Museu Egípcio (Turim)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
Entrada principal do museu.

O Museu de Antiguidades Egípcias de Turim (Museo delle antichità egizie di Torino) possui uma das maiores coleções egiptológicas do mundo, com cerca de 6.500 obras expostas e 26.500 em resera.

O museu foi fundado em 1824 por Carlos Félix da Sardenha, que adquiriu a coleção Drovetti, resultante das escavações de Bernardino Drovetti, cônsul da França no Egito. As coleções do museu foram consideravelmente ampliadas pelas escavações do arqueólogo e egiptólogo italiano Ernesto Schiaparelli, nomeado diretor em 30 de setembro de 1894, permanecendo no posto até sua morte em 1928.

Acervo do museu[editar | editar código-fonte]

Entre as peças mais conhecidas do museu encontram-se

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Wolfgang Kosack: Schenute von Atripe De judicio finale. Papyruskodex 63000.IV im Museo Egizio di Torino. Einleitung, Textbearbeitung und Übersetzung herausgegeben von Wolfgang Kosack. Berlin 2013, Verlag Brunner Christoph, ISBN 978-3-9524018-5-9


Ligações externas[editar | editar código-fonte]