Nacional Atlético Clube (Muriaé)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nacional de Muriaé
NAC Muriaé.png
Nome Nacional Atlético Clube
Fundação 25 de dezembro de 1927
Estádio Soares de Azevedo
Capacidade 13.694 pessoas[1]
Localização Muriaé, Minas Gerais MG, Brasil Brasil
Presidente Brasil José Geraldo Pimentel
Treinador Brasil Wantuil Rodrigues
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Nacional Atlético Clube (Muriaé) é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Muriaé, no estado de Minas Gerais. Fundado em 25 de dezembro de 1927, mandava seus jogos no Estádio Soares de Azevedo, com capacidade para 8.000 pessoas. Seu antigo estádio foi vendido para uma rede de supermercados, sendo o novo estádio finalizado em 2014, com capacidade para 13.694 pessoas. O endereço do Novo Estádio Soares de Azevedo é às margens da BR 356 em frente ao SESC Muriaé.

Não deve ser confundido com o Nacional Esporte Clube Ltda, que disputou o campeonato mineiro de 2014 em Muriaé, em contrato de parceria com o Nacional Atlético Clube.

História[editar | editar código-fonte]

O Nacional Atlético Clube foi formado por um grupo de jogadores liderados pelo Capitão João Felisberto, o seu primeiro presidente, e Hércules Marcondes Nacif. Escolheram as cores Branco, Preto e Vermelho. O estádio é o Soares de Azevedo, chamado assim em homenagem ao desportista, que na época, doou o terreno para a sua construção. Mais tarde foi trocado com a prefeitura para obras da atual rodoviária passando-o para o terreno ao lado, continuando a ser denominado Soares de Azevedo, mas depois cognominado "Brazão" em homenagem ao prefeito João Braz.

O Nacional Atlético Clube é um clube marcado por campanhas memoráveis, notadamente no futebol, embora tenha conquistado outros lauréis em outras áreas esportivas como Voleibol e Atletismo, (inclusive com participação na São Silvestre), mas é no futebol que criou um nome de destaque.

Chamam-no "Nacional de Muriaé" não o separam da terra que tanto propagou, através de participações marcantes e ininterruptas, na primeira divisão de profissionais de futebol mineiro. No profissionalismo a sua brilhante carreira iniciou em 1969 quando sagrou-se campeão da Segunda Divisão, título conquistado em pleno Mineirão em Belo Horizonte; frente ao Atletic Club de São João Del Rei (terra de Tancredo Neves). Daí por diante não parou e manteve-se na primeira divisão do futebol profissional até 1980, quando por falta de apoio decisivo por parte do poder público municipal e do empresariado local viu-se forçado a interromper a sua gloriosa trajetória de 11 anos ininterruptos no profissionalismo, e na principal divisão do Futebol Mineiro.

Dentre as suas conquistas neste período se destacam: 1977 – Campeão do Torneio Incentivo – certame de profissionais dos mais importantes da época que apenas não participaram o Cruzeiro, Atlético e América, mas fizeram parte, dentre outros: Vila Nova, Valério, Democrata (GV), Uberaba, Uberlândia, Caldense, Tupi (JF) e Guarani de Divinópolis, aliás foi frente a este tradicional clube mineiro que o Nacional decidiu o título novamente dentro do Estádio Magalhães Pinto (Mineirão da Pampulha) vencendo por 2x0 na preliminar do jogo decisivo do Campeonato Brasileiro de 1977 – pois na partida de fundos jogaria Atlético x São Paulo. Detalhe: o público presente a este evento foi de mais de 130 mil pessoas. Fora esta conquista o clube obteve excelentes colocações nos campeonatos da primeira divisão que disputou, sendo que em 1977 chegou entre os 5 primeiros e em 1979 (sua melhor campanha) chegou no cômputo geral em 4º lugar, mas temos que ressaltar que esteve na liderança isolada do campeonato por várias rodadas, tanto no primeiro como no segundo turno, tendo sido considerado neste ano, campeão do interior de Minas, todas essas conquistas comandadas pelo saudoso Treinador e Supervisor Argemiro Moreira

Voltou, depois de 2 anos de interrupção, à disputa do campeonato mineiro de profissionais na terceira divisão mas logo logo galgou à Segunda divisão, em 1991 foi terceiro colocado na Segunda divisão perdendo a vaga de retorno à primeira divisão frente ao URT de Patos de Minas lá em Patos há 6 minutos do final da partida.

O Nacional Atlético Clube, mesmo não tendo participado de todos os campeonatos promovidos pela Liga Esportiva de Muriaé, detém o título de primeiro campeão amador da cidade 1955 e o maior número de títulos, 7 ao todo: 1955, 59, 63, 64, 67, 81 e 98 este último conquistado na gestão administrativa Sr. Wallace Sereno Fernandes.

O Nacional saiu de atividade em 2005, quando disputou a segunda divisão do Campeonato Mineiro. Oito anos depois, em agosto de 2013, assinou um contrato de parceria com o Nacional Esporte Clube Ltda, que depois de um ano em Coronel Fabriciano e três em Nova Serrana, estava jogando em Patos de Minas.

A parceria consistia apenas no uso do novo Estádio Soares de Azevedo, moderno e considerado um dos melhores do interior de Minas. Para "abafar" as críticas contra o "Nacional de mentira", a equipe optou por utilizar as cores do tradicional clube muriaeense. Apesar de bons jogos em casa, o Nacional se perdeu nos jogos como visitante, sofreu 6 derrotas longe de seus domínios, sendo a última delas o 3 a 1 para o Villa Nova, que decretou o rebaixamento do NEC para o Módulo II do Campeonato Mineiro.

Já em 2014, em meio às especulações sobre a continuidade da parceria entre NAC e NEC, a diretoria do clube muriaeense anunciou que voltaria ao futebol profissional, de fato, após nove anos de ausência. O Campeonato Mineiro da Segunda Divisão (correspondente à terceirona do estado) seria o marcante episódio do retorno do Nacional. A notícia agradou os torcedores da cidade.

No dia 7 de julho a Federação Mineira de Futebol anunciou a tabela do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, e o Nacional estreia diante do Valeriodoce Esporte Clube, de Itabira, no dia 8de setembro, em Muriaé.

No dia 4 de outubro de 2014 o Nacional confirmou sua presença no hexagonal final do Campeonato Mineiro da segunda divisão ao vencer o Novo Esporte Ipatinga pelo placar de 1 x 0. O NAC tem pela frente no hexagonal final os seguintes times: Betinense, Funorte, CAP Uberlândia, Uberaba Sport, e Valeriodoce Esporte Clube.

No dia 30 de novembro de 2014 o Nacional venceu o Valeriodoce e garantiu acesso ao Módulo II do Mineiro na temporada 2015.[2]

Títulos[editar | editar código-fonte]

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Trophy(transp).png Campeonato Mineiro de Futebol Módulo II 1 1969
Trophy(transp).png Campeão do Torneio Incentivo 1 1977
MUNICIPAIS
Competição Títulos Temporadas
Trophy(transp).png Bandeira Uberlandia MinasGerais Brasil.svg Liga Esportiva de Muriaé 7 1955, 1959, 1963, 1964, 1967, 1981 e 1998

Torcida Organizada[editar | editar código-fonte]

  • Torcida Uniformizada do Nacional (TUN)
  • O muriaeense Adriano, apaixonado por futebol,teve a ideia de criar a TUN – Torcida Uniformizada do Nacional de Muriaé.
  • O idealizador do projeto, juntamente com amigos, conseguiu reunir três torcidas com maior representatividade em Muriaé para ajudar a reforçar o apoio ao Nacional: Botachopp (Botafogo), Urubuzada (Flamengo) e Ira jovem (Vasco) na criação erão 112 associados a TUN que Empurravão o Nacional no Campeonato Mineiro 2014 – 1ª Divisão. A diretoria do Nacional aprovou a ideia e elogiou os criadores do projeto. Lembrando que o Nacional que estava disputando a 1ª Divisão era o NEC – Nacional Esporte Clube  – de Nova Serrana, e que veio para Muriaé, adotou a cidade para a disputa desta temporada. Mas logo depois da queda do NEC e Consequentemente o fechamento do Clube Empresa o NAC volta as Atividades e a TUN abraça o verdadeiro Nacional de MURIAÈ e faz uma linda festa em todos o jogos do NAC em Casa com sua bateria nota 10!.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

[2]