NDM Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NDM Bahia ainda como o Siroco.

O Navio Doca Multipropósito Bahia (NDM Bahia) é um navio de assalto anfíbio da classe Foudre de fabricação francesa. O navio, construído para a marinha francesa pela DCNS e nomeado Siroco, ficou a serviço da Marinha Nacional da França de 1998 até 2015, quando foi adquirido pela Marinha do Brasil.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Durante o período em operação pela marinha francesa, o navio participou de missões de paz da ONU e da OTAN.

Ele participou na retirada de cidadãos europeus durante os conflitos em 2006 no Líbano, participou da ajuda humanitária após o terremoto do Haiti em 2010.

Em dezembro de 1998 o navio entrou ao serviço da Marinha Nacional da França.[2]

Em 2013 a Armada Chilena manifestou interesse na compra do Siroco, mas no final de 2014 anunciou que não pretendia adquiri-lo.[2]

A marinha francesa agendou o descomissionamento do navio para Junho de 2015,[2][3] tendo o governo francês encetado contatos com outros países na tentativa de negociar a venda o navio.

Em janeiro de 2015 uma comissão de avaliação da marinha do Brasil recomendou a compra do navio Siroco.[2]

Em março de 2015 foi anunciado que o governo de Portugal considerou a compra do navio.[4]

Em agosto de 2015 foi anunciado que o Governo Brasileiro adquiriu o navio como uma compra de oportunidade, após a desistência da marinha portuguesa, que por ser membro da OTAN teria prioridade na compra. A compra do navio possibilitou um incremento das capacidades anfíbias e aeronavais da armada, além de contribuir para a manutenção da logística da Missão de paz no Haiti e de ajuda humanitária, graças ao centro hospitalar que o Bahia dispõe.[1][5][6]

Características[editar | editar código-fonte]

  • Comprimento: 168 m
  • Largura: 23,5 m
  • Calado: 5,2 m
  • Deslocamento: 11,300 toneladas (padrão) ou 12,000 toneladas (plena carga)
  • Propulsão: 2 motores SEMT Pielstick 16 PC 2.5 V400 diesel
  • Velocidade: Máxima 21 nós/Padrão: 15 nós
  • Alcance: 20,300 km (11,000 milhas náuticas) a 15 nós (28 km/h)
  • Tripulação: 224 marinheiros, com a capacidade de transportar até 450 fuzileiros navais
  • Armamento: 3 Simbad/3 30 mm Breda-Mauser/4 12,7 mm M2-HB Browing[6]
  • Doca: 1 732 m²[7]
  • Equipamentos: Uma embarcação de desembarque de viaturas e materiais e quatro de desembarque de materiais gerais.[7]
  • Hangar: Com capacidade para até três helicópteros de porte médio, como o MH-16 e o UH-15.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Fernando (9 de setembro de 2015). «NDM Bahia, ex-Siroco, deverá ser incorporado à Marinha do Brasil no final do ano - Poder Naval - A informação naval comentada e discutida». Poder Naval - A informação naval comentada e discutida 
  2. a b c d «Brazilian study recommends procuring Siroco LPD». Jane's. 4 de fevereiro de 2015. Consultado em 4 de maio de 2015 
  3. «French Navy's Siroco Starts Final Mission». Naval Today. Consultado em 4 de maio de 2015 
  4. «Portugal may buy France's Siroco LPD». Jane's. 2 de março de 2015. Consultado em 4 de maio de 2015 
  5. «MD adquire TCD 'Siroco' para a Marinha do Brasil». Defesa Aérea & Naval (em inglês) 
  6. a b «NAM 'Bahia' (G 40), o novo navio da Marinha do Brasil». Defesa Aérea & Naval (em inglês) 
  7. a b Brasil, Marinha do. «Marinha do Brasil - Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia». www.mar.mil.br. Consultado em 18 de março de 2017