Nádia Murad

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Nadia Murad)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nadia Murad Medalha Nobel
Nascimento 1993 (25 anos)
Cidadania Iraquiana
Etnia Yazidi
Ocupação Ativista de direitos humanos
Prêmios Prémio Sakharov (2016), Nobel da Paz (2018)

Nadia Murad Basee Taha (em curdo: نادیە موراد / Nadîye Murad; 1993) é uma ativista de direitos humanos yazidi,[1][2] ganhadora do Prêmio Nobel da Paz 2018,[3][4][5] e desde setembro de 2016 a primeira Embaixadora da Boa Vontade para a Dignidade dos Sobreviventes de Tráfico Humano das Nações Unidas.[6] Ela foi sequestrada pelo grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante em agosto de 2014.[7]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2014, então com 21 anos, era uma aluna que vivia na aldeia de Kocho em Sinjar, norte do Iraque, quando os combatentes do Estado Islâmico icomunidade e mataram 600 pessoas, incluindo seis de seus irmãos. Murad foi uma das mais de 6.700 mulheres yazidi que foram aprisionadas durante o período que o Estado Islâmico dominou maior parte do território do Iraque.[8] Ela foi mantida como escrava na cidade de Mossul, espancada, queimada com cigarros e estuprada diversas vezes em diversas tentativas de fuga. Em novembro de 2014, Nadia conseguiu escapar depois de uma pequena distração de seu captor,que deixou uma das portas de sua casa aberta..[9] Ela foi levada por um vizinho da família, que conseguiu contrabandeá-la para fora da área controlada pelo Estado Islâmico, o que lhe permitiu chegar a um campo de refugiados em Dohuk, no norte do Iraque, e,em seguida conseguiu asilo político na Alemanha,vindo a morar na cidade de Stuttgart.[10][11]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2018, Murad ficou noiva do ativista de direitos humanos Abid Shamdeen.[12]

Honrarias[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «نادية مراد حكاية ضحية ام خطة مخفية». وكالة سكاي برس. 29 de dezembro de 2015 
  2. Khudida, Ahmed (18 de agosto de 2016). «A Statement by Nadia Murad and Yazda`s Communication Team on Nadia and Yazda Visit to Australia». Yazda: A Global Yazidi Organization. Consultado em 17 de setembro de 2016 
  3. a b SAPO. «Nobel da Paz 2018 atribuído a Denis Mukwege e Nadia Murad pela luta contra a violência sexual». SAPO 24 
  4. Editorial Staff in Yazidis (6 de janeiro de 2016). «Iraq nominates Islamic State Yazidi victim Nadia Murad for Nobel prize». Ekurd Daily. Baghdad. Consultado em 22 de setembro de 2016 
  5. Mogul, Priyanka (8 de janeiro de 2016). «Yazidi woman Nadia Murad: Former Isis sex slave could win next Nobel Peace Prize». International Business Times. Consultado em 17 de setembro de 2016 
  6. «Human trafficking survivor Nadia Murad named UNODC Goodwill Ambassador» (em inglês). United Nations Office on Drugs and Crime (UNODC) 
  7. Westcott, Lucy (19 de março de 2016). «ISIS sex slavery survivor on a mission to save Yazidi women and girls». Newsweek. Consultado em 22 de setembro de 2016 
  8. a b «Appointment Ceremony of Ms. Nadia Murad Basee Taha As UNODC Goodwill Ambassador for the Dignity of Survivors of Human Trafficking on the Occasion of the International Day of Peace» (Video). United Nations Television (UNTV). 16 de setembro de 2016. Consultado em 21 de setembro de 2016 
  9. «Everything about Nadia Murad – The Yazidi Woman Who Escaped ISIS Slavery!». NationalViews. 16 de setembro de 2016 
  10. Alter, Charlotte (20 de dezembro de 2015). «Yezidi Girl Who Escaped Isis Sex Slavery: Please Help Us». Time. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  11. Whyte, Lara (18 de fevereiro de 2016). «'Every Part of Me Changed in Their Hands': A Former ISIS Sex Slave Speaks Out». Broadly. Vice. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  12. (em inglês) «Yazidi Islamic State survivor gets engaged». 20 de agosto de 2018 – via www.bbc.com 
  13. WITW Staff (15 de setembro de 2016). «ISIS survivor Nadia Murad turns harrowing personal suffering into humanitarian initiative». The New York Times. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  14. «Iraq nominates Yezidi woman Nadia Murad for Nobel prize». Rudaw Media Network. 1 de maio de 2016 
  15. «عێراق نادیە موراد بۆ وەرگرتنی خەڵاتی نۆبڵ بەربژێر دەکات». Rudaw Media Network. 1 de maio de 2016 
  16. Monasebian, Simone (14 de setembro de 2016). «Nadia Murad Basee Taha to be appointed Goodwill Ambassador by United Nations Office on Drugs and Crime on 16th September». United Nations Office on Drugs and Crime (UNODC). Consultado em 21 de setembro de 2016 
  17. «Why I am nominating Nadia Murad for Sakharov Prize». Beatriz Becerra. 12 de setembro de 2016. Consultado em 8 de outubro de 2016 
  18. Becerra Basterrechea, Beatriz (20 de julho de 2016). «Yazidi genocide victims deserve European Parliament prize». EurActiv. Consultado em 8 de outubro de 2016 
  19. «EU Parliament awards Sakharov prize to Yazidi women». 27 de outubro de 2016 


Precedida por:
Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares
Nobel da Paz
2018
com Denis Mukwege
Sucedida por:


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.