Museu de História Natural (Campinas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
fachada do Museu de História Natural, dentro do Bosque.

O Museu de História Natural localiza-se no Bosque dos Jequitibás, em Campinas, no interior do estado de São Paulo, Brasil. Foi inaugurado em 20 de maio de 1939[1], e é uma instituição tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico (CONDEPHAAT, em 1970) e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (CONDEPACC, em 1991), com a finalidade de difundir conhecimentos sobre a fauna e flora, promovendo sua conservação e desenvolvendo programas de Educação Ambiental e Biologia para crianças, professores e público em geral.

O Museu de História Natural tem mais de duas mil peças, dentre elas 393 mamíferos, 475 aves, 187 répteis, 178 peixes, 790 insetos e 144 demais invertebrados[2], representantes dos ecossistemas brasileiros da Mata Atlântica, da floresta Amazônica, do Cerrado, do Pantanal Mato-grossense e litoral paulista, incluindo mamíferos, aves, répteis, peixes, insetos e outros invertebrados e, oferecendo, em exposição aberta ao público, mais do que 300 destas espécies. O museu também inclui em exposição uma diversidade de animais, botânica, Teratogênese, Taxidermia, fósseis, minerais, etc[1].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Museu de História Natural». Prefeitura Municipal de Campinas. Consultado em 4 de janeiro de 2016 
  2. Assessoria de Imprensa (10 de maio de 2015). «Cid Ferreira defende inclusão de reforma do Museu de História Natural na revitalização do Bosque». Câmara Municipal de Campinas. Consultado em 4 de janeiro de 2016