Museu dos Óculos Gioconda Giannini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Museu dos Óculos Gioconda Giannini
Tipo Óculos
Inauguração 1996
Diretor Miguel Giannini
Curador Hélio Leites
Website www.miguelgiannini.com.br
Geografia
País  Brasil
Cidade São Paulo

O Museu dos Óculos Gioconda Giannini é um museu particular localizado na cidade de São Paulo. Foi fundado em 1996 pelo esteta óptico e designer de armação de óculos Miguel Giannini e teve como curador, Hélio Leites.[1] O museu, que é uma mostra permanente, encontra-se sediado em um casarão da década de 1920, hoje tombado como patrimônio, no bairro do Bixiga e sua entrada é gratuita.[2][3][4][5][6][7]

O museu conta com um um acervo que possui armações de óculos usados por grandes nomes brasileiros, como Rita Lee, Debora Block, Goulart de Andrade e Hebe Camargo[8], além de mais de 700 pares de óculos originários do Brasil, China e outros países.[9] Muitos desses acessórios são raros e datam mais de sete séculos, além de réplicas de peças mais antigas.[10][11][12]

Integrado à loja do fundador do museu, o espaço é descrito como uma "loja-museu", uma forma recente de integração entre acervo expositivo e ponto comercial.[7]

É apontado como o único museu de óculos do continente americano.[13][14][11] O museu é listado no Guia de Museus Brasileiros do Instituto Brasileiro de Museus.[15]

História do Museu[editar | editar código-fonte]

Miguel Giannini começou sua coleção pessoal de óculos por passa tempo através de doações feitas por clientes da ótica da qual era dono, Miguel Giannini Óculos.[9][7] A coleção era inicialmente um hobby.[16] O museu foi fundado em março de 1996, com a decisão de abrir ao público a coleção pessoal; Miguel Giannini passou a obter cada vez mais peças por meio de leilões e antiquários, como é o caso da peça mais antiga do museu, que foi obtida em um antiquário na Itália.[7][14][11]

O Museu, que ocupa o segundo andar do casarão, divide espaço com uma das óticas de Miguel Giannini.[7][12][2]

Gioconda Giannini, mãe de Miguel.

O nome Gioconda Giannini, que faz parte do nome do museu, é uma homenagem à mãe de Miguel.[7][17]

Edifício[editar | editar código-fonte]

O edifício do museu, chamado na mídia de "castelinho azul e branco",[18] foi construído em 1918,[7] na Bela Vista.[19] Bem tombado, é considerado um imóvel luxuoso.[7] Está localizado próximo ao Museu Memória do Bixiga e ao Theatro Ruth Escobar.[7]

Em reportagem na Folha de S.Paulo, a entrada do museu é assim descrita:

O espaço é mantido com tacos de madeira, que produzem desenhos no assoalho, e há obras de arte no espaço.[7]

Miguel Giannini[editar | editar código-fonte]

Descendente de italiano, Miguel Giannini é o mais importante esteta óptico conhecido e fundador do Museu dos Óculos.[20] Ele trabalha com óculos desde os treze anos[7] e atende em óticas há mais de cinquenta anos.[12] Ao longo de sua vida, Miguel desenvolveu, em parceria com a Escola Paulistana de Medicina da UNIFESP um trabalho voluntário de doação de óculos para populações indígenas.[7]

Seu sucesso como oculista deveu-se em parte por ter desenvolvido um método que lhe permite ver o melhor tipo de óculos para cada pessoa.[21] Esse método é pautado na observação das sobrancelhas, largura e altura do nariz.[7] Com esse método, ganhou fama e prestígio, o que fez com que ele auxiliasse no visual de muitos famosos, como foi o caso dos ex-presidentes José Sarney, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.[4] Também fez armações para Geraldo Alckmin, Marta Suplicy e Eduardo Suplicy.[22]

Acervo do Museu[editar | editar código-fonte]

O museu possui aproximadamente 700 pares de óculos de épocas e estilos diferentes, dos quais mais de 300 são apresentados na exposição permanente.[11][10][11] Sua peça mais antiga foi obtida em um antiquário na Itália.[7] No acervo, há o primeiro modelo de óculos que foi criado: em 400 ou 500 a.C., nobres chineses o usavam para tentar conter dores de cabeça e doenças mentais ou como acessório.[22][23]

O museu conta também com réplicas, como por exemplo uma em madeira do modelo Rivet,[12] originalmente produzido em metal. Além dela, conta com réplicas dos primeiros óculos descobertos na Alemanha no século XIII[11] e de um modelo italiano de 1270.

Há no acervo, também, um modelo original chinês do século XVIII[9] e uma coleção, também chinesa, do século XVII, guardada em estojos de escamas de peixes. Na coleção, encontram-se armações curiosas, como italianas que contam com toldos contra o sol e pinça-narizes da França.[22][23]

Destacam-se uma coleção de Christian Dior e peças usadas por personalidades de destaque como Elis Regina, José Wilker,[9] Paulo Francis,[23] Jô Soares e Rita Lee.[7][17][11] Também há armações de Ruth Cardoso e Mário Covas.[23]

Sala principal do museu.

Há também peças curiosas, como um óculos-leque de tartaruga, projetado exclusivamente para exibição, além de objetos e máquinas antigas utilizadas por oftalmologistas, atestando a evolução desse ramo da medicina.[17]

Todo o acervo foi adquirido por Miguel Giannini.[22] A mostra, organizada cronologicamente, permite entender a evolução histórica do objeto mote do museu.[23]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Durante muitos séculos os museus eram uma exclusividade das elites europeias e foi só por volta de 1600 que surgiram as hastes retas e fixas espiraladas, que eram, até então, produzidas á mão.

Em 1930 um novo conceito de óculos surgiu, fazendo com que as novas armações fossem mais leves e versáteis e nos anos 70 surgiram os óculos de plásticos, enormes e coloridos, que fez muito sucesso entre os jovens da época.[11]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Hélio Leites expõe pinturas no Memorial de Curitiba - Bem Paraná». www.bemparana.com.br. Consultado em 13 de junho de 2017 
  2. a b «Doze museus surpreendentes que você provavelmente não sabia que existiam | Da Redação | VEJA SÃO PAULO». VEJA SÃO PAULO. 18 de fevereiro de 2016 
  3. «G1 > Política - NOTÍCIAS - Clodovil está 'ótimo e lúcido', diz assessora». g1.globo.com. Consultado em 13 de junho de 2017 
  4. a b «"Aqueles óculos não são para Marina", diz Miguel Giannini». revistaepoca.globo.com 
  5. «Sem vergonha dos 4 olhos - Diário do Grande ABC». Jornal Diário do Grande ABC 
  6. «Moda: Dicas, Lançamentos, tendências e coleções - Criativa - NOTÍCIAS - Óculos de grau: acessório fashion?». revistacriativa.globo.com. Consultado em 13 de junho de 2017 
  7. a b c d e f g h i j k l m n o Dombi, Tania (2014). O espaço comercial como um valor cultural. São Paulo: [s.n.] 
  8. «Frames» 
  9. a b c d «Doze museus surpreendentes que você provavelmente não sabia que existiam | Da Redação | VEJA SÃO PAULO». VEJA SÃO PAULO. 18 de fevereiro de 2016 
  10. a b «5 museus diferentes e curiosos do Brasil». www.mercadoeeventos.com.br. Consultado em 13 de junho de 2017 
  11. a b c d e f g h «Museu dos Óculos Gioconda Giannini no Bairro da Bela Vista - São Paulo». www.encontrabelavista.com.br. Consultado em 13 de junho de 2017 
  12. a b c d Chaves, Iana (2014). Estudo, análise, e proposta de diretrizes a serem consideradas no projeto do produto óculos para o público infantil. São Paulo: [s.n.] 
  13. «Museu dos Óculos - Raio X». Veja São Paulo. Consultado em 3 de julho de 2009. Arquivado do original em 17 de julho de 2009 
  14. a b «O Museu». Miguel Giannini Óculos. Consultado em 3 de julho de 2009. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  15. «Guia de Museus Brasileiros, IBRAM» (PDF). 2011 
  16. «Evolução dos óculos através dos séculos» (PDF). Correio do Povo. 19 de abril de 2003. Consultado em 28 de junho de 2017 
  17. a b c «Museu dos Óculos abriga preciosidades». Moda Almanaque. Consultado em 3 de julho de 2009. Arquivado do original em 23 de outubro de 2009 
  18. a b Museu dos Óculos reúne armações de Fernando Henrique e de Lula
  19. «Você sabia que existe um museu dos óculos em São Paulo?». Projeto São Paulo City (em inglês). 6 de junho de 2016 
  20. «Miguel Giannini, esteta óptico: a arte de combinar óculos e rostos (parte 1) | VEJA.com». VEJA.com. 1 de agosto de 2009 
  21. «Miguel Giannini, esteta óptico: a arte de combinar óculos e rostos (parte 2) | VEJA.com». VEJA.com. 1 de agosto de 2009 
  22. a b c d «Museu dos Óculos reúne armações de Fernando Henrique e de Lula». Folha de S.Paulo 
  23. a b c d e "Museu do Óculos", programa Tudo Posso, Rede Vida, 1 de fevereiro de 2014, disponível no Youtube.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Museu dos Óculos Gioconda Giannini