Museu Vivo da Memória Candanga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
entrada do Museu pela BR-040

O Museu Vivo da Memória Candanga ocupa as instalações do já extinto Hospital Juscelino Kubitschek de Oliveira (HJKO), o primeiro construído no novo Distrito Federal. Está situado às margens da BR-040, próximo a cidade do Núcleo Bandeirante (antiga Cidade Livre).

O hospital e os alojamentos dos funcionários foram construídos em madeira. O tempo de construção foi de apenas dois meses e a inauguração se deu em 1957.

Após a inauguração do Hospital Distrital (atual Hospital de Base) o HJKO entrou em declínio, sendo desativado em 1974.

No entanto, alguns funcionários permaneceram morando no local, que atraiu outras pessoas. Por fim, os moradores foram encaminhados para cidades próximas, e o lugar foi finalmente tombado, sendo hoje, ao lado do Catetinho, a maior representação da arquitetura da época da construção da nova capital do país, Brasília.

Placa de inauguração do Hospital JK

Hoje, boa parte de suas instalações foram reformadas: nas antigas casas dos funcionários, funcionam oficinas artísticas. No antigo hospital, estão uma biblioteca, a exposição permanente "Poeira, Lona e Concreto", e uma maquete atualizada de Brasília.

O museu pode ser visitado gratuitamente de terça a domingo.

A caminho do Núcleo Bandeirante vê-se a placa do Museu

.