Nadejda Chijova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Nadezhda Chizhova)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nadejda Chijova
campeã olímpica
Nadezhda Chizhova, 1968
Atletismo
Modalidade arremesso de peso
Nascimento 29 de setembro de 1945 (73 anos)
Usolye-Sibirskoye, URSS
Hoje: Rússia
Nacionalidade União das Repúblicas Socialistas Soviéticas soviética
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Munique 1972 arremesso de peso
Prata Montreal 1976 arremesso de peso
Bronze Cidade do México 1968 arremesso de peso

Nadejda Chijova (Usolye-Sibirskoye, 29 de setembro de 1945) é uma ex-atleta e campeã olímpica soviética. Especializada no arremesso de peso, competiu em três Jogos Olímpicos e foi campeã olímpica em Munique 1972, além de quebrar por sete vezes o recorde mundial da modalidade, sendo a primeira mulher no mundo a arremessar o peso a mais de 20 metros.

Estreou em Jogos Olímpicos na Cidade do México 1968, ficando com a medalha de bronze e uma marca de 18,19, numa prova em que alemã-oriental Margitta Helmbold-Gummel estabeleceu uma nova marca mundial de 19,61 m, a mesma Margitta que Chijova havia derrotado dois anos antes no Campeonato Europeu de Atletismo, e que, no México, quebrou o recorde da soviética - 18,67 m – conseguido no início daquele mesmo ano. [1]

No ciclo olímpico seguinte, Chizova quebrou o recorde mundial da prova quatro vezes, ultrapassando a marca de 20 metros pela primeira vez – 20,09 m [2]– em Chorzów, em julho de 1969, e venceu dois campeonatos europeus.[3] Em Munique 1972, as duas grandes rivais desta prova nesta era, Chizova e Gummel, voltaram a se encontrar. A alemã havia quebrado a marca conseguida por Chizova em Chorzów, mas a soviética havia restabelecido o domínio mundial com um arremesso recorde de 20,63 m em maio de 1972, em Sochi, poucos meses antes dos Jogos Olímpicos.[2] Desta vez, porém, a soviética não deu chances à alemã, fazendo um primeiro arremesso de 21,03 m, o primeiro no mundo acima de 21 metros, novo recorde olímpico e mundial, conquistando a medalha de ouro.[4]

Chizova ainda estabeleceria novo recorde mundial para o peso feminino mais uma vez, em 1973 – 21,20 m,[2] e ganharia mais uma vez o Campeonato Europeu, em Roma, antes de participar de sua última Olimpíada. Em Montreal 1976, quando já havia perdido o recorde mundial para a tcheca Helena Fibingerová, mesmo sem a presença de Margitta Gummel não conseguiu repetir sua atuação olímpica anterior e ficou com a medalha de prata, assistindo a búlgara Ivanka Khristova ser a nova campeã olímpica e com novo recorde olímpico, 21,16 m.[5]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Athletics at the 1968 Ciudad de México Summer Games: Women's Shot Put». sportsreference. Consultado em 6 de abril de 2014 
  2. a b c «World Record Progression, women Shot Put». athletix.org. Consultado em 6 de abril de 2014 
  3. «EUROPEAN CHAMPIONSHIPS (WOMEN)». gbrathletics.com. Consultado em 6 de abril de 2014 
  4. «Athletics at the 1972 München Summer Games: Women's Shot Put». sportsreference. Consultado em 6 de abril de 2014 
  5. «Athletics at the 1976 Montréal Summer Games: Women's Shot Put». sportsreference. Consultado em 6 de abril de 2014