Nada personal (2017)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nada personal
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Criador(es) Alberto Barrera Tyszka
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Javier Patrón Fox
Fabián Corres
Jorge Ríos
Produtor(es) Jacky Castro
Fides Velasco
Roteirista(s) Alberto Barrera Tyszka
Leticia López Margalli
Elenco ver elenco
Exibição
Emissora de televisão original Azteca
Transmissão original 22 de maio5 de setembro de 2017
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 77
Cronologia
La fiscal de hierro
Las malcriadas
Programas relacionados Nada personal (1996)
Demasiado corazón

Nada personal é uma telenovela mexicana produzida e exibida pela Azteca entre 22 de maio a 5 de setembro de 2017, substituindo La fiscal de hierro e sendo substituída por Las malcriadas.[1]

Se trata de uma remake da telenovela homônima, produzida pelo canal em 1996.[2]

É protagonizada por Margarita Muñoz, Valentino Lanus e Matias Novoa e antagonizada por Kika Edgar e Juan Soler.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Por casualidade, Mariana Aragón é sobrevivente e testemunha de um multi-homicidio de dois jovens jornalistas que investigavam uma conspiração Narco-política que envolve o procurador Raúl Rey, conhecido como "el Rey". Quando Mariana por uma bala começa sua fuga nessa mesma noite, se encontra com Alejandro Castillo, um jovem jornalista a quem lhe pede ajuda para escapar e mostrar sua inocência, a Santiago Leal, comandante encargado do caso de Mariana, a quem a ajuda para para fazer justiça, mas um giro de 360°, por ordens de "el Rey", Mariana é arrastada, passando um inferno na qual a fazem adita a Heroína, e uma dama de companhia.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Versões[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Telenovela "Nada personal" iniciará transmisiones el 22 de mayo». Rádio Fórmula. 23 de abril de 2017. Consultado em 20 de maio de 2017 
  2. «TV Azteca pretende hacer remake de 'Nada Personal'». Rádio Fórmula. 4 de janeiro de 2016. Consultado em 20 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]