Nador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para o distrito parónimo do Bangladesh, veja Natore (distrito).
Marrocos Nador

الناظورⴰⵏⴰⴹⵓⵔ

Ennaḍur

 
—  município  —
Minarete da Mesquita de Nador
Minarete da Mesquita de Nador
Nador está localizado em: Marrocos
Nador
Localização de Nador em Marrocos
Coordenadas 35° 10' N 2° 56' O
Região (1997-2015) Oriental (Marrocos)
Província Nador
Administração
 - Prefeito Yahya Tarik (2011, USFP)
Altitude 60 m
Altitude mínima 0 m
População (2004) [1][2]
 - Total 124 915
 - Estimativa (2010) 152 341
Gentílico: nadorianos/as; nadori/nadoriya; fr: nadorien/nne
Código postal 62000
Sítio www.nador.fr

Nador (em árabe: الناظور; em tifinague: ⴰⵏⴰⴹⵓⵔ; Ennaḍur) é uma cidade portuária do nordeste de Marrocos, capital da província homónima, que faz parte da região Oriental. Em 2004 tinha 124 915 habitantes[1] e estimava-se que em 2010 tivesse 152 341.[2]

A cidade encontra-se na costa do Mar Mediterrâneo, a sul do Cabo das Três Forcas e a 15 km da cidade autónoma espanhola de Melilha, junto à lagoa de Nador (em espanhol: Mar Chica, "mar pequeno"), também designada localmente Sebkha Bou Areg, Bḥar Ameẓẓyan ou Sebkha Rbhar Amzian, na orla da cordilheira do Rif. Integra a chamada área metropolitana do Nordeste, constituído por Nador e pelos seus arredores, que conta com mais de um milhão de habitantes.

Apresentação[editar | editar código-fonte]

A zona urbana de Nador está rodeada pelos territórios da tribo rifenha de Kebdana (Ichabdanane), da confederação berbere zenetas, a leste (a região próxima da fronteira da Argélia), e dos Ayt Said a oeste (em direção a Al Hoceima). A economia local é baseada principalmente na pesca e ao comércio de todo o tipo, a que os rifianos chamam "trabando" (combustíveis, alimentos, etc.) com o enclave espanhol de Melilha e com a Argélia. O trânsito de marroquinos emigrados no estrangeiro pelo porto de Beni Ansar também anima a economia local. A língua mais usada pela maioria dos habitantes é o amazigue tarifite,[3] também chamado rifiya ou zenatiya, seguindo-se o espanhol, apesar do francês ser mais falado na generalidade do Rif oriental.

A etnia da maioria dos habitantes de Nador é rifenha de Ikerayane (de que a cidade é capital), mas também os há das etnias Ayt Said, Ayt Oulichk, Izenayane (ou Gzennaya), Ichabdanane (Kebdana), Ayt-Snassen, Ayt Boyh (Ayt boyahyé), Ayt Stoute, Temsamane e Ayt Tuzin (Aït Touzine), estes últimos com fama de ser uma das tribos mais guerreiras do Rif.

História[editar | editar código-fonte]

Nador fez parte das civilizações da Antiguidade dos berberes (tamaziguetes), fenícios, cartagineses e romanos.[3] Há duas hipóteses quanto à origem do nome da cidade: um diminutivo de Aït Nador, um dos douars (aldeias) situados próximos da lagoa; ou derivado do termo árabe "nadar", que significa "a vista" (Nador seria um ponto de observação estratégico). Nador pode ainda significar "farol".

Em 858 a cidade foi pilhada pelo viquingue Hasting. No século XVIII Nador foi o local escolhido pelo sultão Maomé III para concentrar as tropas que cercaram Melilha.[4] Maomé ibne Abderramane residiu durante muito tempo no casbá da cidade vizinha de Selouane, na qualidade de representante do sultão seu pai. Os sultões Mulai Ismail (r. 1672–1727), Mulai Solimão (r. 1792-1822) e Haçane I (r. 1873–1894) dotaram a região de várias fortificações.

Os nadoris participaram ativamente na Guerra do Rif da década de 1920, sob a liderança de Abdelkrim El Khattabi, nomeadamente na Batalha de Annual, travada no verão de 1921 contra as tropas espanholas.[3]

Economia e infraestruturas[editar | editar código-fonte]

Nador é o centro de uma rica região agrícola, que nos últimos anos tem conhecido um desenvolvimento notável. A nível de infraestruturas, a cidade é servida pelo Aeroporto Internacional de Nador Al-Aroui (IATA: NDR, ICAO: GMMW), situado em Al Aroui, o sétimo mais importante de Marrocos, pelo porto porto de passageiros, comercial e industrial de Beni Ansar, situado 12 km a norte de Nador e pela importante estrada costeira do norte de Marrocos.

Nador é a segunda cidade de Marrocos com mais depósitos de capitais. Na região estão localizadas diversas zonas industriais, das quais se destaca o polo industrial Beni Ansar e Nador e uma fábrica de cimento do grupo suíço Holcim. A região é o principal polo metalúrgico e um dos principais centros mineiros, nomeadamente a cidade vizinha de Selouane, onde se encontra o maior complexo siderúrgico de Marrocos.[4]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Recensement général de la population et de l'habitat 2004». www.hcp.ma (em francês). Royaume du Maroc - Haut-Comissariat au Plan. Consultado em 3 de janeiro de 2012 
  2. a b «Maroc: Les villes les plus grandes avec des statistiques de la population». gazetteer.de (em francês). World Gazeteer. Consultado em 3 de janeiro de 2012 
  3. a b c «Nador». www.topbladi.com (em francês). Consultado em 14 de março de 2012 
  4. a b «La ville de Nador». www.nador.fr. Consultado em 14 de março de 2012 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nador
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Marrocos, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.