MuseScore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
MuseScore
Logótipo
Captura de tela
Interface do Musescore 2.0
Desenvolvedor Werner Schweer
Lançamento 2002
Versão estável 2.1.0
Idioma(s) Alemão, Árabe, Chinês tradicional, Chinês tradicional (Taiwan), Dinamarquês, Espanhol, Finlandês, Francês, Galego, Híndi, Inglês, Italiano, Norueguês, Polonês, Português europeu, Português brasileiro, Romeno, Russo, Sueco, Tcheco, Turco, Ucraniano
Linguagem C++
Sistema operacional Microsoft Windows, Linux, Mac
Gênero(s) Editor de partitura
Licença GNU General Public License
Estado do desenvolvimento Corrente
Tamanho 28MB
Página oficial musescore.org

O MuseScore é um editor de partituras para Linux, Microsoft Windows e Mac. Trata-se de um editor WYSIWYG completo com suporte a reprodução de partitura e importação/exportação de arquivos MusicXML e MIDI. Notação para percussão e tablatura para instrumentos de cordas são suportadas, assim como impressão direta.

O programa tem uma interface de usuário clara, com inserção fácil de notas semelhante aos editores de partituras comerciais mais populares, Finale e Sibelius.

O MuseScore é um software livre, publicado sob GNU General Public License.

Características[editar | editar código-fonte]

O MuseScore é capaz de importar e exportar arquivos de diferentes formatos, inclusive MIDI e MusicXML, assim como importar arquivos do Band-in-a-Box. Pode também exportar arquivos nos formatos PDF, SVG, PNG, WAV, FLAC, Ogg e MP3.

O MuseScore oferece controle de volume, metrônomo, reprodução multipista, ajuste de andamento em tempo real e acesso a partituras gratuitas.[1]

Compartilhamento online de partituras[editar | editar código-fonte]

Uma das características que diferenciam o Musescore dos demais softwares de editoração de partituras é a possibilidade de compartilhá-las em uma rede, que se assemelha a uma espécie de rede social de partituras, no próprio site do programa.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O MuseScore é um desdobramento do MuSe, um Sequenciador MIDI para Linux. Em 2002, Werner Schweer - criador de ambos os programas - decidiu "cortar fora os recursos de notação do MusE e reescrevê-los como um editor de partituras independente."[2] O programa é desenvolvido em Qt.

OpenScore[editar | editar código-fonte]

Em 2017, MuseScore e o site de partituras IMSLP lançaram um projeto denominado OpenScore, a iniciativa tem por escopo criar partituras em formatos MuseScore e/ou MusicXML de obras de domínio público cujas partituras estejam catalogados no IMLSP.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre MuseScore
Ícone de esboço Este artigo sobre software livre é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.