Musicalismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Musicalismo foi um movimento artístico fundado em Paris em 1932 pelo pintor francês Henry Valensi (1883 - 1960)[1].

A teoria do musicalismo, formulada por Valensi, baseia-se na demonstração da equivalência de valores e sensações entre a pintura e a música. Inspirados pelas correspondências entre o visual e o sonoro apontadas pelos poetas Baudelaire e Rimbaud, os musicalistas criaram teorias diversas para produzir obras que refletissem sons. Gustave Bourgogne propôs o bleuisme, uma teoria de que as vibrações sonoras são predominantemente azuis. Charles Blanc-Gatti idealizou uma Orquestra Cromofônica, em que as cores quentes representariam os tons graves, e as cores frias, os agudos[2].

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. DUROZOI, Gérard. Diccionario Akal de Arte del Siglo XX. Ediciones AKAL, 1997. Página 457 (em espanhol)
  2. CAZNÓK, Yara Borges. Música: entre o audível e o visível. UNESP, 2004. Página 109

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.