Museu-casa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
A Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, é um exemplo de museu-casa.

Museu-casa (ou casa-museu) é um tipo de museu que, abrigado num imóvel que serviu como casa de alguém, busca preservar a forma original, os objetos e o ambiente em que viveu aquela pessoa ou grupo de pessoas[1]. Assim, conjuga a arquitetura, a museografia e a coleção para criar um cenário histórico, oferecendo uma perspectiva de um estilo de vida[2].

Em 1997, durante a conferência "Living History. Historic House Museums", no Palazzo Spinola, em Gênova, representantes de museus-casas de diversos países iniciaram um movimento para criar, no âmbito do International Council of Museums, um comitê especialmente dedicado a esta categoria de instituição. No ano seguinte, o ICOM criou o Demhist (Comitê Internacional para Museus-Casas Históricas)[3].

Exemplos[editar | editar código-fonte]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. PONTE, António. Casas-Museu em Portugal. Capítulo 1: Casa-Museu – Definição, Conceitos e Tipologias. Pág. 5
  2. PUIG, Renata Guimarães. A Arquitetura de Museus-Casas em São Paulo: 1980-2010. 2011. Dissertação (Mestrado em Estética e História da Arte) - Estética e História da Arte, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Pág. 21
  3. Our History. DEMHIST (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um museu é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.