My Heart Will Go On

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
"My Heart Will Go On"
Single de Céline Dion
do álbum Let's Talk About Love e Titanic: Music from the Motion Picture
Lado B Southampton" (França)
"Beauty and the Beast" (Japão)
"I Love You" (Reino Unido)
"Rose" (Estados Unidos)
Lançamento 24 de dezembro de 1997
Formato(s) CD single, 12" single, 3" single, cassette single
Gravação Wallyworld, The Hit Factory (1997)
Gênero(s) Pop, soft rock
Duração 4:40 (versão do álbum)
5:11 (trilha sonora)
Gravadora(s) Columbia, Epic
Composição James Horner
Produção Walter Afanasieff, James Horner, Simon Franglen
Certificação(ões) Diamante (França)

4× Platina (Alemanha, Media Traffic)
3× Platina (Bélgica)
2× Platina (Austrália, Japão, Países Baixos, Noruega, Suíça, Reino Unido)
Platina (Grécia)
Ouro (Áustria, Estados Unidos)

Cronologia de singles de Céline Dion
"The Reason"
(1997)
"Immortality"
(1998)

"My Heart Will Go On" é uma canção gravada pela cantora franco-canadense Céline Dion. É a principal música-tema do filme de sucesso Titanic (1997), de James Cameron, baseado na história do transatlântico de mesmo nome que afundou em 1912 após colidir com um iceberg no Oceano Atlântico Norte. A canção foi composta por James Horner, e sua letra foi escrita por Will Jennings, enquanto a produção foi feita por Walter Afanasieff, Horner e Simon Franglen.[1][2]

Lançada como um single do quinto álbum de estúdio em língua inglesa de Céline Dion, Let's Talk About Love (1997), e da trilha sonora do filme, a canção alcançou o topo da RPM Top Singles Chart. Fora do Canadá, "My Heart Will Go On" se tornou um sucesso global, liderando as paradas em vários países, incluindo Austrália, Áustria, Alemanha, Bélgica, Brasil, Canadá, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Noruega, Portugal, Reino Unido, Suécia, Suíça e Taiwan.

"My Heart Will Go On" é considerada a canção assinatura de Céline Dion.[3] Com vendas mundiais estimadas em mais de 18 milhões de cópias, é um dos singles mais vendidos de todos os tempos e se tornou o segundo single de uma artista feminina mais vendido na história.[4] Também foi incluído na lista de Músicas do Século da Recording Industry Association of America e do National Endowment for the Arts. O videoclipe foi dirigido por Bille Woodruff e lançado no final de 1997. Céline cantou a música em homenagem ao vigésimo aniversário do filme Titanic no Billboard Music Awards de 2017 em 21 de maio de 2017.[5]

História[editar | editar código-fonte]

James Horner originalmente compôs a canção como sendo apenas uma música de fundo que tocaria em várias cenas de Titanic. Foi contratado o letrista Will Jennings, que escreveu a letra "do ponto de vista de uma pessoa de grande idade olhando para muitos anos atrás".[6] O diretor James Cameron não queria uma canção assim, mas Jennings foi em frente de qualquer maneira e escreveu a letra. Quando Céline Dion ouviu a canção pela primeira vez, inicialmente ela não aceitou gravá-la, pois sentiu que estava abusando da sorte ao cantar outra música-tema para um filme depois de já ter cantado "Beauty and the Beast".[7][6] Horner mostrou o esquema de piano para Simon Franglen, que estava trabalhando com ele em texturas musicais eletrônicas e sintetizadores para a trilha sonora do filme. Franglen havia trabalhado com Céline Dion por vários anos em muitos de seus maiores sucessos até aquele momento.[8]

Gravação[editar | editar código-fonte]

James Cameron se sentiu obrigado a incluir uma música-tema para promover o filme. Glen Brunman também afirmou que o álbum da trilha sonora deveria ser "No song, no Céline".[9]

O empresário e marido de Dion, René Angélil, a convenceu a cantar a música na versão demo, o que ela não fazia há muitos anos. Tommy Mottola afirmou que Dion gravou a música em apenas uma tomada, e essa demo é o que foi lançado no filme. No entanto, ela regravou a música para o lançamento do álbum após o lançamento do filme e seu tremendo sucesso. Foi uma versão editada com poucas mudanças de notas no final da música.[9] James Horner esperou até que Cameron estivesse de bom humor antes de apresentá-lo a música. Após tocá-la várias vezes, Cameron declarou sua aprovação, embora temesse ser criticado por "ir para os comerciais no final do filme.". Cameron também queria acalmar os ansiosos executivos do estúdio e viu que um hit de seu filme só poderia ser um fator positivo para garantir sua conclusão.[10]

Informações da canção[editar | editar código-fonte]

Além de ser incluída no álbum de Dion, Let's Talk About Love, e na trilha sonora de Titanic, "My Heart Will Go On" aparece em vários outros álbuns, incluindo três dos álbuns posteriores de Dion, Au cœur du stade, All the Way... A Decade of Song e A New Day... Live in Las Vegas.

No pico da popularidade da canção, algumas rádios dos EUA e do Reino Unido tocaram algumas versões editadas da canção, que possuem diálogos dramáticos entre os personagens principais do filme, Jack e Rose, incluídos entre as partes de Dion. Foi incluída depois na segunda trilha-sonora Back to Titanic.

Na França, "My Heart Will Go On" foi lançada como sendo um single de Duplo A-side junto com "The Reason."

A canção venceu o Óscar de Melhor Canção Original, assim como três Prêmios Grammy (por Gravação do Ano, Canção do Ano e Melhor Canção para Mídia Visual).

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

O videoclipe da canção foi gravado por Bille Woodruff e foi lançado no final de 1997. Ele foi depois incluído no DVD All the Way... A Decade of Song & Video.

Formatos e faixas[editar | editar código-fonte]

Versões oficiais[editar | editar código-fonte]

  1. "My Heart Will Go On" (Richie Jones mix) – 4:15
  2. "My Heart Will Go On" (Richie Jones love go on mix) – 4:58
  3. "My Heart Will Go On" (Richie Jones go on beats) – 5:10
  4. "My Heart Will Go On" (Riche Jones unsinkable club mix) – 10:04
  5. "My Heart Will Go On" (Tony Moran mix) – 4:21
  6. "My Heart Will Go On" (Tony Moran's anthem vocal) – 9:41
  7. "My Heart Will Go On" (Soul Solution bonus beats) – 3:31
  8. "My Heart Will Go On" (Soul Solution) – 4:18
  9. "My Heart Will Go On" (Soul Solution percapella) – 4:16
  10. "My Heart Will Go On" (Soul Solution drama at the sea) – 8:54
  11. "My Heart Will Go On" (Matt & Vito's penny whistle dub) – 3:23
  12. "My Heart Will Go On" (Matt & Vito's unsinkable epic mix) – 9:53
  13. "My Heart Will Go On" (Cuca's radio edit) – 4:22
  14. "My Heart Will Go On" (movie dialogue) – 4:41
  15. "My Heart Will Go On" (soundtrack version) – 5:11
  16. "My Heart Will Go On" (album version) – 4:40
  17. "My Heart Will Go On" (alternate orchestra version) - 5:19
  18. "My Heart Will Go On" (TV track) – 3:12
  19. "My Heart Will Go On" (no lead vox) – 4:41

Desempenho nas paradas[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

No Brasil, além de ficar em primeiro lugar nas rádios durante 18 semanas, a canção foi regravada pela dupla Sandy & Junior em seu álbum Era uma Vez (ao vivo), além de ganhar uma versão em português intitulada Em Cada Sonho (O Amor Feito Flecha), que também fez sucesso.

Precessão e sucessão[editar | editar código-fonte]

Precedido por
"Doctor Jones" por Aqua
"Frozen" por Madonna
Single número um na UK Singles Chart
15 de fevereiro de 1998
8 de março de 1998
Sucedido por
"Brimful of Asha" por Cornershop
"It's Like That" por Run-D.M.C. vs Jason Nevins
Precedido por
"Doctor Jones" por Aqua
Single número um na Parada de Singles ARIA
15 de fevereiro de 1998 - 8 de março de 1998
Sucedido por
"It's Like That" por Run-D.M.C. vs Jason Nevins
Precedido por
"Nice & Slow" por Usher
Single número um na Billboard Hot 100
28 de fevereiro de 1998 - 7 de março de 1998
Sucedido por
"Gettin' Jiggy Wit It" por Will Smith

Referências

  1. «41st Annual GRAMMY Awards – Record Of The Year». National Academy of Recording Arts and Sciences. Consultado em 15 de novembro de 2012 
  2. Roberts, David (2006). British Hit Singles & Albums 19th ed. London: Guinness World Records Limited. p. 137. ISBN 1-904994-10-5 
  3. Caramanica, Jon (17 de setembro de 2008). «Emotions With Exclamation Points». The New York Times. Consultado em 10 de janeiro de 2010 
  4. «The 50 best pop songs written for movies». The Telegraph (em inglês). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  5. «Celine Dion to Sing 'My Heart Will Go On' at Billboard Music Awards». Newsweek. Consultado em 20 de maio de 2017 
  6. a b «How Audiences Fell for James Horner's Hit Titanic Ballad 'My Heart Will Go On'». 24 de junho de 2015. Consultado em 27 de janeiro de 2016 
  7. Glatzer, Jenna (2005). Celine Dion : for keeps. Internet Archive. [S.l.]: Kansas City, MO : Andrews McMeel Pub. 
  8. Simon Franglen. «Simon Franglen – Credits». AllMusic. Consultado em 15 de novembro de 2012 
  9. a b Rapkin, Mickey (18 de maio de 2017). «The Oral History of Celine Dion's 'My Heart Will Go On': Controversies, Doubts & 'Belly Pains' In the Studio». Billboard. Consultado em 22 de março de 2018 
  10. James Cameron's Titanic Arquivado 2011-06-09 no Wayback Machine Media Awareness Network Retrieved May 5, 2011