Museu Plantin-Moretus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Complexo Museológico Plantin-Moretus *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Biblioteca do Museu Plantin-Moretus
País  Bélgica
Tipo Cultural
Critérios ii, iii, iv, vi
Referência 1185
Região** Europa e América do Norte
Coordenadas 51° 13′ N 4° 23′ E
Histórico de inscrição
Inscrição 2005  (29ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

O Museu Plantin-Moretus é um museu em Antuérpia, Bélgica, em honra aos famosos impressores Christoffel Plantijn e Jan Moretus. Está localizado na sua antiga residência e gráfica, a Plantin Press, no Friday Market.

História[editar | editar código-fonte]

A gráfica foi fundada no século XVI por Christoffel Plantijn. Após sua morte o dono passou a ser seu genro, Jan Moretus.

Em 1876 Edward Moretus vendeu a companhia á cidade de Antuérpia. Um ano depois o público podia visitar a área de convivência e de impressão. Em 2002 o museu foi inscrito no site da UNESCO pela sua importância educacional, científica e cultural e a partir de 2005 foi considerado Patrimônio Mundial da UNESCO.

O Museu Plantin-Moretus possui uma excepcional coleção de material tipográfico. Não somente é uma das casas gráficas mais velhas do mundo com suas matrizes e máquinas, como também tem uma vasta biblioteca, um interiro altamente decorado e os arquivos inteiros da planta Plantin, que foi inscrita na UNESCO.[1]

Coleção[2] [editar | editar código-fonte]

Capa de uma edição de Rembert Dodoens, editada por Jan Moretus.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]