Saltar para o conteúdo

Mundão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Para outros significados, veja Mundão (desambiguação).
Portugal Portugal Mundão 
  Freguesia  
Igreja de Mundão
Igreja de Mundão
Igreja de Mundão
Símbolos
Brasão de armas de Mundão
Brasão de armas
Localização
Localização no município de Viseu
Localização no município de Viseu
Localização no município de Viseu
Mundão está localizado em: Portugal Continental
Mundão
Localização de Mundão em Portugal
Coordenadas 40° 41' 30" N 7° 52' 36" O
Região Centro
Sub-região Viseu Dão-Lafões
Distrito Viseu
Município Viseu
Código 182318
Administração
Tipo Junta de freguesia
Características geográficas
Área total 15,79 km²
População total (2021) 2 410 hab.
Densidade 152,6 hab./km²
Outras informações
Orago Nossa Senhora da Conceição
Sítio http://www.freguesiademundao.pt/
Concelho extinto de Nespereira
Fundação do concelho 1514
Extinção do concelho século XVII
Antigos Concelhos de Portugal

Mundão é uma povoação portuguesa sede da Freguesia de Mundão do Município de Viseu, freguesia com 15,79 km² de área[1] e 2410 habitantes (censo de 2021)[2], tendo, por isso, uma densidade populacional de 152,6 hab./km².

História[editar | editar código-fonte]

O nome provém, como a maioria das localidades portuguesas do latim. Pensa-se que poderá vir de «montanus», que significa habitante da montanha/monte, por se localizar num local alto e com uma boa visibilidade sobre a cidade de Viseu. Evoluiu, no século XVII para «Mondam ou Mondao», como se pode ainda ler no cruzeiro que precede a chegada à Igreja matriz, no centro da localidade. Neste cruzeiro, localizado no largo de Góis, pode ler-se: «Este cruzeiro mandarao fazer 14 devotos do lugar de Mondao a sua custa pelas almas Padre N AUE M. 1746».

Esta evolução permite pensar que a origem da palavra também possa provir de «mondador» ou «mondadeira», deixando antever que se tratava de uma terra fértil e de cultivo, talvez parte de um feudo, na idade média, propriedade de algum Senhor Feudal ou Nobre (a arte de mondar consiste em retirar as ervas daninhas, de modo a permitir que a «boa semente» cresça e se desenvolva, de modo a produzir fruto) ou ainda estar ligado às caraterísticas geológicas do território, pela abundância de «mondina», substância pétrea normalmente associada às minas de estanho. Não havendo consenso sobre a real origem da palavra, também não há dados sobre a sua história mais antiga. Em vários livros da história da região, há referências aos «Cavaleiros de Mundão», o que deixa antever a possibilidade de ter sido um local frequentado por nobres.[3][4]

Mundão encontra-se documentado desde o ano de 1258, aquando das Inquirições de D. Afonso III – «Martinus Pelagii quondem judex de Viseo juratos et interrogatus dixit, quod in Mondon habet rex unam cabalariam et habetunam facariam de julgata…». Sem se saber ao certo qual a significação a atribuir a este topónimo, a voz do povo prevaleceu conservando-se a forma por eles utilizada – Mundão.[5]

Na idade média foi atribuída Carta de Foral a Nespereira de Mundão, uma das atuais povoações da freguesia, mas à altura povoação independente de Mundão. O título de concelho foi-lhe atribuído durante o reinado de D. Manuel I, em 1514 porém, os documentos posteriores não referem a sua existência como unidade municipal autónoma. No século XVIII, em algumas cartas régias, é apenas considerado reguengo. Provavelmente foi extinto no século XVII tendo, no entanto, permanecido como terra reguenga.[6]

A criação efetiva da freguesia deu-se no ano de 1510 e tornou-se paróquia, já titular de Nossa Senhora da Conceição, dois anos mais tarde, em 1512.[5] Com o decreto de 6 de novembro de 1836, que definiu a circunscrição do Concelho de Viseu, Mundão passou a freguesia administrativamente autónoma.[3]

Mundão tem também alguns monumentos dignos de referência: a existência de vestígios de uma anta, situada perto do atual estádio de futebol, deixando perceber que já na pré-história terá sido habitado pelos seres humanos e ainda vestígios da existência, no tempo dos romanos, de uma estrada, que ligaria Visonius (Viseu) à cidade de Roma (para onde confluíam e de onde partiam todas as vias, como é do conhecimento geral, nessa altura).

O seu brasão de armas é constituído por um escudo azul, banda de prata de cinco ordens, empedrada, lavrada de negro, acompanhada de flor-de-lis de ouro à dextra e coroa real antiga, aberta, de ouro, à sinistra. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco com a legenda a negro em maiúsculas : “ MUNDÃO - VISEU “.[7]

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população registada nos censos foi:[2]

População da Freguesia de Mundão[8]
AnoPop.±%
1864 641—    
1878 765+19.3%
1890 790+3.3%
1900 842+6.6%
1911 866+2.9%
1920 893+3.1%
1930 990+10.9%
1940 1 023+3.3%
1950 1 200+17.3%
1960 1 082−9.8%
1970 1 086+0.4%
1981 1 233+13.5%
1991 1 521+23.4%
2001 1 703+12.0%
2011 2 385+40.0%
2021 2 410+1.0%
Distribuição da População por Grupos Etários[9]
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 305 270 925 203
2011 531 215 1346 293
2021 403 324 1313 370

Povoações[editar | editar código-fonte]

Além da sede a Freguesia de Mundão engloba as seguintes povoações:

  • Britamontes
  • Catavejo
  • Póvoa de Mundão
  • Casal de Mundão
  • Nespereira de Mundão

Património[editar | editar código-fonte]

Orago[editar | editar código-fonte]

  • Nossa Senhora da Conceição - Festa a 8 de dezembro.
  • Padroeiro secundário: Santo António de Lisboa - Festa a 13 de junho

Política[editar | editar código-fonte]

Eleições autárquicas (Junta de Freguesia)[editar | editar código-fonte]

Partido 1976 1979 1982 1985 1989 1993 1997 2001 2005 2009 2013
% M % M % M % M % M % M % M % M % M % M % M
CDS-PP 46,5 4 49,0 5 52,4 5 41,5 3 21,9 2 11,7 1 9,4 1 7,0 -
PPD/PSD 31,6 2 22,5 2 36,1 4 34,8 3 31,9 2 40,6 4 50,3 5 44,5 4 42,1 4 59,8 6 44,3 5
PS 16,5 1 13,0 1 15,3 1 27,4 2 40,4 4 32,1 3 51,5 5 30,5 3 34,7 3 31,9 3
APU/CDU 13,0 1 5,2 - 3,1 - 5,0 - 3,2 - 4,3 - 2,7 - 9,4 1
PRD 16,7 1
IND 20,5 2

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Pereira, Arnaldo da Cunha - «Mundão», Viseu

Referências

  1. «Carta Administrativa Oficial de Portugal CAOP 2013». descarrega ficheiro zip/Excel. IGP Instituto Geográfico Português. Consultado em 10 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 9 de dezembro de 2013 
  2. a b Instituto Nacional de Estatística (23 de novembro de 2022). «Censos 2021 - resultados definitivos» 
  3. a b LEÃO, Carlos (2000). A Freguesia de Mundão - Concelho de Viseu. Viseu: Edição de Autor. p. 13 
  4. CUNHA PEREIRA, Arnaldo (1995). MUNDÃO, a história, a lenda, as tradições, as crendices. Viseu: EDEN GRÁFICO. p. 11. ISBN 92004/95 Verifique |isbn= (ajuda) 
  5. a b «Historial». freguesiademundao.pt. Consultado em 11 de janeiro de 2024 
  6. «Câmara Municipal de Nespereira - Arquivo Distrital de Viseu - DigitArq». digitarq.advis.arquivos.pt. Consultado em 11 de janeiro de 2024 
  7. «Heráldica da Freguesia de Mundão - Município de Viseu - Distrito de Viseu». www.heraldicacivica.pt. Consultado em 11 de janeiro de 2024 
  8. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  9. INE. «Censos 2011». Consultado em 11 de dezembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Mundão


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.