Museu da Gravura Cidade de Curitiba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Museu da Gravura Cidade de Curitiba, também conhecido como Casa da Gravura Solar do Barão ou simplesmente por Solar do Barão, foi inaugurado em 1989 e mantém uma programação anual das exposições temporárias de artistas nacionais e internacionais que tenham como foco a expressão nas diversas técnicas da gravura. O Solar do Barão abrigou também, por muitos anos, grupos musicais que tinham a Fundação Cultural de Curitiba como apoiadora e mantenedora. Era o caso da Camerata Antiqua de Curitiba, a Banda Lira Curitibana, e a Orquestra Harmônicas de Curitiba. Também realizava apresentações musicais no seu auditório e abrigava alguns cursos na área de música, como o Curso municipal de Harmônica Cromática, ministrado por Ederson Marcondes(Renaud) e Ulysses Cazzalas, que visava a busca de talentos para compor o quadro da Orquestra Harmônicas de Curitiba.

Acervo[editar | editar código-fonte]

Entre as obras do acervo, destacam-se as de Poty Lazzarotto, Oswaldo Goeldi, Pablo Picasso, Andy Warhol, Anna Bella, Louise Bourgeois, Joel Shapiro, Tomie Ohtake e outros.

Referências[editar | editar código-fonte]