Synbranchus marmoratus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Muçum)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados, veja muçum (desambiguação).


Como ler uma caixa taxonómicaSynbranchus marmoratus
muçum, peixe-cobra
Synbranchus marmoratus.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Synbranchiformes
Família: Synbranchidae
Género: Synbranchus
Espécie: S. marmoratus
Nome binomial
Synbranchus marmoratus
Bloch, 1795

Synbranchus marmoratus, também chamado muçum, muçu, peixe-cobra ou enguia-d'água-doce, é uma espécie de peixe teleósteo sinbranquiforme da família dos sinbranquídeos, encontrado em rios, lagoas (mesmo muito pequenas) e açudes da América do Sul.[1];

Etimologia[editar | editar código-fonte]

«Muçum» origina-se do termo tupi mu'su ou mu'sim,[1][2] que em português significa «escorregadio».[3]

Características[editar | editar código-fonte]

A espécie é desprovida de escamas, de nadadeiras pares e de bexiga natatória, dando margem a uma semelhança bastante acentuada com os ofídeos,[4] ou com "enguias" (Anguliia, Anguillidae, do éixes do Hemisfério Norte). Em algumas espécies, a pele é cinzenta nos indivíduos jovens e amarelada nos indivíduos adultos. Noutras, é totalmente preta lustrosa, e secreta grande quantidade de muco.[4]

Em períodos de seca, vive durante meses enterrado em túneis, possuindo, ainda, a capacidade de sofrer reversão sexual[4] (Hermafroditismo sequencial). Apresenta hábitos noturnos e é onívoro, alimentando-se de vermes e outros invertebrados, pequenos peixes, lodo, larvas e vegetais.[4]

É comumente utilizado como isca para pesca, como a "tuvira" ou sarapó", Gymnotus carapo (Gymnotidae), e como alimento humano.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b FERREIRA, Aurélio B. H. (1986). Novo Dicionário da Língua Portuguesa, segunda edição. [S.l.]: Nova Fronteira. 1166 páginas 
  2. Editores do Aulete (2007). «Verbete muçum». Dicionário Caldas Aulete. Consultado em 14 de dezembro de 2015 
  3. Mouzar Benedito (2015). Paca, Tatu, Cutia!: Glossário ilustrado de Tupi. [S.l.]: Editora Melhoramentos. 136 páginas. ISBN 9788506077665 
  4. a b c d Julio Seabra Inglez Souza; Aristeu Mendes Peixoto; e Francisco Ferraz de Toledo (1995). [S.l.]: EdUSP. 607 páginas. ISBN 9788531407192  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Synbranchus marmoratus