Muhsin Al-Ramli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Muhsin Al-Ramli محسن الرملي

Muhsin Al-Ramli, Nascido no Iraque em 1967. Ele mora na Espanha desde 1995. Tem doutorado em filosofia, filologia espanhol pela Universidade Autônoma de Madrid 2003, o tema de sua tese: Os traços da cultura islâmica em Don Quixote. É tradutor espanhol de vários clássicos para o árabe. Co-editor da revista cultural ALWAH. Atualmente é professor da Universidade Saint Louis, Madri'.

Das suas obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Presente do próximo século (notícias) 1995.
  • Em busca de um Coração Vivo (Teatro) 1997.
  • Deixa distante do Tigre (notícias) 1998.
  • Espalhando migalhas (Romance) 2000 Prêmio Arkansas (EUA) 2002 até a versão em Inglês: (Scattered Crumbs).[1]
  • As felizes noites do bombardeio (de Narração) 2003.[2]
  • Somos todos viúvos das Respostas (Poesia) 2005.[3]
  • Dedos de dátiles (Novela) 2008.[4]
  • Dormindo entre soldados (Poesia) 2011.
  • Bagdá e laranjas chineses amor (histórias) 2011.
  • Os jardins do Presidente (Romance) 2012.
  • Vencedor Loss (poesia) 2013.
  • Adeus, Cousins (romance) 2014.
  • As mais belas enigmas, poesia para crianças, Ed. 2015 Sama Emirados Árabes.
  • O lobo do amor e livros (Romance) 2015.

Traduções[editar | editar código-fonte]

1. Laranjas e giletes em Bagdá/Naranjas y cuchillas en Bagdad, Fedra Rodríguez Hinojosa (trad.), (n.t.) Revista Literária em Tradução, nº 1 (set/2010), Fpolis/Brasil, ISSN 2177-5141

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Poemas[6]
  • n.t.Revista Literaria [7]