Néstor Gorosito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Néstor Gorosito
Néstor Gorosito no comando do Tigre, em 2020.
Informações pessoais
Nome completo Néstor Raúl Gorosito
Data de nasc. 14 de maio de 1964 (58 anos)
Local de nasc. San Fernando (Buenos Aires),  Argentina
Nacionalidade Argentino
Altura 1,77 m
Informações profissionais
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
19821988
19881994
19891992
19941995
1996
19971999
19992000
Argentina River Plate
Argentina San Lorenzo
ÁustriaSwarovski Tirol (emp)
Chile Universidad Católica
Japão Yokohama Marinos
Argentina San Lorenzo
Chile Universidad Católica
109 (8)
110 (36)
56 (16)
58 (12)
6 (3)
99 (29)
39 (1)
Seleção nacional
19891997 Flag of Argentina.svg Argentina 19 (1)
Times/clubes que treinou
2001-2002
2002-2004
2005
20062007
20072008
2009
2010
20112012
20122013
20142015
20152016
20172018
20192020
2020
Argentina Nueva Chicago
Argentina San Lorenzo
Argentina Lanús
Argentina Rosario Central
Argentina Argentinos Juniors
Argentina River Plate
Espanha Xerez
Argentina Argentinos Juniors
Argentina Tigre
Argentina Argentinos Juniors
Espanha UD Almería
Argentina San Martín
Argentina Tigre
Paraguai Olimpia

Néstor Raúl "Pipo" Gorosito (Buenos Aires, 14 de maio de 1964) é um ex-futebolista argentino e treinador de futebol. Atualmente, comanda o Gimnasia y Esgrima, da Argentina.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em San Fernando, em 14 de maio de 1964, teve muitas deficiências e quando era jovem não tinha uma boa disposição física. O pai era jogador e na vizinhança era o melhor atleta. Ele não concluiu o ensino médio em Don Orione, embora sua mãe se sacrificasse limpando a casa por ele. Um dia a professora mandou chamá-la: "Olha, é melhor que seu filho não volte, porque você quebra a coluna trabalhando e ele fica jogando bola o dia todo. Pense em qualquer coisa menos em estudar." Foi no terceiro ano. Depois, estudou dois anos como marceneiro, trabalhou em uma carpintaria de 5 a 12 anos e cursou formação no River Plate. O apelidaram de "Pipo" porque seu pai era um grande admirador de Néstor "Pipo" Rossi, aquele "cinco" do River e do time argentino dos anos de 1950, que jogou naquela posição.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a sua carreira no River Plate, de 1982 a 1988, onde foi campeão da Libertadores e, consequentemente, do Copa Intercontinental de 1986. Foi comprado pelo San Lorenzo de Almagro, onde teve três passagens. A primeira em 1988, 1992 e em 1997, respectivamente, onde era ídolo no clube. Diante de sua boa atuação em campo, foi convocado para a Seleção Argentina de Futebol, em 1989, e logo de cara foi vice-campeão da Copa América de 1989. Conquistou 2 Copas Américas, em 1991 e 1993. Em 1992 conquistou a Copa das Confederações. Também levantou mais 2 taças de torneios não-oficiais. No final de 1989 foi para a Áustria, no Swarovski Tirol, hoje extinto. Após a passagem na Europa, jogou no Chile diante da Universidad Católica com duas passagens, 1994 a 1995 e de 1999 a 2000, respectivamente. Inclusive foi uma peça importante para a Copa Libertadores da América de 1999, já que guiou o clube às oitavas de final da competição. Em 1996, teve uma rápida passagem pelo clube japonês Yokohama F. Marinos. Encerrou sua carreira como jogador em 2000.

Inicou a carreira de treinador no Nueva Chicago. Já teve passagens em clubes relevantes argentinos, como San Lorenzo, Lanús, Rosário Central, Argentinos Juniors e River Plate. Foi campeão da Copa Sul-Americana de 2002, pelo San Lorenzo, e vice-campeão da mesma competição, porém pelo Tigre, em 2012. Em 2019, conquistou seu segundo título, o primeiro com o Tigre, dessa vez a Copa da Superliga Argentina de Futebol de 2019, batendo o poderoso Boca Juniors na final por 2 a 0. Como consequência do título, levou o clube para a Copa Libertadores da América de 2020. O Tigre caiu no Grupo B, juntamente com Palmeiras, Guaraní do Paraguai e Bolívar. O clube acabou ficando na última posição, com apenas 1 ponto conquistado, e com um saldo negativo de -14.

No dia 27 de outubro, em decorrência da eliminação, e da má campanha no torneio sul-americano, foi demitido do comando do Tigre, após 1 ano e 5 meses no cargo.[3]

Títulos (jogador)[editar | editar código-fonte]

River Plate[4]
Argentina[5]
Universidad Católica[6]

Títulos (treinador)[editar | editar código-fonte]

San Lorenzo[7]

Tigre[8]

Referências

  1. Torcedores.com. Torcedores.com https://www.torcedores.com/noticias/2020/11/gigante-da-america-do-sul-anuncia-nestor-gorosito-como-novo-tecnico. Consultado em 5 de novembro de 2020  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. «Néstor Gorosito». Wikipedia, la enciclopedia libre (em espanhol). 2 de outubro de 2020. Consultado em 23 de outubro de 2020 
  3. Diagonales. «Pipo Gorosito dejó de ser el entrenador de Tigre». Diagonales (em espanhol). Consultado em 27 de outubro de 2020 
  4. «Club Atlético River Plate». Wikipédia, a enciclopédia livre. 28 de setembro de 2020. Consultado em 22 de outubro de 2020 
  5. «Seleção Argentina de Futebol». Wikipédia, a enciclopédia livre. 20 de outubro de 2020. Consultado em 22 de outubro de 2020 
  6. «Club Deportivo Universidad Católica». Wikipédia, a enciclopédia livre. 20 de outubro de 2020. Consultado em 22 de outubro de 2020 
  7. «Club Atlético San Lorenzo de Almagro». Wikipédia, a enciclopédia livre. 20 de outubro de 2020. Consultado em 22 de outubro de 2020 
  8. «Club Atlético Tigre». Wikipédia, a enciclopédia livre. 21 de outubro de 2020. Consultado em 22 de outubro de 2020 
Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.