou pelo Fortaleza muito garoto nos profissionais do Leão, tinha apenas 14 anos; também jogou no Clube do Remo, no Náutico, em 1957, e retornou ao Tricolor do Pici. Na época, comentou-se em emissoras de rádio de Recife que ele seria convocado para a Seleção Brasileira, só que teria de disputar posição com Didi e Pelé.

Mozart participou de inúmeras conquistas do Fortaleza. Em 1960, sagrou-se campeão Estadual; e vice da Taça Brasil pelo Tricolor do Pici em 1968. Foi também campeão cearense pelo América Futebol Clube em 1966. Mozart jogou ainda no Fluminense, ao lado de Telê, Castilho e Altair. Esteve também no Ferroviário, no XV de Jaú e no Comercial de Ribeirão Preto.

O marcante jogador também foi para o Ceará, rival do Fortaleza, como foi também o seu irmão Moésio Gomes, grande treinador que deu um tetra-campeonato ao alvinegro. Embora ambos sendo filhos de um benemérito tricolor, o Cel. Mozart Gomes de Lima, ganharam títulos históricos no clube alvinegro, sendo os dois, ídolos das duas maiores torcidas cearenses.

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Regionais[editar | editar código-fonte]

  • Brazil Region Norte.svg Brazil Region Nordeste.svg Copa Norte-Nordeste de Seleções: 1962.

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]