Mr. & Mrs. Smith

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o filme de 1941 dirigido por Alfred Hitchcock, veja Mr. & Mrs. Smith (1941).
Mr. & Mrs. Smith
Mr. e Mrs. Smith (PT)
Sr. & Sra. Smith (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2005 •  cor •  120 min 
Direção Doug Liman
Produção Akiva Goldsman
Arnon Milchan
Lucas Foster
Roteiro Simon Kinberg
Elenco Angelina Jolie
Brad Pitt
Vince Vaughn
Kerry Washington
Adam Brody
Gênero Comédia de ação
Comédia romântica
Música John Powell
Cinematografia Bojan Bazelli
Edição Michael Tronick
Companhia(s) produtora(s) Regency Enterprises
New Regency
Weed Road Pictures
Distribuição 20th Century Fox
Summit Entertainment
Lançamento Kuwait 7 de junho de 2005 (premiere)
BrasilEstados Unidos 10 de junho de 2005
Portugal 16 de junho de 2005
Idioma Inglês
Orçamento US$ 110 milhões[1]
Receita US$ 478 336 279[2]
Página no IMDb (em inglês)

Mr. & Mrs. Smith (Sr. & Sra. Smith (título no Brasil) ou Mr. e Mrs. Smith (título em Portugal)) é um filme norte-americano de 2005, dirigido por Doug Liman e com roteiro de Simon Kinberg. A música original foi composta por John Powell. Angelina Jolie e Brad Pitt formam um casal entediado que apresenta uma surpresa que seu cônjuge desconhece, ao saberem que ambos são assassinos contratados por agências competindo para matar uns aos outros.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme abre com o executivo de construção John e a consultora de tecnologia Jane Smith respondendo a perguntas durante uma terapia de casal. O casal esteve junto por "cinco ou seis" anos, mas o casamento está sofrendo a tal ponto que eles não podem se lembrar da última vez que sairam juntos. Eles contam a história de sua primeira reunião em Bogotá, Colômbia, onde ambos estavam secretamente em fuga das autoridades colombianas – uma vez que as autoridades estavam olhando para os turistas que viajam sozinhos depois de um assalto recente, os dois alegaram estarem juntos para evitarem ser questionados. Eles rapidamente se apaixonaram e se casaram. John declara mais tarde que Jane "parecia uma manhã de Natal" para ele no dia em que se encontraram. Na realidade, John e Jane são os dois assassinos contratados qualificados trabalhando para diferentes empresas, são os melhores em seu campo, cada um escondendo suas verdadeiras profissões um do outro. O casal vive em uma mansão no subúrbio e para manter as aparências, socializam com seus vizinhos "convencionalmente" ricos. Nestas histórias de capa, John e Jane equilibram seu casamentos aparentemente banais.

Quando ambos são atribuídos a matar o prisoneiro do DIA (Defense Intelligence Agency) Benjamin "The Tank" Danz durante uma transferência, eles encontram-se mutuamente sobre o trabalho, que acaba mal feito. Para cada um é então atribuído a eliminar o outro. Depois de fazer tentativas crescentes na vida um do outro, o conflito dos Smiths culmina em um tiroteio em massa que quase destrói sua casa. Após uma luta prolongada, equilibrados, eles acabam com armas na cara um do outro. John se recusa a atirar, seus sentimentos por Jane reacendeu, e ele coloca a arma para baixo. Jane descobre que ela não quer disparar em John, e os dois têm o sexo apaixonado. A parceria Smith renovada é rapidamente ameaçada por seus empregadores, que se unem para eliminar o casal. O melhor amigo e colega de trabalho de John, Eddie, recebe uma recompensa de 400 mil dólares para cada Smith (ele diz que não vai sair da cama por nada menos do que 500 mil), mas John e Jane se encontram sob o fogo de um exército de assassinos. Rechaçando um ataque que explode sua casa esburacada, os Smiths roubam uma minivan de seu vizinho e com sucesso destroem três sedans blindados de seus atacantes, tudo ao mesmo tempo disputas sobre seus estilos de luta e segredos pessoais recém-descobertos.

Após o encontro com Eddie, os Smiths decidem lutar juntos para preservar seu casamento. Eles sequestram Danz de sua prisão de alta segurança, a fim de usá-lo como moeda de troca. Danz revela que ele era apenas uma isca, contratada em conjunto por seus empregadores depois que descobriram que os Smiths eram casados, na esperança de ter um Smith matando o outro. John e Jane renunciam os seus planos de contingência separados e fazem seu stand juntos. Na cena final da luta do filme, os Smiths – agora funcionando sem problemas juntos como uma equipe – derrotam um ataque prolongado por uma grande força de pessoal armado durante um longo tiroteio dentro de uma loja de departamentos. O filme termina com o casal em reunião, com o conselheiro matrimonial novamente, onde o relacionamento dos Smiths quanto o casamento prosperou, com John encorajando-o a pedir uma atualização sobre as suas vidas sexuais (para a qual ele silenciosamente responde "10") . Um final alternativo mostra que eles escolheram ir para outro país e tiveram um filho que herdou suas habilidades assassinas.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

Johnny Depp e Will Smith estiveram cotados para interpretar John Smith. Nicole Kidman seria intérprete de Jane Smith, mas desistiu do papel, Catherine Zeta-Jones esteve cotada para substituí-la. Após a saída de Kidman, Brad Pitt, que havia sido escolhido, também decidiu deixar o projeto. Apenas após a contratação de Angelina Jolie é que o ator decidiu por retornar ao elenco.[3]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

O roteirista Simon Kinberg surgiu com a idéia para o filme depois de ouvir alguns de seus amigos que estavam em terapia para o seu casamento. Kinberg percebeu que a maneira como eles estavam descrevendo soou "agressivo e mercenário", e ele "pensou que faria um modelo interessante para um relacionamento dentro de um filme de ação."[4]

Música[editar | editar código-fonte]

Três álbuns de trilha sonora foram liberados a partir do filme: a trilha sonora composta por John Powell, uma trilha sonora nos EUA com canções usadas no filme e uma trilha sonora internacional com a música de Pink Martini sendo substituída pela de KansasCali. Os álbuns foram lançados em momentos diferentes, para evitar confusão, o primeiro foi lançado em 28 de junho, e o último no dia 7 de junho de 2005.

Mr. & Mrs. Smith: Original Motion Picture Score
Trilha sonora de John Powell
Lançamento 28 de junho de 2005
Gênero(s) Trilha sonora
Gravadora(s) Lakeshore Records
Lista de faixas
  1. "Bogota"
  2. "The Bedroom"
  3. "Playing House"
  4. "Assignments"
  5. "His and Her Hits"
  6. "Office Work"
  7. "Desert Foxes"
  8. "John and Jane's Identity"
  9. "Dinner"
  10. "Hood Jump"
  11. "Mutual Thoughts"
  12. "John Drops In"
  13. "Tango de Los Asesinos"
  14. "Two Phone Calls"
  15. "Kiss and Make Up"
  16. "Minivan Chase"
  17. "Shopping Spree"
  18. "Dodging Bullets"
  19. "The Next Adventure"
  20. "Jesus of Surburbia"


Mr. & Mrs. Smith Original Motion Picture Soundtrack
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 28 de junho de 2005
Gênero(s) Trilha sonora
Pop
Rock
Duração 7 de junho de 2005
Gravadora(s) Lakeshore Records
Lista de faixas da trilha sonora
  1. "Love Stinks" – The J. Geils Band
  2. "Nothin' but a Good Time" – Poison
  3. "Tainted Love" – Soft Cell
  4. "Baby, Baby" – Alana D.
  5. "Express Yourself" (Mocean Worker Remix) – Charles Wright & the Watts 103rd Street Rhythm Band
  6. "Mondo Bongo" – Joe Strummer & The Mescaleros
  7. "Lay Lady Lay" – Magnet com a participação Gemma Hayes
  8. "I Melt with You" – Nouvelle Vague
  9. "Nobody Does It Better" – 8mm
  10. "Let's Never Stop Falling in Love" – Pink Martini
  11. "Tango De Los Asesinos (Assassin's Tango)" – John Powell
  12. "Used to Love Her (But I Had To Kill Her)" – Voodoo Glow Skulls
  13. "You Are My Sunshine" – Stine J.
  14. "You've Lost That Lovin' Feelin'" – The Righteous Brothers
  15. "Making Love Out of Nothing at All" – Air Supply
  16. "You Give Love a Bad Name" – Atreyu
  17. "Love Will Keep Us Together" – Captain & Tennille

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme arrecadou $478,336,279 mundialmente.[5]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Mr. & Mrs. Smith recebeu críticas mistas dos críticos. Rotten Tomatoes dá ao filme uma pontuação de 59% por cento com base em 203 comentários, com uma pontuação média de 6/10.[6] No site Metacritic, que atribui uma classificação normalizada de 100 a opiniões dos críticos principais, o filme recebeu uma classificação média de 55, com base em 41 comentários, que ele classifica como "críticas mistas ou médias".[7]

Home media[editar | editar código-fonte]

Uma versão sem classificação de dois discos do filme foi lançado em DVD no dia 6 de junho de 2006. Na versão original do DVD durante o comentário em áudio com o diretor Doug Liman, ele menciona que ele não era capaz de usar tanto sexo e violência, como haviam filmado originalmente para atender a classificação PG-13.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

O filme foi criticado pelo governo da Colômbia, especialmente por mostrar a capital Bogotá como uma pequena aldeia no meio da selva com um clima quente e úmido.[8] O prefeito da época Luis Eduardo Garzón e o presidente Alvaro Uribe Vélez convidou Angelina Jolie, Brad Pitt e os produtores do mesmo para conhecer a cidade e perceber seu erro em mostrar "Bogotá", como uma cidade conhecida por ser uma grande metrópole de tempo frio.[9] Em 2012, isso levou ao governo da Colômbia anunciar uma lei chamada "Ley 1556 de 2012" em que o Estado retorna uma parte dos custos incorridos; e assim mostra a realidade de diferentes lugares do país.[10]


Rumores que Pitt e Jolie começaram um romance na vida real enquanto filmavam, acendeu uma corrida de tablóides no final de 2004 e início de 2005, que apenas aumentaram quando Pitt subsequentemente separou-se de sua esposa, Jennifer Aniston. Tanto Pitt quanto Jolie insistentemente negaram que qualquer romance tenha acontecido. Durante a promoção na mídia para o filme, Jolie requereu que os repórteres assinassem um contrato ameaçando ações legais caso o assunto do "Pitt Affair" fosse abordado. Mais tarde admitiu ser verdade.[11]

Adaptações[editar | editar código-fonte]

Em 2007, um piloto para uma série de televisão spin-off foi feito para a rede ABC. Definido seis meses após o final do filme, que foi escrito por Simon Kinberg e dirigido por Doug Liman. Kinberg descreveu a série de TV proposto como "Married... with Children com armas."[12] Os papéis de John e Jane foram interpretados por Martin Henderson e Jordana Brewster. No site The Futon Critic, Brian Ford Sullivan criticou a química entre Henderson e Brewster e terminou a sua análise afirmando: "Enquanto há sempre algumas jóias que ficam trancados em cofres das redes a cada ano, este definitivamente não é um deles".[13] ABC decidiu não encomendar a série.[14]

Em junho de 2010, Angelina Jolie revelou que ela e Brad Pitt perguntaram sobre uma continuação para o filme, mas estavam insatisfeitos com a história. Jolie afirmou: "Fizemos pedir a alguém para olhar para Mr. & Mrs. para ver se eles poderiam quebrar uma sequência, mas não havia nada de original. Era apenas: 'Bem, eles vão se casar, ou que eles têm filhos, ou eles se separam. "Nunca ótimo."[15]

Em fevereiro de 2010, foi relatado que Regency Enterprises estava desenvolvendo uma prequela para o filme, que seria intitulado Mr. and Sra. Jones e não apresentam tanto Pitt ou Angelina Jolie. A história iria seguir um par de espiões que posam como um casal quando se formam treinando numa agência. Akiva Goldsman está ligado a produção.[16]

Em julho, foi anunciado que o estúdio de Hong Kong New Asia Entertainment Group estaria produzindo um remake intitulado Assassin Couple. O filme será estrelado por Donnie Yen e Cecilia Cheung nos papéis principais e o estúdio revelou que enquanto ele iria compartilhar algumas semelhanças com Mr. & Sra. Smith, seria com um novo enredo. O orçamento do filme foi fixado em $18.7 milhões e filmagem está prevista para começar em março de 2012.[17]Predefinição:Update after

Referências

  1. «Mr. and Mrs. Smith (2005)». The Numbers (em inglês). Consultado em 1 de abril de 2016. 
  2. «Mr. & Mrs. Smith». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 1 de abril de 2016. 
  3. «Sr. e Sra. Smith». AdoroCinema. Consultado em 15 de fevereiro de 2014. 
  4. Murray, Rebecca (June 9, 2005). «Writer Simon Kinberg Discusses "Mr and Mrs Smith" and "X-Men 3"». About.com. Consultado em April 29, 2010. 
  5. «Mr. And Mrs. Smith». The Numbers. October 26, 2009. Consultado em January 10, 2010. 
  6. «Mr. & Mrs. Smith». Rotten Tomatoes. Consultado em September 15, 2011. 
  7. «Mr. & Mrs. Smith». Metacritic. Consultado em September 15, 2011. 
  8. «Bogotá dañada en "Sr. y Sra. Smith "» (em espanhol). www.abc.com.py. Consultado em 1 de abril de 2016. 
  9. «Sr. y Sra. Smith, en la mira de los colombianos» (em espanhol). www.terra.com.ar. Consultado em 1 de abril de 2016. 
  10. «Palabras del Presidente Juan Manuel Santos en la socialización de la Ley de Fomento a la Industria Cinematográfica» (em espanhol). wsp.presidencia.gov.co. Consultado em 1 de abril de 2016. 
  11. «Sapo». Consultado em julho de 2013. 
  12. Adalian, Josef (January 1, 2007). «ABC gets with 'Smith'». Variety. Consultado em November 16, 2009. 
  13. Ford Sullivan, Brian (June 12, 2007). «The Futon's First Look: "Mr. & Mrs. Smith" (ABC)». The Futon Critic. Consultado em October 2, 2011. 
  14. Andreeva, Nellie (May 18, 2007). «The Vine: 'Smith' gunning for new buyer». The Hollywood Reporter. Consultado em October 19, 2011. 
  15. Cohen, Rich (June 28, 2010). «Angelina Jolie on Marriage, the Kids, and Retirement». Vanity Fair. Consultado em October 11, 2011. 
  16. Brodesser-Akner, Claude (February 2, 2010). «Now There's a Mr. and Mrs. Smith Reboot in the Works?». New York. Consultado em October 13, 2011. 
  17. «Donnie Yen and Cecilia Cheung to star in "Mr. and Mrs. Smith" remake». channelnewsasia.com. July 29, 2011. Consultado em October 14, 2011. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]