Museu Marítimo, Fluvial e Portuário de Ruão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Museu Marítimo, Fluvial e Portuário de Ruão
Tipo museu marítimo
Inauguração 1999 (19 anos)
Visitantes 10 000
Website oficial
Geografia
Coordenadas 49° 26' 40.94" N 1° 3' 38.66" E
Cidade Ruão
País França

O Musée maritime fluvial et portuaire de Rouen (Museu Marítimo, Fluvial e Portuário de Ruão) retrata a história do porto de Ruão, que é um dos mais grandes dos pais, e da navegação. Abria em 1999, durante a "Armada de Ruão".

O museu[editar | editar código-fonte]

Os maiores temas do museu são:

Motores de chata e de barco de pesca, uma campana de bruma que era situada ao estuário da Risle, um buço e a reprodução da cabina de rádio de uma nave dos anos 60.

Um esqueleto de baleia (emprestado pelo museum d'histoire naturelle de Rouen) está exposto no meio do museu. É uma baleia-comum que tinha sete anos quando morta.

Uma chata de 38 m de comprimento, com o nome de Pompon Rouge, pode ser visitada no pátio do museu. A sua bodega foi acondicionada para receber uma exposição permanente sobre a navegação fluvial com especialmente uma maqueta de eclusa.

Ademais de esse, há muitas exposições sobre vários temas, como a ponte transbordadora de Ruão ou os viquingues.

Imagens[editar | editar código-fonte]

[editar | editar código-fonte]

O armazém 13 onde fica o museu

O museu fica em um antigo armazém do porto, não longe do novo ponto Gustave Flaubert. Este armazém, o armazém 13, foi construído em 1926, tendo o nome de armazém M até 1966 e a criação do Port autonome de Rouen.

Foi utilizado pela companhia Schiaffino para vinho. Em 1984 foi posto em desuso porque não era mais apropriado para o porto porque a sua capacidade era baixa demais.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]