Naram-Sin da Acádia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Naram-Sin)
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicione esta.
Estela rei acádio Naram Sin-Comemorando sua vitória sobre Luluby de Zagros.

Naram-Sin foi rei da Acádia, reinou de 2255 a.C. a 2218 a.C.[1]

Segundo a Crônica de Kish, ele era filho de Sargão. Verdadeiro ou falso, ele herdou do ex-jardineiro seu gênio administrativo e militar. Durante seu reinado, as artes floresceram, dos quais se destaca uma escultura, descoberta em Susa, celebrando uma de suas vitórias.[2]

As maiores ameaças contra seu reino foram os semitas das montanhas, do nordeste da Babilônia, os Gútios, de Kutu, e os Lulubu.[2]

O império de Naram-Sin incluía a Suméria, a Acádia, Amurru, o norte da Palestina e parte do Elão. Ele também penetrou na Arábia, pelo Golfo Pérsico. Em uma de suas estelas ele é representado barbado e com traços semíticos, e ele foi deificado quando vivo, uma indicação da introdução de ideias estrangeiras, pois os sumérios não adoravam reis ou ancestrais.[2]

Naram-Sin foi o último grande rei de sua dinastia. Logo após sua morte, o poder da Acádia (cidade) decaiu, e a cidade suméria de Ereque se tornou o centro do império.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Jona Lendering, Naram-Sin [em linha]
  2. a b c d Donald A. Mackenzie, Myths of Babylonia and Assyria (1915), Chapter VI, Wars of the City States of Sumer and Akkad [em linha]