Nível K-Pg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Nível K-T)
Ir para: navegação, pesquisa
Formação rochosa em Drumheller, Canadá, onde a erosão expôs o limite entre Cretáceo e Paleogeno.

O nível K-Pg, limite K-Pg ou ainda fronteira K-Pg, anteriormente chamada de K-T, é uma assinatura geológica, usualmente uma camada fina que data de aproximadamente 66.0 milhões de anos atrás.[1] K é a abreviatura tradicionalmente usada para o período Cretáceo, e Pg é a abreviatura para o período Paleogeno. Este limite marca o final da Era Mesozoica e o início da Era Cenozoica, e está associado ao evento de extinção do Cretáceo-Paleogeno, uma extinção em massa que exterminou os dinossauros.[2]

O Brasil é um dos poucos locais do mundo onde este limite pode ser observado a céu aberto. Nos afloramentos da Pedreira Poty, em Paulista, Pernambuco, se observam claramente duas camadas: a inferior, denominada Formação Gramame, e a superior, chamada Formação Maria Farinha, equivalentes respectivamente aos períodos Cretáceo e Paleogeno.[3]

Referências

  1. "International Chronostratigraphic Chart" (pdf). International Commission on Stratigraphy. 2012. Consult. 2013-01-13. 
  2. Fortey, R (1999). Life: A Natural History of the First Four Billion Years of Life on Earth Vintage [S.l.] pp. 238–260. ISBN 978-0375702617. 
  3. SOUZA-LIMA, W.; ALBERTÂO, G.A.; LIMA, F.H.O. (julho de 2003). Bacias sedimentares brasileiras: Bacia de Pernambuco-Paraíba Phoenix. Visitado em 21 de junho de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.