Museu dos Abba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Museu dos Abba
Entrada do Museu dos Abba e do Swedish Music Hall of Fame, em 2014.
Tipo Música
Inauguração 2013
Website www.abbathemuseum.com
Geografia
País Suécia
Cidade Estocolmo
Localidade Djurgården

O Museu dos Abba – em sueco Abbamuseet, e em inglês ABBA The Museum – é uma exposição interativa dedicada ao grupo musical sueco Abba.[1][2] Está localizada em Djurgården, na parte central da cidade de Estocolmo e foi inaugurada em 7 de maio de 2013.[3]

Apesar do nome, o Museu dos Abba não é, tecnicamente, um museu, pois não possui acervo, não conduz pesquisa e possui fins lucrativos. O Museu dos Abba não é um membro do International Council of Museums (ICOM - Comitê Internacional de Museus) ou da Riksförbundet Sveriges museer (Associação de Museus Suecos).

História[editar | editar código-fonte]

Os idealizadores do museu, Ewa Wigenheim-Westman e Ulf Westman, posando ao lado de estátuas de cera de Anni-Frid Lyngstad e Agnetha Fältskog.

Os planos para uma exposição dedicada ao ABBA em Estocolmo, inspirada pela exposição permanente The Beatles Story, em Liverpool, foram anunciados pelos fundadores Ulf Westman e Ewa Wigenheim-Westman em 2006. A exposição estava prevista para inaugurar em 2008, e os organizadores estimavam que ela atrairia, anualmente, 500 mil visitantes.

A exposição estaria localizada no antigo prédio da aduana, no porto de Estocolmo. Após vários anos de problemas financeiros, o projeto foi abandonado em 2009, e o prédio foi designado para abrigar um novo centro de exposição de fotografia contemporânea, chamado Fotografiska.

Novos planos para uma exposição permanente do ABBA foram anunciados em 3 de outubro de 2012. A exposição "ABBA The Museum" é o lar permanente da exibição viajante ABBAWORLD, que passou pela Europa e Austrália entre os anos de 2009 e 2011, e conta com roupas de palco doadas pelos membros da banda, além de estações de áudio e vídeo que permitem aos visitantes tocar e cantar as músicas do ABBA.

A exposição está localizada em um edifício perto do parque temático Gröna Lund, na ilha de Djurgården.

Atrações[editar | editar código-fonte]

  • O piano de Benny - Um piano conectado ao piano de Benny Andersson, em sua casa, que toca sozinho quando Benny o faz.
  • Waterloo - Uma seção feita para se parecer com a cidade de Brighton durante o Festival Eurovisão da Canção de 1974, quando a música Waterloo (canção) foi a vencedora. Possui uma coleção com vários itens desse evento.
  • The Polar Studio - Uma réplica do estúdio onde o ABBA gravou a maioria de suas canções.
  • The Folkpark - Uma réplica do parque onde Benny Andersson e Björn Ulvaeus se conheceram.
  • Audio Guides - Uma visita guiada por áudio, narrada por Catherine Johnson, autora do roteiro de Mamma Mia! (filme).
  • Ring Ring - Um telefone especial, do qual apenas os quatro ex-membros do ABBA sabem o número.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Museu dos Abba

Referências

  1. «ABBA The Museum now open» (em inglês). Cidade de Estocolmo - Stockholms Stad. Consultado em 7 de maio de 2013 
  2. «Abbamuseet invigs med pompa och ståt» (em sueco). Sveriges Radio – Rádio Nacional Sueca. Consultado em 6 de maio de 2013 
  3. «Här invigs ABBA-museet». Aftonbladet. Consultado em 7 de maio de 2013 

Ver também[editar | editar código-fonte]