N. K. Jemisin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
N. K. Jemisin
N. K. Jemisin em 2015
Nascimento 19 de setembro de 1972 (48 anos)
Iowa City, condado de Johnson, Iowa,
Nacionalidade norte-americana
Alma mater Universidade de Tulane
Universidade de Maryland
Ocupação escritora, psicóloga e conselheira vocacional
Prémios
Gênero literário ficção científica
fantasia
Magnum opus The Hundred Thousand Kingdoms (2010)
A Quinta Estação (2016)
Página oficial
nkjemisin.com

N. K. Jemisin (nascida Nora K. Jemisin; Iowa City, 19 de setembro de 1972) é uma escritora norte-americana de ficção especulativa e fantasia. Sua escrita explora uma variedade de temas, como opressão, conflitos culturais e racismo.[1] Ganhadora de vários prêmios por contos e romances como o Prémio Nebula e o Prémio Hugo.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nora Jemisin nasceu em Iowa City, em 1972, mas cresceu na cidade de Nova Iorque e em Mobile, no Alabama. Depois de morar por 10 anos em Massachusetts, Jemisin mudou-se definitivamente para Nova Iorque. De 1990 a 1994, estudou psicologia na Universidade de Tulane, obtendo seu mestrado em educação pela Universidade de Maryland.[3]

Em 2009 e 2010, o conto Non-Zero Probabilities foi finalista do Prêmio Nebula e do Prêmio Hugo, respectivamente.[4] Seu romance de estréia, The Hundred Thousand Kingdoms, o primeiro volume da Trilogia Inheritance, foi indicado para o Prêmio Nebula de 2010 e pré-selecionado para o Prêmio James Tiptree Jr.[5][6] Em 2011, foi indicado para o Prêmio Hugo, World Fantasy Award[7] e Prêmio Locus[8], ganhando o Prêmio Locus de Melhor Primeira Novela. The Hundred Thousand Kingdoms também ganhou o Prêmio Sense of Gender na categoria Tradução, em 2011.[9]

Em 2016, seu livro A Quinta Estação ganhou o Prêmio Hugo de Melhor Romance, tornando-a a primeira escritora negra a ganhar o Hugo nesta categoria.[10] As continuações, O Portão do Obelisco e O Céu de Pedra, ganharam o Hugo em 2017[11] e 2018 na mesma categoria, respectivamente[12].

Com a premiação dos três livros de sua série A Terra Partida, ela se tornou a única autora a ganhar o Prêmio Hugo de Melhor Novela em três anos consecutivos.[13]

Hoje, ela mora e trabalha no Brooklyn, na companhia de seu gato, rei Ozymandias (Ozzy).[14]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Séries[editar | editar código-fonte]

Série Título Título no Brasil Título em Portugal
Inheritance Trilogy (2010-2011) The Hundred Thousand Kingdoms (2010)

ISBN 9780316043915

The Broken Kingdoms (2010)

ISBN 9780316043960

The Kingdom of Gods (2011)

ISBN 9780316043953

Dreamblood Duology (2012) The Killing Moon (2012)

ISBN 9780356500768

The Shadowed Sun (2012)

ISBN 9780356500775

Broken Earth series (2015-2017)

Brasil: A Terra Partida

Portugal: Terra Fraturada

The Fifth Season (2015)

ISBN 9780356508191

A Quinta Estação (2017)

ISBN 9788592795238

Quinta Estação (2018)

ISBN 9789896418465

The Obelisk Gate (2016)

ISBN 9780356508368

O Portão do Obelisco (2018)

ISBN 9788592795511

O Portal dos Obeliscos (2019)

ISBN 9789896419554

The Stone Sky (2017)

ISBN 9780316229241

O Céu de Pedra (2019)

ISBN 9788592795788

Great Cities Series (2020) The City We Became (2020)

ISBN 9780316509886

Contos[editar | editar código-fonte]

  • "L'Alchimista", publicado em Scattered, Covered, Smothered, Two Cranes Press, 2004. Menção honrosa em The Year's Best Fantasy and Horror, 18th collection. Disponível também em um episódio do podcast Escape Pod.
  • "Too Many Yesterdays, Not Enough Tomorrows", Ideomancer, 2004.
  • "Cloud Dragon Skies", Strange Horizons, 2005. Disponível também em um episódio do podcast Escape Pod.
  • "Red Riding-Hood's Child", Fishnet, 2005.
  • "The You Train", Strange Horizons, 2007.
  • "Bittersweet", Abyss & Apex Magazine, 2007.
  • "The Narcomancer", Helix, reimpresso em Transcriptase, 2007.
  • "The Brides of Heaven", Helix, reimpresso em Transcriptase, 2007.
  • "Playing Nice With God's Bowling Ball", Baen's Universe, 2008.
  • "The Dancer's War", publicado em Like Twin Stars: Bisexual Erotic Stories, Circlet Press, 2009.
  • "Non-Zero Probabilities", Clarkesworld Magazine, 2009.
  • "Sinners, Saints, Dragons, and Haints in the City Beneath the Still Waters", Postscripts, 2010.
  • "On the Banks of the River Lex", Clarkesworld Magazine, 11/2010.
  • "The Effluent Engine", publicado em Steam-Powered: Lesbian Steampunk Stories, Torquere Press, 2011.
  • "The Trojan Girl", Weird Tales, 2011.
  • "Valedictorian", published in After: Nineteen Stories of Apocalypse and Dystopia, Hyperion Book CH, 2012.
  • "Walking Awake", Lightspeed, 2014.
  • "Stone Hunger", Clarkesworld Magazine, 2014.
  • "Sunshine Ninety-Nine", Popular Science, 2015.
  • "The City Born Great", publicado em Tor.com, disponível online de forma gratuita, 2016.
  • "Red Dirt Witch", Fantasy Magazine: PoC Destroy Fantasy, 2016.
  • "The Evaluators", Wired Magazine, 2016.
  • "Henosis", Uncanny Magazine, 2017.
  • "Give Me Cornbread or Give Me Death", A People's Future of the United States, 2017.
  • "The Storyteller's Replacement", How Long til Black Future Month, 2018.
  • "The Elevator Dancer", How Long til Black Future Month, 2018.
  • "Cuisine des Mémoires", How Long til Black Future Month, 2018.
  • "Emergency Skin", Amazon Original Stories:Forward, 2019. Vencedor do Hugo Award por melhor novela.
  • "The Ones Who Stay and Fight", Lightspeed Magazine, 2020.

Coletânea de contos[editar | editar código-fonte]

  • How Long 'til Black Future Month? (2018)

Não-ficção[editar | editar código-fonte]

  • Geek Wisdom: The Sacred Teachings of Nerd Culture (co-escrito com Stephen H. Segal, Genevieve Valentine, Zaki Hasan e Eric San Juan, 2011)

História em quadrinhos[editar | editar código-fonte]

  • Far Sector (com Jamal Campbell, DC Comics, 2019)

Referências

  1. «An Interview With N.K. Jemisin on The Hundred Thousand Kingdoms». Orbit Books 
  2. «Clarkesworld Magazine - Science Fiction & Fantasy». Clarkesworld Magazine (em inglês). Consultado em 16 de agosto de 2017 
  3. «N.K. Jemisin: Rites of Passage». Locus Magazine. 18 de agosto de 2010 
  4. «Non-Zero Probabilities» (em inglês). Clarkesworld. Consultado em 28 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 28 de novembro de 2019 
  5. «2010 Award Winners & Nominees» (em inglês). Worlds Without End. Consultado em 28 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 28 de novembro de 2019 
  6. «2010 James Tiptree, Jr. Award» (em inglês). James Tiptree, Jr. Literary Award. Consultado em 28 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 28 de novembro de 2019 
  7. «Locus». World Fantasy Nominees and Lifetime Achievement Winners. Consultado em 28 de novembro de 2019 
  8. «Locus Awards 2011 Winners». Locus. 25 de junho de 2011. Consultado em 28 de novembro de 2019 
  9. «Sense of Gender Award» (PDF). The Japanese Association for Gender Fantasy and Science Fiction(G-Ken). Consultado em 28 de novembro de 2019 
  10. «N. K. Jemisin on Diversity in Science Fiction and Inspiration From Dreams». The New York Times. Consultado em 12 de fevereiro de 2018 
  11. «2017 Hugo Awards». Consultado em 11 de agosto de 2017 
  12. «2018 Hugo Awards». The Hugo Awards. Consultado em 28 de novembro de 2019 
  13. Schaub, Michael (21 de agosto de 2018). «N.K. Jemisin makes history at the Hugo Awards with third win in a row for best novel» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 28 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 28 de novembro de 2019 
  14. Payne, Marshall (28 de junho de 2011). «Nebula Awards 2010 Interview: N.K. Jemisin». SFWA. Consultado em 14 de janeiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: N. K. Jemisin
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.