NGT São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NGT São Paulo
Osasco / São Paulo, SP
Brasil
Cidade de concessão BandeiraOsasco.svg Osasco, SP
Canais Digital: 47 UHF
Virtual: 48 PSIP
Outros canais Analógico:
48 UHF (2003-2017)
Sede Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Avenida Magalhães de Castro, 420 - Butantã
Rede Rede NGT
Pertence a Fundação de Fátima
Presidente Manoel Antonio Bernardi Costa
Prefixo ZYB 895
Cobertura Toda a Grande São Paulo
Potência 4,4 kW
Página oficial redengt.com.br

NGT São Paulo é uma emissora de televisão brasileira concessionada em Osasco, porém sediada na cidade de São Paulo, ambas cidade e capital do estado homônimo. Opera no canal 48 (47 UHF digital) e é uma emissora própria e cabeça-de-rede da Nova Geração de Televisão. Foi fundada em 8 de outubro de 2003 e transmite seu sinal direto da Torre Cásper Líbero.

Programação[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

  • Anjos da Guarda
  • Barlada
  • Brazil Cook Book
  • Caminhos do Rodeio
  • Celeste Maria Recebe
  • Cotidiano
  • Desenhos Infantis
  • Estilo
  • Fala Galera!
  • Festa Popular
  • Madrugadão NGT
  • Mulheres em Ação
  • Na Levada do Samba
  • NGT Clipes
  • NGT Esporte
  • NGT Kids
  • NGT Notícias
  • NGT Séries
  • Nordeste em Destaque com Fátima Dantas
  • Os C&D
  • Os Hermanos Perdidos no Brasil
  • P.O.L.Í.C.I.A.
  • Profissão Mulher
  • Programa do Jacaré
  • Sessão de Filmes
  • Sessão de Shows
  • Show do Balalá
  • Temperando o Papo
  • Viaja Brasil

Local[editar | editar código-fonte]

  • Jornal Metropolitano SP

 Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Proporção de tela Programação
48.1 47 UHF 1080i Programação principal da NGT São Paulo / NGT
Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a NGT São Paulo, bem como as outras emissoras da Região Metropolitana de São Paulo, cessou suas transmissões pelo canal 48 UHF em 29 de março de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Higa, Paulo (15 de fevereiro de 2016). «Quando a TV analógica será desligada na sua cidade». Tecnoblog. Consultado em 4 de abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.