Muyrã Ubi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Muyrã Ubi
Outros nomes Maria do Espírito Santo Arcoverde
Nascimento
Igarassu, Capitania de Pernambuco
Morte
Olinda, Capitania de Pernambuco
Etnia Tabajara (povo)
Progenitores Pai: Uirá Ubi

Muyrã Ubi (Igarassu, 1510Olinda, 1558), ou ainda Muyrá Ubi, e batizada Maria do Espírito Santo Arcoverde, foi uma índia da tribo Tindara (ou Tindarana), da etnia Tabajara, nascida nas terras que viriam a ser conhecidas como Capitania de Pernambuco. Foi filha do cacique da tribo, Uirá Ubi (chefe tupi Arcoverde). Tornou-se importante na história do Brasil devido à sua interferência na condenação à morte de Jerônimo de Albuquerque, um administrador colonial português.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Após lutar contra os índios Tabajaras, Jerônimo de Albuquerque levou um flechada e perdeu um dos olhos. Estando sob cárcere e condenado à morte, foi salvo pela índia Muyrã Ubi, que se apaixonou por ele e o quis como marido. O casamento selou a paz entre os índios tabajaras e os colonizadores portugueses. Da união com Jerônimo de Albuquerque nasceram oito filhos, entre eles Jerônimo de Albuquerque Maranhão, que expulsou os franceses do Maranhão, e posteriormente anexou Maranhão ao seu nome, e Catarina de Albuquerque que se casou com o fidalgo italiano Filippo Cavalcanti.[3][4][5][6][7][8]

Batismo[editar | editar código-fonte]

Batizada, Muyrã Ubi recebeu o nome de Maria do Espírito Santo Arcoverde em homenagem à festa de Pentecostes, que se celebrava no dia do batismo.[9]

Referências

  1. «Muirá-Ubi - Quem?» 
  2. Cândido Pinheiro Koren de Lima. Albuquerque, a Herança de Jerônimo, o Torto (Fundação Gilberto Freyre, 2015). [S.l.: s.n.] 
  3. Moya, Salvador (1963). Revista Genealógica Latina n. 9/10. [S.l.]: Instituto Genealógico Brasileiro. 231 páginas 
  4. «Biografia de Jerônimo de Albuquerque» 
  5. «História e Genealogia» 
  6. «Albuquerques» 
  7. Doria, Francisco Antonio (2003). Acciaiolis, Madeira e Brasil, I. [S.l.]: Bingen. 22 páginas 
  8. «Biografia de Jerônimo de Albuquerque» 
  9. Albuquerque, Ulysses Lins de (2016). Três Ribeiras. [S.l.]: Cepe. 22 páginas 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.