Nada Será Como Antes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nada Será Como Antes
Informação geral
Formato série
Gênero Drama
Duração 60 minutos
Criador(es) Guel Arraes
Jorge Furtado
País de origem  Brasil
Idioma original (em português brasileiro)
Produção
Diretor(es) Luisa Lima
Isabella Teixeira
Diretor(es) de criação José Luiz Villamarim
Cinematografia Walter Carvalho[1]
Roteirista(s) Guel Arraes
João Falcão
Jorge Furtado
Elenco
Tema de abertura "Try a Little Tenderness", Cássia Eller
Exibição
Emissora original Brasil Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 27 de setembro20 de dezembro de 2016
Episódios 12

Nada Será Como Antes é uma série de televisão brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 27 de setembro e 20 de dezembro de 2016, em 12 episódios.[2] Criada por Guel Arraes e Jorge Furtado, é escrita pelos próprios com João Falcão, tendo direção geral de Luisa Lima, direção de Isabella Teixeira, direção de fotografia de Walter Carvalho e direção artística de José Luiz Villamarim.[3]

Conta com Débora Falabella, Murilo Benício, Daniel de Oliveira, Letícia Colin, Bruna Marquezine, Jesuita Barbosa, Osmar Prado e Cássia Kiss nos papéis principais.

Produção[editar | editar código-fonte]

Com produção de textos iniciada em 2014, a produção estava prevista para ser gravada e exibida em 2015, mas acabou engavetada ainda em 2014. No ano seguinte, a produção é retomada com o anúncio de José Luiz Villamarim como diretor do projeto, até então nominado O País do Futuro.[4][5][6] Em 2015, ocorre a troca do título para Nada Será Como Antes.[7] A série contou com consultoria de Elmo Francfort e da Pró-TV,já que a emissora é uma das patronas do museu.[8]

No Rio de Janeiro foram gravadas cenas no Palácio Tiradentes, Urca, Flamengo, Copacabana e no município de Vassouras.[9][10][11]

Foi exibida no Supercine em formato de telefilme, no dia 20 de setembro de 2020; como homenagem aos 70 anos da Televisão no Brasil.[12]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

Vladimir Brichta foi convidado para interpretar o protagonista em 2014, porém Tapas & Beijos foi renovado para a quinta temporada e ele teve que desistir do papel – na ocasião Nada Será como Antes estrearia em 2015.[13] Mateus Solano foi convidado na sequência, mas preferiu aceitar o antagonista de Liberdade, Liberdade, antecessora do seriado.[14][15][16] Com o adiamento para 2016, Vladimir Brichta voltou a ser chamado para o papel, embora tenha pedido para não retornar à televisão tão cedo para descansar sua imagem e Murilo Benício assumiu o papel.[17] Sophie Charlotte chegou a ser confirmada como Beatriz, fazendo par com seu marido Daniel de Oliveira, no entanto a atriz descobriu estar grávida e teve que deixar o elenco, sendo substituída por Bruna Marquezine.[18][19] Convidado para interpretar Péricles, Lázaro Ramos recusou o papel quando seu seriado Mister Brau foi aprovado para entrar no ar.[20] Jesuíta Barbosa e Chay Suede fizeram os testes para interpretar Davi, sendo que o primeiro ficou com o papel.[21]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Em 1951, cansado da polarização das rádios e de olho no progresso tecnológico internacional, Saulo (Murilo Benício) e Otaviano (Daniel de Oliveira) se juntam para inaugurar a primeira emissora de televisão brasileira, a TV Guanabara. Saulo vive um romance controverso com Verônica (Débora Falabella), uma mulher julgada por todos por ser desquitada e que, apesar de amar o empresário, mantém um caso com Richard (David Wendefilm). Já Otaviano e sua irmã Júlia (Leticia Colin), noiva de Vitor (Igor Angelkorte), se envolvem ao mesmo tempo com com a aspirante à atriz Beatriz (Bruna Marquezine), que ninguém imagina que está seduzindo os dois para se vingar do pai deles, Pompeu (Osmar Prado) e assassino de sua mãe, Odete (Cássia Kiss). Além disso, Beatriz também se envolve com Davi (Jesuíta Barbosa), que se torna obcecado por ela.

Laura (Greta Antoine) se interessa por Saulo e tenta seduzi-lo de toda forma, sem imaginar que é filha dela, fruto de um antigo caso om Carmem (Virginia Cavendish). Já o roteirista da TV Guanabara, Aristides (Bruno Garcia) vive um romance proibido com Rodolfo (Alejandro Claveaux), o maior galã da emissora, que apesar de ser gay tenta esconder o fato de todos por ser absurdo para a época.[22][23]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem[24]
Débora Falabella Verônica Maia Ribeiro[25]
Murilo Benício Saulo Maia Ribeiro[26]
Bruna Marquezine Beatriz dos Santos[27]
Leticia Colin Júlia Azevedo Queiroz[27]
Daniel de Oliveira Otaviano Azevedo Queiroz[28]
Jesuita Barbosa Davi[29][30][31]
Cássia Kiss Odete dos Santos[27]
Osmar Prado Pompeu Azevedo Queiróz[32]
Bruno Garcia Aristides[27]
Alejandro Claveaux Rodolfo do Vale[27]
Greta Antoine Laura Veiga[27]
Virginia Cavendish Carmem Veiga[27]
David Wendefilm Richard Patton[33]
Fabrício Boliveira Péricles Gonçalves[34]
Igor Angelkorte Vitor[35]
Daniel Boaventura Heitor Carvalho Rocha[36]
Susana Ribeiro Maria de Lourdes Maia / Hilda[27]
Antônio Fábio Ernesto Maia[27]
Edmílson Barros Armando[27]
Gabriel Stauffer Flávio[27]
Pedro Brício Murillo[27]
Camilo Lelis Orelha[27]
Jeadson Bahia Tennesse[27]
Isabela Dragão Nicinha[27]
Bernardo Berruzeo Thiago Maia[27]

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Cassiano Ricardo Dr. Silveira[27]
Rita Elmôr Marta[27]
Roberto Frota Marechal[27]
Clarice Niskier Sílvia[27]
Altair Rodrigues Ary Coutinho[27]
Ludmila Brandão Sussú[27]
César Mello Rony Soul[27]
Ivan Vellame Cajá[27]
Darília Oliveira Miriam[27]
Nicolas Bauer Pierre[27]
Renato Gommes Júnior[27]
Leo Wainer Francisco[27]
Gabi Costa Miriam[27]
Júlia Marini Rose[27]
Sarito Rodrigues Sarita[27]
Dani Antunes Daisy[27]
Eduardo Chagas Nelson[27]
Eduardo Salles Clóvis[27]
Iza Cantora[27]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

A série conta com as seguintes canções:[37]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Escrevendo sua crítica para o Recreio Brasil, Santos disse que "Nada Será Como Antes se destaca por causa de personagens, história e aspectos de época, mas não empolga."[38] Caio Coletti do Observatório do Cinema disse que a Globo fez uma aposta segura, porém em um "melodrama batido".[39]

Acusação de plágio[editar | editar código-fonte]

Dias antes da estreia, a emissora foi acusada de plagiar a peça Caros Amigos, que tinha como enredo a história das radionovelas e da televisão, um romance do chefe com a mocinha, um vilão que interfere no andamento da trama e um ator que perde espaço na TV por sua imagem não combinar com a sua voz. A Rede Globo negou que houvesse plágio, e sim uma mera coincidência.[40]

Vazamento[editar | editar código-fonte]

Em 3 de outubro de 2016 vazou um vídeo com uma cena da produção onde aparece Bruna Marquezine nua com Daniel de Oliveira. No dia seguinte, a Rede Globo pediu que o vídeo fosse retirado de alguns websites e notificou que iria tomar medidas judiciais para punir os responsáveis.[41] Este tipo de "vazamento" foi apontado como uma estratégia de marketing para promover a minissérie.[42] Mesmo assim o episódio exibido após a polêmica registrou queda na audiência.[43]

Exibição Especial[editar | editar código-fonte]

A série foi reexibida na madrugada de 19 para 20 de setembro de 2020 na faixa de filmes Supercine em formato de longa-metragem, fazendo parte do especial relacionado aos 70 anos da televisão brasileira.[44]

Referências

  1. Walter Carvalho (26 de setembro de 2016). «Artigo: 'Nada será como antes' procura destacar a memória». O Globo. Revista da TV. Consultado em 1 de outubro de 2016 
  2. Lígia Mesquita (31 de agosto de 2016). «Bruna Marquezine, Daniel de Oliveira e Letícia Colin viverão triângulo amoroso em série». F5 - Televisão. Outro Canal - Folha de S.Paulo. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  3. Daniel Castro (11 de maio de 2015). «Globo fará 'Mad Men' da televisão brasileira nos anos 1950». UOL. Notícias da TV. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  4. Patrícia Kogut (23 de junho de 2014). «Série vai mostrar os bastidores das primeiras emissoras de TV». O Globo. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  5. Patrícia Kogut (4 de maio de 2015). «Série sobre 50 anos da TV terá direção de José Luiz Villamarim». O Globo. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  6. Cristina Padiglione (6 de junho de 2015). «Globo resgata veteranos da Tupi em série». Estadão. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  7. Lígia Mesquita (7 de dezembro de 2015). «Série 'País do Futuro' é rebatizada de 'Nada Será Como Antes'». F5 - televisão. Outro Canal - Folha de S.Paulo. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  8. Redação (30 de abril de 2016). «Nada Será Como Antes». Pró-TV. Cronologia. Consultado em 7 de setembro de 2016 
  9. «Com figurino de época, Bruna Marquezine grava série na Urca como uma dançarina de boate». Extra. 19 de dezembro de 2015. Consultado em 8 de fevereiro de 2016 
  10. Patrícia Kogut (20 de novembro de 2015). «Thiago Fragoso será um ex-oficial da SS em peça». O Globo. Consultado em 21 de fevereiro de 2016. Veja o subtítulo ... E mais. 
  11. «Bruna Marquezine se veste de Cleópatra em gravações de minissérie». Extra. 12 de março de 2016. Consultado em 13 de março de 2016 
  12. Redação (8 de setembro de 2020). «Supercine exibe edição especial de 'Nada Será Como Antes' em homenagem aos 70 anos da TV no Brasil». Gshow. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  13. Patrícia Kogut (23 de agosto de 2014). «Débora Falabella e Vladimir Brichta estrelarão série». O Globo. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  14. Patrícia Kogut (28 de maio de 2014). «Guel Arraes quer Mateus Solano de volta à TV em série». O Globo. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  15. Patrícia Kogut (26 de junho de 2014). «Vladimir Britcha está cotado para série; Mateus Solano deve ficar de fora». O Globo. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  16. Regina Rito (21 de agosto de 2015). «Em 'Além do Tempo', Lívia salva vitória». O Dia. Consultado em 20 de fevereiro de 2016. Veja o subtítulo Descansando a imagem da TV. 
  17. Florença Mazza (13 de julho de 2015). «Débora Falabella e Murilo Benício serão um casal em série». O Globo. Patrícia Kogut. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  18. Florença Mazza (20 de julho de 2015). «Sophie Charlotte e Daniel de Oliveira farão série juntos». O Globo. Patrícia Kogut. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  19. Patrícia Kogut (21 de agosto de 2015). «Grávida, Sophie Charlotte será substituída por Marquezine». O Globo. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  20. Patrícia Kogut (18 de setembro de 2014). «Lázaro Ramos é cotado para série sobre História da TV». O Globo. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  21. Patrícia Kogut (26 de junho de 2015). «Chay Suede é cotado para série sobre História da TV». O Globo. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  22. Gshow (2 de setembro de 2016). «'Nada Será Como Antes': entenda a trama que fala sobre o início da televisão no Brasil». TV. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  23. Carla Bittencourt (22 de janeiro de 2016). «Bruna Marquezine solta a voz na minissérie 'Nada será como antes'». Extra. Telinha. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  24. «Conheça os personagens da série 'Nada Será Como Antes'». Gshow. 17 de agosto de 2016. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  25. Florença Mazza (8 de março de 2016). «Letícia Colin formará 'trio' com Daniel Oliveira e Marquezine». O Globo. Patrícia Kogut. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  26. Thaís Dias (17 de agosto de 2016). «Daniel de Oliveira vive jovem empresário dos anos 50 em 'Nada Será Como Antes'». Gshow. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  27. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai Redação (6 de setembro de 2016). «Elenco de 'Nada Será Como Antes': veja quem são os atores da série». TV. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  28. Thaís Dias (28 de fevereiro de 2016). «Débora Falabella apresenta Verônica, sua personagem em 'Nada Será Como Antes'». Gshow. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  29. Anderson Dezan (28 de janeiro de 2016). «Bruna Marquezine grava 'Nada Será Como Antes' com figurino de época». Ego. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  30. «Bruna Marquezine tira de letra cena seminua com mais de 70 figurantes e grava noite de amor com Letícia Colin em minissérie». Extra. 16 de janeiro de 2016. Consultado em 8 de fevereiro de 2016 
  31. Carla Bittencourt (15 de outubro de 2015). «Bruna Marquezine vai interpretar uma prostituta na minissérie 'O país do futuro'». Extra. Consultado em 21 de fevereiro de 2016 
  32. Carla Bittencourt (22 de janeiro de 2016). «Bruna Marquezine solta a voz na minissérie 'Nada será como antes'». Extra. Telinha. Consultado em 8 de fevereiro de 2016 
  33. «Conheça David Wendefilm, austríaco que contracena com Débora Falabella em 'Nada Será Como Antes'». Gshow. Consultado em 5 de fevereiro de 2019 
  34. Lucas Rezende (28 de janeiro de 2016). «Em minissérie sobre a história da TV no Brasil, briga de poderes, triângulo amoroso e romance lésbico, chamam atenção». Heloísa Tolipan. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  35. Rafaela Santos (9 de dezembro de 2015). «Igor Angelkorte será par de Letícia Colin em série». O Globo. Patrícia Kogut. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  36. Regina Rito (18 de março de 2016). «Daniel Boaventura voltas às telas em 'Haja Coração'». Caras. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  37. Gshow (27 de setembro de 2016). «Trilha sonora de 'Nada Será Como Antes' traz Cássia Eller, Gal Costa, Maysa e Dorival Caymmi». TV. Consultado em 1 de outubro de 2016 
  38. Santos (1 de outubro de 2016). «"Nada Será Como Antes" se destaca por causa de personagens, história e aspectos de época, mas não empolga – Análise». recreiobrasil.com.br. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  39. Caio Coletti (27 de setembro de 2016). «Crítica - Em Nada Será Como Antes, Globo faz aposta segura em melodrama batido». observatoriodocinema.com.br. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  40. Keila Jimenez (30 de abril de 2016). «Minissérie da Globo é acusada de plágio». R7.COM. KTV. Consultado em 7 de setembro de 2016 
  41. «Globo faz pronunciamento polêmico após vazamento de cena de sexo de Bruna Marquezine». metropolitanafm.uol.com.br. 4 de outubro de 2016. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  42. Gutemberg Cardoso (6 de outubro de 2016). «JOGADA DE MARKETING ? Vazamento da cena de Bruna Marquezine nua em 'Nada Será Como Antes' pode ter sido intencional – VEJA VÍDEO COMPLETO». www.polemicaparaiba.com.br. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  43. «Em seu segundo capítulo, "Nada Será Como Antes" fica abaixo da meta». famososnaweb.com. 6 de outubro de 2016. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  44. «'Nada Será como Antes': a história da TV contada na TV». Terra. Consultado em 21 de setembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]