Mustafa Balel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mustafa Balel

Mustafa Balel, autor de romances e contos turcas, nasceu em 1945 na cidade de Sivas, Turquia.

Ensinou a língua francesa nos liceus de seu país de 1968 até 1997 ; essa profissão não o impediu de fazer traduções para os leitores Turcos de escritores Franceses de renome como Michel Tournier, Yann Queffélec, Pascal Bruckner, Jorge Semprun, Panaït Istrati, Jean-Philippe Toussaint, Dragan Babic, Marlene Amar etc.

Colaborou igualmente com a redação de várias enciclopédias como Larousse (GCD, Mémo), Axis e várias outras.

É, naturalmente dentro de suas atividades literárias que podemos encontrar a publicação de "Öykü " uma das primeiras revistas literárias destinada aos contistas amadores.

O autor oferece a seus leitores textos tecidos com palavras bem escolhidas, refinadas mas, também aquelas mais rugosas, que são indispensáveis para traçar a trama de suas obras. E um mestre da narração e do diálogo ; ele consegue reter a tentção de seus leitores através de seus romanaces e contos, redigidos em uma linguagem poética e viva, que relatam os problemas das relações sociais entre o indivíduo e a sociedade ; em particular, ele se prende em pintar uma certa melancolia.

Nas seus obras constata-se que denota uma estrutura matriarcale convencional reina subrepticiamente numa sociedade conhecida estritamente patriarcal.


As obras[editar | editar código-fonte]

Romances :

  • ”Peygamber Çiçeği” ( A Violeta, 1981, 2005 )
  • ”Asmalı Pencere” ( Janela para o Vinhedo, 1983 )
  • ”Bizim Sinemamız Var !” ( Mas eu sou o filho do proprietário do cinema !, 1979, 2014 )
  • ”Cumartesiye Çok Var mı?” ( Sábado, é longe ?, 1982, 2011 ).
  • "Nöbetçi Ayakkabıcı Dükkânı" ( Loja de Sapatos a serviço, 2004)

Os dois últimos títulos são obras destinadas aos jovens.


Contos :

  • ”Kurtboğan” ( O Rochedo chamado Esconde-Lobo, 1974 )
  • ”Kiraz Küpeler” ( Os brincos de cerejas, 1978, 2010 ),
  • ”Gurbet Kaçtı Gözüme” ( O Exílio nos meus olhos, 1982 ),
  • ”Turuncu Eleni” ( Eleni Alaranjada, 1992 )
  • "Karanfilli Ahmet Güzellemesi" ( Louvor de Ahmet com o cravo, 2005 )
  • "Etiyopya Kralının Gözleri" ( Os olhos do rei da Etiópia, 2011 )

Contos de viagens :

  • "Bükreş Günleri" ( Os dias de Bucarest, 1985 ) .
  • "Istanbul Mektupları" (As cartas de Istambul, 2009)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]