Mubarizun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os mubarizun eram uma unidade especial do exército do Califado Ortodoxo, formado por espadachins, lanceiros e arqueiros que eram campeões nas suas especialidades militares. Na Arábia pré-islâmica e nos impérios Bizantino e Sassânida, normalmente as batalhas começavam com duelos entre guerreiros campeões dos respetivos exércitos. Os mubarizun — cuja tradução literal é "duelistas", mas também pode traduzir-se por "campeões" — eram um corpo de elite cuja missão era matar os campeões do exército inimigo para minar o moral dos seus soldados.[1]

Tipicamente o exército muçulmano iniciava a batalha com os seus soldados vestindo as suas armaduras, seguindo-se a reunião das unidades nas suas posições e por fim eram enviados os mubarizun.[1] Estes eram instruídos para não perseguirem qualquer campeão inimigo derrotado para além de dois terços da distância à linha inimiga, para evitar o risco de ficarem isolados.[2] Após a conclusão da fase de duelo, o exército iniciava então o avanço geral.[1]

Entre os mubarizun mais célebres encontram-se Calide ibne Ualide e Abul Ramane ibne Abu Baquir. O primeiro foi um dos generais mais brilhantes do seu tempo e protagonista das invasões muçulmanas do Iraque e da Síria; o segundo era o filho mais velho de califa Abu Baquir.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Nicolle, David (1994), Yarmuk 636 A.D.: The Muslim Conquest of Syria, ISBN 1-85532-414-8 (em inglês), Osprey Publishing, p. 36-37, consultado em 31 de março de 2013 
  2. Nicolle, David (1998), Armies of the Caliphates 862-1098, ISBN 9781855327702 (em inglês), Osprey Publishing, consultado em 31 de março de 2013