Naquichevão (cidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nakhchivan

Naxçıvan

—  Cidade e Município  —
Momine Hatoon Mausoleum.jpg
Nakhchivan está localizado em: Azerbaijão
Nakhchivan
Localização no Azerbaijão
Coordenadas 39° 12' 32" N 45° 24' 44" E
País  Azerbaijão
República autônoma Nakhchivan
Área
 - Total 15 km²
 - Terra 14.2 km²
 - Água 0.8 km²  5.3%
População (2008)
 - Total 74 203
    • Densidade 4 946,9 hab./km²
Fuso horário AZT (UTC+4)
 - Horário de verão AZT (UTC+5)
Localização da cidade (remarcada com vermelho) no mapa azeri.

A Cidade de Naquichevão (Azeri: Naxçıvan şəhər; também, Nachitschewan, Nakhchyvan, Nakhicevan, Nakhichevan’, e Nakhjavan), é a capital da República Autônoma de Nakichevan do Azerbaijão, localizada a 450 km ao oeste de Baku. A Municipalidade de Naquichevão consiste na cidade de Naquichevão e nos cidadelas de Başbaşı, Qarağalıq, e Daşduz.[1] Estende-se sobre as faldas da cadeia de Zanguezur, na margem direita do rio Nakhchivan a uma altura de quase 1000 metros.

História[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um antigo centro comercial e alguns historiadores consideram que foi fundada no século XVI AC. Segundo uma lenda, a cidade foi fundada por Noé, e uma interpretação do significado do nome da cidade é "o lugar da primeira descendência" ("Nakh-ijevan" em armênio) uma referência à ascendência da Arca de Noé. Este significado foi escrito pelo historiador armênio do século V Movses Khorenatsi. Os gregos e romanos chamaram-na Naxuana. Em persa, a região chama-se "Nagsh-e-Jahan" ou "imagem do mundo", uma referência à beleza da cidade. Já no século II, é mencionada por Ptolomeu como uma cidade próspera.

Naquichevão foi uma das principais cidades do Reino armênio sob as dinastias Artaxides, Arshakides e Bagratides desde o século II a.C. até o século XI d.C. Invasões sucessivas provocaram saques, destruição e (em alguns casos) houve de se reconstruir a cidade. Foi a capital dos Emirados Atabek Eldegiz no século XII e a do Canato de Nakhchivan no século XVIII.

No início do século XX, Naquichevão é a capital de um distrito do governo de Erivan. Sua população era de aproximadamente de 8000 habitantes; três quartos eram tártaros e um quarto eram armênios. Os tártaros, em comparação aos armênios em sua grande maioria pobres, eram donos de quase todas as terras.[2]

Hoje Naquichevão tem mais de 60.000 habitantes. Tem algumas indústrias, centradas na elaboração de vidros, móveis, têxteis e tapetes, alumínio, processamento de uva e tabaco. Atualmente o governo está buscando inversões para desenvolver o turismo e a produção de petróleo. Socialmente, esta capital regional é bastante sofisticada, com sua própria universidade e uma importante comunidade científica e artística. Possui o Palácio da Cultura, na Avenida Azadlyg, os teatros musicais e o teatro de marionetes na rua Nizami. A cidade tem uma grande quantidade de visitantes de homens de negócios do Irã, Turquia e Rússia (estes países tem consulados na cidade), dando lugar a uma oferta razoável dos hotéis.

Transporte[editar | editar código-fonte]

A cidade de Naquichevão é servida pelo Aeroporto Naxcivan e tem em teoria, ligações rodoviárias e ferroviárias, no entanto na região de Nagorno-Karabak tornou-se mais difícil o acesso que contribui para um maior isolamento. A melhor maneira de chegar a Naquichevão é voar desde Baku ou de Ganja. Também pode voar diretamente a Moscou com as companhias aéreas Samara. Chega-se desde Baku, não há controle de passaporte e pode-se simplesmente sair do terminal.

Vários ônibus saem em um dia para Iğdır Erzurum e no leste da Turquia, o que permite uma fácil conexão com o resto da Turquia. Há serviço de trem a Ordubad e Sharur. Dentro da cidade há ônibus e bôndes, e numerosos táxis.

Referências

  1. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  2. Villari, Luigi. Fire and Sword in the Caucasus. London: T. F. Unwin, 1906 ISBN 0-7007-1624-6 p. 267-268.