Mulei Maomé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Mulei Mohammed)
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Mulei Mohammed, Abu Abdallah Mohammed II Saadi, ou também Abû 'Abd Allah Mohammed al-Mutawwakil[1], de alcunha : Al-Maslûkh (O esfolado[2]) (? - Alcácer Quibir, 1578) foi o quarto sultão de Marrocos, da dinastia Saadiana, tendo governado de 1574 a 1576. Era o filho mais velho de Abdallah el-Ghalib e foi reconhecido como o legítimo sultão de Marrocos, após a morte de seu pai.

Imediatamente após a sua ascensão ao trono um dos seus irmãos foi executado e outro (Mulay en-Naser, governador de Tédula) preso.

O seu tio paterno Abu Marwan Abd al-Malik I (Mulei Moluco), fugira para a Argélia. Naquele país, organizou o seu próprio exército, composto por soldados otomanos e em 1576 invadiu Marrocos, conquistando Fez ao seu sobrinho.

A primeira batalha foi em al-Rukn, perto de Fez. Numa segunda batalha perto de Salé (Rabat), em al-Jandaq Rayhan, Mulei Moluco também derrotou seu sobrinho, vencendo ainda uma terceira batalha em Tarudante.

Dois anos depois, em 1578, na sequência do pedido de auxílio que Mulei Mohammed lançou ao rei D. Sebastião de Portugal, travou-se a Batalha de Alcácer-Quibir onde sobrinho e tio, assim como o rei de Portugal morreram, o que originou o nome "batalha dos três reis".

Notas

  1. árabe : ʾabū ʿabd allāh muḥammad al-mutawwakil al-maslūḫ, أبو عبد الله محمد المتوكل المسلوخ
  2. Depois que da sua derrota na batalha de Alcácer Quibir, o novo sultão, Ahmed al-Mansur Saadi que sucedeu a seu irmão Abu Marwan Abd al-Malik I Saadi morto na batalha, apesar de vitorioso, fez esfolar seu tio encontrado afogado no Uádi Mocazim, e enchendo de ar a sua pele, exibiu-o assim á sua armada. cf Jornada de Africa, de Jerónimo de Mendonça, Lisboa, 1607.
Precedido por
Abdallah el-Ghalib
Icone-Islam.svg
Saadianos

1574 - 1576
Sucedido por
Mulei Moluco
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Marrocos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.