Nanette Kaula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nanette Kaula
Nome nativo Nanette Kaula
Nascimento 1812
Morte 1876 (64 anos)
Cidadania Alemanha

Nanette Kaula (1812-1876), era a filha judia do agente de corte e chefe da comunidade judaica em Munique, Jacob Raphael Kaula. Em 1838, ela se casou com um banqueiro de Hamburgo, Salomon Heine (sobrinho de Heinrich Heine), cuja empresa recebeu uma licença imobiliária em Munique. Ela morreu sem filhos em 1876.[1]

Ela foi retratada por Joseph Karl Stieler em 1829, quando Nanette tinha 17 anos. O quadro foi feito para o Rei Luís I da Baviera, de quem Stieler foi o pintor da célebre galeria da beleza, com trinta e seis retratos das mais belas mulheres que foram encontradas, entre as quais figuraram princesas e burguesas, aristocratas e plebeias, mas cuja beleza física superava todas as demais. Atualmente este quadro encontra-se exposto no Palácio Nymphenburg. Nanette está vestida com uma roupa simples, como "a bela judia". Ela usa um vestido de veludo roxo e preto, adornado apenas com a flecha dourada em seu cabelo e broche.[2][3]

Referências

  1. «Nanette Kaula. Aus der Schönheitengaleri - Joseph Karl Stieler als Kunstdruck oder handgemaltes Gemälde.». www.kunstkopie.de (em alemão). Consultado em 6 de julho de 2018 
  2. «Portrait of Nanette Kaula (1812 - 1876), 1829 Giclee Print by Joseph Karl Stieler at Art.com». art.com (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2018 
  3. NARVAEZ, CARLOS LOPEZ. «En Baviera la hermosa». Consultado em 8 de julho de 2018 

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nanette Kaula


Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.