Museu Getúlio Vargas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Museu Getúlio Vargas
Inauguração 1994
Proprietário atual Sucessores de Getúlio Vargas / Prefeitura Municipal de São Borja
Curador Diorge Alceno Konrad

Gláucia Vieira Ramos Konrad

Geografia
País Brasil
Cidade São Borja
Localidade Avenida Presidente Vargas 1.772
Coordenadas 28° 39' 32" S 56° 0' 05" O

O Museu Getúlio Vargas também conhecido como Museu Casa de Getúlio Vargas é um museu-casa brasileiro localizado na cidade de São Borja no Rio Grande do Sul que consiste em preservar a residência de Vargas. O museu é dedicado a memória do ex-presidente gaúcho Getúlio Vargas.[1][2][3]

Histórico[editar | editar código-fonte]

A construção da residência remonta ao ano de 1911, sendo uma casa de alvenaria de tijolos de um andar térreo.[4] A casa serviu de residência de Getúlio Vargas e sua esposa Darcy Sarmanho Vargas e os cinco filhos do casal de 1911 até 1923, quando Vargas foi eleito deputado federal pelo Rio Grande do Sul.[5][6]

O museu é mantido pela prefeitura municipal de São Borja e os sucessores da família de Vargas.[7]

Interior do Museu Getúlio Vargas

Acervo[editar | editar código-fonte]

Faz parte do acervo do museu:[7][8][4]

  • Fotos
  • Documentos
  • Mobilia
  • Louças
  • Objetos pessoais
  • 1.050 livros
  • Máscara mortuária de Getúlio[9]
  • Indumentárias

Restauro[editar | editar código-fonte]

A partir do ano de 2013, a casa passou por um processo de restauração que custou aos cofres públicos R$2,5 milhões.[10][11] Na parte interna, foram recuperados pisos, forros, rebocos, pintura e ferragens de fechamento das esquadrias, como cremonas e trincos, e instalados aparelhos de ar condicionado e sensores e câmeras de monitoramento. Na parte externa da casa, a fachada também passou por um processo de revitalização, sendo devolvido a população em julho de 2015.[12] Os curadores da exposição foram os historiadores e professores da Universidade Federal de Santa Maria, Gláucia Vieira Ramos Konrad e Diorge Alceno Konrad.[10][13]

Referências

  1. «Museu Getúlio Vargas - Sites - Portal das Missões». www.portaldasmissoes.com.br. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  2. Cogo, Alberi. «Museu Getúlio Vargas é reinaugurado em São Borja». Correio do Povo. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  3. «Evento marca fim do restauro do Museu Getúlio Vargas em São Borja». Coletiva.net - Tá todo mundo aqui. 30 de junho de 2015. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  4. a b «IPHAE». www.iphae.rs.gov.br. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  5. «MUSEU GETÚLIO VARGAS». IPHAE - Governo do Rio Grande do Sul. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  6. «Getúlio Vargas | CPDOC». cpdoc.fgv.br. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  7. a b «São Borja - Turismo e Cultura». www.saoborja.rs.gov.br. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  8. «Museu Getúlio Vargas é entregue à comunidade de São Borja». Portal do Estado do Rio Grande do Sul. 3 de julho de 2015. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  9. Fantástico | Máscara mortuária de Getúlio Vargas será mostrada aos brasileiros | Globoplay, consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  10. a b «Restaurado, Museu Getúlio Vargas reabre nesta sexta em São Borja». GaúchaZH. 2 de julho de 2015. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  11. «Obra de restauração do Museu Getúlio Vargas, em São Borja, é concluída». Jornal O Sul. 28 de junho de 2015. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  12. AM 1260, Rádio Cultura. «Museu Getúlio Vargas deve ser reinaugurado em julho». www.radioculturaam1260.com.br. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  13. «Museu Getúlio Vargas é entregue à comunidade de São Borja». Jornal O Sul. 3 de julho de 2015. Consultado em 15 de fevereiro de 2020