Mulher-fruta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Mulher-fruta é a designação dada a um fenômeno do funk carioca surgido em 2006 quando Andressa Soares, então dançarina de MC Créu, ganhou a alcunha de Mulher Melancia e trouxe na sequência uma série de dançarinas com nomes de fruta.[1] O nome de cada fruta tinha relação a uma parte do corpo das dançarinas.[2]

O sucesso logo se espalhou para outras mídias, fazendo com que as garotas se tornassem destaques no Carnaval no Rio de Janeiro, capas revistas eróticas, garotas-propaganda de marcas e publicidade, tema de músicas, referência para personagens em novelas da Rede Globo e alçadas ao posto de ícones do público LGBT.[3][4][5][6][7] Além disso, foram citadas até mesmo na Academia Brasileira de Letras em um artigo do cronista Moacyr Scliar.[8]

Mulheres-fruta[editar | editar código-fonte]

Mulher Melancia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Andressa Soares

Andressa Soares (Rio de Janeiro, 28 de março de 1988), também conhecida como Mulher Melancia, foi dançarina do cantor MC Créu entre 2006 e 2008, sendo a primeira a receber nome de fruta. O apelido foi dado pelo jornalista Tino Júnior durante uma entrevista com Créu devido ao bumbum grande de Andressa.[9] Anteriormente, entre 2004 e 2005, tinha sido dançarina do grupo Gaiola das Popozudas. Em 2009 seguiu a carreira como cantora de funk, chegando a emplacar sucessos como "Solteira Sim, Sozinha Nunca" e "Velocidade 6", que foi regravada pelo grupo cubano Merengue após a repercussão da original de Andressa na América Latina.[9]

Em 2016 abandonou a carreira para se mudar para os Estados Unidos e abrir uma loja de produtos importados.[10]

Mulher Jaca[editar | editar código-fonte]

Dayane Cristina Soares (Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 1985), também conhecida como Mulher Jaca ou Dadá Cristina, foi dançarina do MC Créu entre 2006 e 2009, sendo prima da Mulher Melancia.[11] O apelido foi dado devido as coxas grossas e torneadas.[12] Dayane não recebeu a mesma repercussão que Andressa na imprensa e chegou a afirmar que, por ser negra, via racismo na diferença de tratamento, uma vez que raramente era chamada para programas de televisão ou trabalhos publicitários, e que se sentia rejeitada pela imprensa.[13] Após um breve período como cantora entre 2010 e 2014, abandonou a carreira artística e investiu R$ 300 mil em sua própria grife de jeans, com a qual lucrou R$ 1 milhão em 2017.[14] Casou-se com o americano Alvaro Gonzales em 2017 e mudou-se para os Estados Unidos.[15]

Mulher Moranguinho[editar | editar código-fonte]

Ellen Cardoso (São Paulo, 13 de julho de 1981), também conhecida como Mulher Moranguinho, substituiu Andressa Soares como dançarina de MC Créu entre março e novembro de 2008.[16] Anteriormente foi bailarina do programa O Melhor do Brasil em 2007 e dançarina do grupo e pagode Swing Baratinha entre 2004 e 2006.[5] O nome foi dado devido aos seios pontudos.[9]

Também tem uma breve carreira como cantora entre 2009 e 2012, antes de abandonar o lado artístico para se casar com o cantor Naldo Benny em 2013. Em dezembro de 2017 denunciou Naldo por agressão, alegando que tinha apanhado diversas vezes, porém decidiu retomar o casamento em 2018.[17]

Mulher Melão[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Renata Frisson
Mulher-Melão no Carnaval 2010

Renata Frisson (Balneário Camboriú, 22 de novembro de 1975), mais conhecida pelo nome artístico Mulher Melão' sendo dançarina do MC Frank entre 2008 e 2009.[9] O apelido também foi dado por Tino Júnior devido aos seios fartos.[9] Em 2010, foi candidata a deputada estadual pelo PHS no Rio de Janeiro, mas não conseguiu ser eleita. Sua música "Você Quer?" tornou-se meme ao ser utilizada no programa Pânico na TV.[18] A mulher Melão abandonou a carreira artística em 2017.[9]

Mulher Maçã[editar | editar código-fonte]

Gracy Kelly (Rio de Janeiro, 5 de abril de 1989), também conhecida como Mulher Maçã, tornou-se conhecida como dançarina do MC Leozinho entre 2006 e 2008. Antes também foi dançarina do Movimento Funk Clube em 2004 e do MC Serginho em 2005. Diferente das demais, seu nome artístico foi dado por ela mesma em referência aos seios redondos.[19] Após a morte de Steve Jobs em 2011, passou a declarar-se como "viúva" do empresário – fundador da Apple, que tem uma maça como logo – e chegou a dizer que recebia conselhos mediúnicos dele por sonho.[20][21] Em 2014 apresentou o reality show Na Intimidade, no canal erótico Sexy Hot.[22] Em 2016 mudou-se para Miami, nos Estados Unidos onde segue com sua carreira internacional.[15] Em 2017 chegou a ser dada como desaparecida durante o Furacão Irma, porém dias depois revelou que estava em em um abrigo.[23]

Mulher Pera[editar | editar código-fonte]

Suélem Aline Mendes Silva Cury (Guaratinguetá, 4 de dezembro de 1986), também conhecida como Mulher Pera, foi a primeira mulher-fruta a não iniciar a carreira como dançarina. Em 2009 já surgiu como cantora e tornou-se conhecida por estar semanalmente nos debates do programa Superpop, da RedeTV!.[24] O apelido foi adotado em referência ao quadril grande e a cintura fina. Em 2010 se candidatou ao cargo de deputada federal por São Paulo, mas obteve apenas 3.136 votos.[25] Logo após,foi divulgado que que Suélem não havia obtido nenhum voto válido, uma vez que os recebidos haviam sido anulados pelo TRE por erros na inscrição da cantora.[26] Em 2012, ela se candidatou novamente, desta vez à vereadora na cidade de São Paulo, pelo PT do B e recebeu apenas 2.126 votos.[27][28][29] Em 2013 aposentou a personagem Mulher Pera para apresentar o programa infantil A Fadinha do Brasil, na RedeTV!.[30] Em 2014 abandonou a carreira artística ao se casar com Jamil Cury e se tornar empresária no ramo de jóias.[31]

Mulher Cereja[editar | editar código-fonte]

Fabiana Stella Braga, conhecida como Mulher Cereja, substituiu Mulher Moranguinho como dançarina do MC Créu em 2009, porém em 2010 desistiu da carreira para se tornar maquiadora. Foi a única mulher-fruta a não se lançar como cantora.[32]

Outras derivações[editar | editar código-fonte]

Mulher Filé[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Yani de Simone

Yani de Simone (Rio de Janeiro, 21 de fevereiro de 1989), mais conhecida pelo nome artístico de Mulher Filé, se tornou famosa como dançarina do Mr. Catra entre 2007 e 2008, onde ganhou o apelido devido ao bumbum grande. Em 2009 se tornou cantora.

Impacto cultural[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • Em 2013 Robertha Portella interpretou a dançarina Dafne em Dona Xepa, na RecordTV, que apresentava-se artisticamente sob o nome de Mulher Tutti-Frutti e tinha uma rival chamada de Mulher Broa, interpretada por Jeniffer Setti.[34]
  • Também em 2013 Ellen Roche interpretou a Mulher Mangaba na telenovela Sangue Bom, da Rede Globo, que tinha como rivais a Mulher Pupunha, a Mulher Saputá, a Mulher Jambolão e a Mulher Pau-de-Jacu, interpretadas por Dani Vieira, Vânia Love, Fernanda Abraão e Luiz André Alvim, respectivamente.[35]

Música[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2008 o grupo de funk Gaiola das Popozudas, liderado por Valesca Popozuda, lançou a música "Fruta Tá na Feira", no qual debochava e provocada as mulheres-fruta, citando Jaca, Melancia, Moranguinho e Melão.[36]

Referências

  1. «Cultura: "Mulheres-fruta" roubam a cena no funk nacional». Consultado em 1 de maio de 2009. Arquivado do original em 15 de maio de 2009 
  2. «Abril: 'Mulheres-fruta' dão seqüência ao reinado das bundas no Brasil». Consultado em 1 de maio de 2009. Arquivado do original em 10 de fevereiro de 2009 
  3. Mulher-Moranguinho e outras frutas ganham funk especial
  4. A funkeira Valeska Popozuda critica rivais' com funk 'Fruta estraga'
  5. a b Globo: ‘Mulheres-fruta’ vão ser destaques no carnaval
  6. «Abril.com: Mulheres-fruta - Mulher-Melancia, Maça e outras musas». Consultado em 1 de maio de 2009. Arquivado do original em 10 de agosto de 2011 
  7. Travestis rompem preconceitos e fazem sucesso no mundo do funk G1, 11 de janeiro de 2015.
  8. «Moacyr Scliar: A Glória da Melancia». Consultado em 1 de maio de 2009. Arquivado do original em 9 de dezembro de 2014 
  9. a b c d e f «Conheça o funk da 'fruta de vez', a Mulher Melão». BOL. Consultado em 10 de junho de 2020 
  10. «Mulher Melancia vira empresária e volta ao Brasil com jogador corintiano». www.bol.uol.com.br. Consultado em 11 de junho de 2021 
  11. «Quem é a musa do créu: a ex-Mulher Melancia ou a Mulher Jaca?». Ego. Consultado em 16 de março de 2020 
  12. «MULHER JACA ADMITE QUE FAZ TUDO POR UM CORPÃO: 'PLÁSTICA, PARA MIM, É COMO FAZER UNHA'». Extra. Consultado em 16 de março de 2020 
  13. «Dadá Cristina, a Mulher Jaca, afirma ser tão gostosa quanto Mulher Melancia». Ego. Consultado em 16 de março de 2020 
  14. «Agora empresária, Mulher Jaca diz: 'Estimativa de retorno é de R$ 1 milhão'». Ego. Consultado em 16 de março de 2020 
  15. a b «Por onde andam as mulheres-fruta uma década após o início do sucesso?». Notícias da TV - UOL. Consultado em 16 de março de 2020 
  16. «Agora é oficial! Mulher Moranguinho está fora do Créu». Ego. Consultado em 16 de março de 2020 
  17. Entretenimento, Portal Uai (6 de dezembro de 2017). «Funkeiro Naldo Benny é preso com arma após agredir Mulher Moranguinho». Portal Uai Entretenimento. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  18. «"Pânico na TV" lança Você Você Você Você Você Quer?, faz sucesso e Lula dança a música». rd1audiencia.virgula.uol.com.br. Consultado em 30 de abril de 2011 
  19. «Mulher Maçã quer ensinar Roberto Carlos a dançar funk». Ego. Consultado em 16 de março de 2020 
  20. «Mulher Maçã, 'viúva' de Steve Jobs, causa no lançamento do iPhone 6». Ego. Consultado em 16 de março de 2020 
  21. «Mulher Maçã diz que recebe conselhos de Steve Jobs em sonhos». Famosidades. Consultado em 16 de março de 2020 
  22. «Mulher Maçã diz que recebe conselhos de Steve Jobs em sonhos». Correio 24 Horas. Consultado em 16 de março de 2020 
  23. «Mulher Maçã diz que recebe conselhos de Steve Jobs em sonhos». Famosidades. Consultado em 16 de março de 2020 
  24. «Mulher Pera enlouquece homens no centro de SP 01/05/2009 00h16». UOL. Consultado em 16 de março de 2020 
  25. «Ao contrário de Tiririca, "Mulher Pêra" decepciona nas urnas com 3 mil votos». Consultado em 14 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 7 de outubro de 2010 
  26. «'Estou arrasada', diz Mulher Pêra sobre o zero voto que recebeu». Extra. Consultado em 16 de março de 2020 
  27. Folha de S.Paulo - STF teme que réus do mensalão questionem julgamento internacionalmente
  28. Estadão: Subcelebridades tentam repetir o efeito Tiririca
  29. «Terra - SP: Vovó da Fiel, Mulher Pêra e ex-BBB não se elegem vereadores». Consultado em 18 de novembro de 2012. Arquivado do original em 10 de novembro de 2012 
  30. NaTelinha - Criticado, "A Fadinha do Brasil" deixa grade da RedeTV!
  31. «Conto de fadas moderno! Mulher Pera vai se casar com empresário que se apaixonou ao vê-la na TV». R7.com. 2 de julho de 2015. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  32. Conheça a Mulher Cereja, nova dançarina do MC Créu
  33. https://www.otempo.com.br/diversao/mulheres-frutas-e-mirella-santos-fazem-amigo-oculto-em-praia-do-rio-nesta-quarta-1.136518
  34. «Robertha Portella vira Mulher Tutti-Frutti em novela; veja galeria com mulheres-frutas do funk - Foto 1 - Música - R7». entretenimento.r7.com. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  35. Brunetty (Ellen Rocche), conhecida como a Mulher-Mangaba, fará campanha publicitária de uma marca de sapatos no lugar de Amora (Sophie Charlotte), em 'Sangue Bom'
  36. «Valesca Popozuda aperece mais cheinha e deixa celulite à mostra». IG. Consultado em 16 de março de 2020