Murílio de Avellar Hingel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Murílio de Avellar Hingel
Dados pessoais
Nascimento 5 de abril de 1933 (84 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade  Brasileiro
Profissão professor

Murílio de Avellar Hingel (Rio de Janeiro, 5 de abril de 1933) é um professor e político brasileiro.

Graduou-se em Geografia e História pela Faculdade de Filiosofia e Letras (FAFILE) da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Durante a ditadura militar, Murílio exerceu a função de diretor da FAFILE e lutou ferrenhamente pela volta do regime democrático. Deu abrigo a vários líderes estudantis e de sindicatos que eram perseguidos pelos militares. Foi preso numa emboscada, em 1966.

Foi ministro da Educação no governo Itamar Franco, de 1 de outubro de 1992 a 1 de janeiro de 1995.

Foi professor e diretor de várias instituições de ensino superior e de 1º e 2º graus. Exerceu cargos técnicos e administrativos no município de Juiz de Fora e no estado de Minas Gerais, sempre nas administrações do amigo Itamar Franco.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Eraldo Tinoco Melo
Ministro da Educação do Brasil
1992 — 1995
Sucedido por
Paulo Renato Souza


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.