Nashville (Tennessee)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nashville
Localidade dos Estados Unidos Estados Unidos
Nashville collage 2009.jpg
Do topo, da esquerda para a direita: 2ª Avenida, Kirkland Hall na Universidade Vanderbilt, o Parthenon, panorama de Nashville, LP Field, Dolly Parton se apresentando no Grand Ole Opry e Ryman Auditorium.
Cognome(s): Music City
Nashville está localizado em: Tennessee
Nashville
Localização de Nashville no Tennessee
Nashville está localizado em: Estados Unidos
Nashville
Localização de Nashville nos Estados Unidos
Dados gerais
Fundado em 1779 (236 anos)
Incorporado em 1806 (209 anos)
Prefeito Karl Dean (D)
Localização
36° 10' N 86° 47' O
Condado Davidson
Estado  Tennessee
Fuso horário -6/-5
Características geográficas
Área 1 286,84 km²
- terra 1 230,58 km²
- água 56,25 km²
População (2010[1] ) 601 222 hab. (488,57 hab/km²)
Altitude 182 m
Códigos
Sítio web http://www.nashville.gov

Portal Portal Estados Unidos

Nashville é a capital e também a segunda cidade mais populosa do estado norte-americano do Tennessee. É a sede do Condado de Davidson, e localiza-se no centro do estado, nas margens do rio Cumberland. É a vigésima-quinta cidade mais populosa nos Estados Unidos e uma das cidades mais importantes na região Sul dos Estados Unidos. Apelidada de Music City, U.S.A. (Cidade da Música), é um centro importante da indústria discográfica. Também é chamada a Atenas do Sul, por causa das suas várias instituições de ensino e da arquitectura clássica. Embora Nashville seja conhecida como um importante centro da indústria discográfica, as suas maiores indústrias são na realidade a assistência médica, a publicação, a financeira e o transporte.

Foi fundada no dia de Natal de 1779, tendo como nome Fort Nashborough e tornou-se capital estadual em 1843. Foi nomeada assim em homenagem a Francis Nash, um soldado da Revolução Americana. Em 1784 passou a chamar-se, então, Nashville.

A cidade é cruzada por três rodovias interestaduais: 40, 24 e 65. A Metropolitan Transit Authority (Autoridade de Trânsito Metropolitana) é a responsável pelo serviço de autocarros dentro da cidade. A cidade é servida pelo Aeroporto Internacional de Nashville. Dois importantes jornais diário de Nashville são o Tennessean é o Nashville City Paper.

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com o United States Census Bureau, a cidade tem uma área de 1 286,84 km², onde 1 230,58 km² estão cobertos por terra e 56,2 km² por água[1] .

Clima[editar | editar código-fonte]

A cidade de Nashville tem um clima muito variado com temperaturas que oscilam entre calor e frio, mas raramente chega às extremas[2] . Se classifica como clima úmido subtropical. Isto quer dizer que durante o ano tem muita umidade, com promédio de 70%, e se podem distinguir as quatro estações claramente[3] . É um clima temperado, com temperatura máxima média anual de 20,9°C e mínima de 9,3°C[4] . Também chove muito e por isso a cidade tem muita umidade. Por exemplo, há promédio de 121,92 cm de precipitação anualmente[2] , incluindo aproximadamente 7 cm de neve[4] .

Na primavera o tempo geralmente começa aquecer. As temperaturas variam entre 10°C e 21°C[3] . Também chove muito nesta temporada. O maio é o mês com mais chuva do todo o ano com promédio de 14,0 cm[4] . Além disso, a primavera traz muitas trovoadas que têm capacidade de causar muitos danos[3] .

No verão faz muito calor e também tem muita umidade. As temperaturas médias são altas e se podem chegar aos 32°C[3] . Durante esta estação, muitas pessoas passam tempo nos parques em Nashville para desfrutar do tempo. Mas também algumas pessoas preferem passar o tempo adentro pelo desconforto de estar no sol. Julho é o mês mais caloroso do ano e também é normal ter trovoadas[3] .

Durante o outono a clima é moderado. As temperaturas começam abaixar rapidamente[3] , mas não tanto como no inverno nem como para nevar[4] . Também estes meses constituem a estação da menor quantidade de chuva. Em setembro e outubro chove apenas sete dias aproximadamente comparado com doze em outros meses[4] .

O inverno traz temperaturas mais baixas. As temperaturas medianas são de -7°C a 4°C, mas não é raro que um dia suba mais disso e outro baixe mais[3] . Nesta temporada é quando neva, mas na maior parte dos anos, não neva muito. Há promédio de 16 cm de neve cada ano com a maior quantidade de neve em janeiro[5] . No entanto, no ano 2015 um nevão de aproximadamente 7.62 cm aconteceu em fevereiro e causou desordem na cidade[6] . As escolas fecharam por mais de duas semanas e as ruas ainda estiveram cobertas de gelo, causando cancelamentos de voos e mortes por acidentes de automóveis[7] .

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Nashville (Nashville Int'l), 1981–2010 normais, extremas 1871−presente[nota 1]  Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 26 29 32 33 36 43 42 41 41 34 29 26 43
Temperatura máxima média (°C) 8,3 11,0 16,1 21,4 25,7 30,0 31,8 31,7 28,0 22,1 15,7 9,7 20,9
Temperatura mínima média (°C) -2,0 -0,2 3,9 8,6 13,8 18,6 20,8 20,2 15,9 9,4 4,1 -0,4 9,4
Temperatura mínima registrada (°C) -27 -12 2 23 34 42 51 47 36 26 -1 -10 -17
Precipitação (mm) 95,3 100,1 104,4 101,6 139,7 105,2 92,5 80,5 86,6 77,2 109,5 107,7 1 200,1
Neve (cm) 6,6 5,8 2,3 0 0 0 0 0 0 traço 0 1,3 16
Dias com precipitação (0,254 mm) 10,3 10,3 10,7 10,8 11,7 10,0 10,2 8,4 7,5 8,0 9,8 11,2 118,9
Dias com neve (2,54 mm) 2,1 2,3 0,7 0 0 0 0 0 0 0,1 0 1,0 6,2
Umidade relativa (%) 70,4 68,5 64,6 63,2 69,5 70,4 72,8 73,1 73,7 69,4 70,2 71,4 69,8
Horas de sol 139,6 145,2 191,3 231,5 261,8 277,7 279,0 262,1 226,4 216,8 148,1 130,6 2 510,1
Fonte: n/a
  1. As temperaturas de Nashville foram registradas oficialmente no centro cidade desde maio de 1871 até dezembro de 1939, e no Aeroporto Internacional de Nashville a partir de janeiro de 1940.


Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
1810 1 100
1820 3 410 210,0%
1830 5 566 63,2%
1840 6 929 24,5%
1850 10 165 46,7%
1860 16 988 67,1%
1870 25 865 52,3%
1880 43 350 67,6%
1890 76 168 75,7%
1900 80 865 6,2%
1910 110 364 36,5%
1920 118 342 7,2%
1930 153 866 30,0%
1940 167 402 8,8%
1950 174 307 4,1%
1960 170 874 -2,0%
1970 448 003 162,2%
1980 455 651 1,7%
1990 510 784 12,1%
2000 569 891 11,6%
2010 601 222 5,5%
Fonte: US Census[1] [8]

Nos últimos anos, a demografia Nashville tem mudado significantemente. Segundo o censo de 2010, 60,5% da população da Nashville se identifica como branco (56,3% não hispânico), 28,4% afro­americano, 3,1% asiático, 0.3% nativo do Alasca, 0,1% nativos do Pacífico e 2,5% de duas ou mais raças. Em total, um décimo dos cidadãos se identifica como hispânico ou latino.[9]

Composição racial[10] 2010 1990 1970
Branco 60.5% 73.8% 80.1%
—Não- hispânico 56.3% 73.2% 79.5%
Negro ou Africano-americano 28.4% 24.3% 19.6%
Hispânico ou Latino (de qualquer raça) 10.0% 0.9% 0.6%
Asiático 3.1% 1.4% 0.1%
Um mapa de densidade populacional de Nashville e o Condado de Davidson baseado no censo de 2000

A distribuição da idade é 22% mais jovem que 18 anos, 10% entre 18 e 24 anos, 33% de 25 até 44 anos, 24% entre 45 e 64 e 11% mais velho que 65 anos.[11] Pelo custo de vivencia barato e o mercado de trabalho grande, Nashville é uma cidade popular entre imigrantes.[12] Os grupos de imigrantes mais grandes são mexicanos, curdos, vietnamitas, laocianos, árabes e somalis, mas também há populações de afegãos e paquistanês. Além disso, no ano 2002, em Nashville havia uma população judáica de 7.800.[13] Segundo o Pesquisa da Comunidade Americana (American Community Survey), há 628.424 pessoas morando na cidade. A densidade de população é 1.204,2 habitantes por quilômetro quadrado. Também há 282.452 casas e 141,469 famílias, com uma densidade mediana de 560,5 casas por quilômetro quadrado.[14] Entre as casas com famílias, 37,2% são casais casados. 37,2% das casais casados moram juntos, 14,1% têm uma mulher sem homem presente e 4,2% têm homem sem mulher presente. 27,9% das casas tinham crianças e 18,8% tinham membros da família de idades mais grandes de 65 anos. Tipicamente, o tamanho das famílias por casa é 2,38 pessoas e o tamanho das famílias em geral é 3,16.[15] Em Nashville, a renda mediana por casa é $46.141 e o rendimento médio por família é $56.377. Os homens com trabalhos de tempo integral têm um rendimento médio de $41.017 e as mulheres têm $35.292. O promédio na cidade é $27.372 para cada pessoa. Em geral, 13,9% das famílias e 18,2% da população morava em pobreza.[16] Um pouco mais de um terço da população com mais de 25 anos tem um diploma de graduação ou de nivel mais alto.[17]

História[editar | editar código-fonte]

Aparecimento dos Europeus & Colonização[editar | editar código-fonte]

Originalmente, o vale do Mississippi em América do Norte foi habitado por indígenas da Cultura mississippiana. Os nativos cultivavam milho e construíam montes de terraplenagem. Em séculos mais pertos ao aparecimento dos europeus, os habitantes desse vale incluíam os Cherokees, Chickasaw e Shawnee. O primeiro europeu nesta reigão foi Hernando de Soto, que explorou a região sudeste do América do Norte no século XVI. Caçadores de pele nesta região começaram estabelecer postos de comércio em 1717[18] . Em 1779, Fort Nashborough foi estabelecido por James Robertsen e John Donelsen[19] .

Origem do estado[editar | editar código-fonte]

O estado de Tennessee foi formado nos anos primeiros dos Estados Unidos. O Estado de Carolina do Norte cedeu o território leste ao governo federal em 1796, formando Tennessee como estado distinto. Depois de ter várias capitais do estado, Nashville se tornou o capital permanente do Tennessee em 1843.

Guerra de Secessão & Reconstrução[editar | editar código-fonte]

O capitólio de Nashville servindo como fortaleza durante a Guerra Civil

Ao começo da Guerra de Secessão dos Estados Unidos, Tennessee foi o estado última a abandonar os Estados Unidos. Se associaram aos Estados Confederados da América o 8 de Junho 1861. Durante a guerra, Nashville foi a primeira capital capturada pelas forças da União[20] . Nashville foi um destino popular pelos refugiados. Sustentadores da União e da Confederação, escravos libertados e fugidos, e negociantes vieram a Nashville para buscar trabalho[21] . Ao final da guerra, Tennessee também foi o primeiro estado a reingressar à União, o 24 de Julho 1866. Nas décadas depois da Guerra Civil, Nashville continuou a crescer, formando-se como centro de comércio. O população cresceu de 16.988 em 1860 a 80.865 em 1900. Na década de 1880, o governo do Tennessee alterou as leis de votação, excluindo muitos afro-americanos e brancos pobres. Isto durou até o movimento dos direitos civis na década de 1960.

Historia recente[editar | editar código-fonte]

Nashville se tornou grande centro da música country no século XX. O Grand Ole Opry foi fundado em 1925, e cresceu como centro cultural da musica Country. Muitas companhias da musica foram sediadas em Nashville também[22] . Nashville também foi um centro do movimento dos direitos civis nas décadas 1950 e 1960. As escolas públicas foram integradas racialmente gradualmente em 1957, seguindo o plano ‘’Stair-Step’’ criado por Dan May[23] . Muitos jovens também foram envolvidos com os protestos sentados organizados pela Comissão Coordenador Estudiantil Não Violento (SNCC, ‘’Student Nonviolent Coordinating Committee’’). Nestas demonstrações, que ocorreram principalmente entre 1958 e 1960, os estudantes negros se sentavam em restaurantes que tinham a política de segregação racial proibindo o serviço aos negros. Estes protestos sentados foram um parte importante do movimento dos direitos civis, estabelecendo um precedente de não-violência e de envolvimento dos estudantes.

Economia[editar | editar código-fonte]

Segundo o Informe Compreensivo Financeiro Anual da cidade, os maiores empregadores de Nashville são os seguintes:[24]

# Empregadores # de empregados
1 Universidade Vanderbilt e o Centro Médico 20,968
2 O Governo e as Escolas Públicas do Condado de Davidson e da Nashville Metropolitana 20,162
3 O Estado Tennessee 20,000
4 O Governo Federal dos Estados Unidos 11,496
5 A Saúde São Tomás 6,500
6 Nissan da América do Norte 5,850
7 A Corporação Hospitalar da América 5,447
8 Walmart 4,500
Gaylord Entertainment 4,500
9 Cracker Barrel Old Country Store 4,189
10 Dell 3,200

Estrutura urbana[editar | editar código-fonte]

Política[editar | editar código-fonte]

Vista satelital de Nashville

Depois da Segunda Guerra Mundial, havia muito crescimento nos subúrbios de Nashville, particularmente fora da cidade propriamente dito no Condado de Davidson. Mas havia muitos problemas com este crescimento rápido porque a infraestrutura não podia manusear tantas pessoas. Em apenas alguns anos, a cidade de Nashville não tinha suficiente dinheiro para pagar todos os serviços dos que os habitantes precisavam.[25] O condado de Davidson tratava de procurar uma solução para este problema, e no ano 1958, os governos de Nashville e do condado apresentaram uma ideia para consolidar os dois. Os habitantes da cidade e do condado rejeitaram a proposição a primeira vez, mas em novembro 1962, eles aprovaram esta proposição.[25] No primeiro de abril do ano seguinte, os governos da cidade e do condado foram consolidados. Esta mudança ocorreu a pesar de não ter o apoio do prefeito de Nashville, Ben West.[25] Graças a esta resolução, a cidade foi a primeira dos Estados Unidos que tinha uma consolidação total entre o governo duma cidade e dum condado.[25]

O Capitólio do Tennessee

Agora o prefeito de Nashville é Karl Dean, um membro do Partido Democrata dos Estados Unidos. Ele foi eleito pela primeira vez em 2007, e se tornou o sexto prefeito da cidade consolidada.[26] Ele dirige a cidade junto com o vice-prefeito, que é o chefe do conselho da cidade, e é eleito tal como o prefeito.[27] Este conselho tem a responsabilidade de discutir as coisas que afectam directamente a cidade, e também deve fazer as leis locais.[28] Antes da consolidação, o conselho só tinha vinte membros, mas agora tem quarenta (não incluindo o vice-prefeito).[27] Graças à consolidação da cidade, o conselho juntou vinte novos membros.[26] Trinta e cinco destes membros têm um distrito que eles representam, e os outros cinco são eleitos do condado total. Todos os membros do governo local (incluindo ao prefeito), têm mandatos que duram quatro anos e só podem servir por dois mandatos.[27] Uma questão importante do conselho hoje é o transporte. O AMP, um novo sistema de autocarros, era uma proposição para responder a este problema, mas foi rejeitado pelo conselho.[28]

Hoje há muitos políticos famosos de Tennessee que vêm de Nashville. Por exemplo, Bob Clement era o representante do quinto distrito congressional durante os anos 1988 e 2003.[29] Jim Cooper é agora o representante do mesmo distrito, que inclui agora toda a cidade de Nashville e os condados de Cheatham e Dickson.[29] Outro político bem conhecido de Nashville é Bill Frist, um senador entre 1995 e 2007 e Líder da Maioria do Senado dos Estados Unidos entre 2003 e 2007.[29]

Educação[editar | editar código-fonte]

Atenas do Sul

Por mais de um século, Nashville foi conhecido por ser uma cidade de educação. Em 1840, o educador Philip Lindsley visitou Nashville e viu muito potencial. Ele queria que Nashville fosse um centro educacional pela filosofia e línguas do mundo clássico grego e romano. Por estas razões, Linsdley decidiu dar Nashville o apelido de “Atenas do Sul.”[30] Em somente 10 anos, Nashville já tinha varias instituições de ensino superior e foi a primeira cidade do sul a fundar um sistema de escola pública. Devido às realizações impressionantes de escolásticas da cidade, Nashville foi conhecido como uma das cidades mais cultas do Sul.[30] . Pelo apelido “Atenas do Sul,” a cidade construiu uma réplica idêntica do Partenon original na Grécia em 1897.[31]

Ensino básico e secundário[editar | editar código-fonte]

Martin Luther King Jr. Magnet at Pearl High School, uma escola pública em Nashville

Nashville foi a primeira cidade do Sul que ofereceu uma educação pública aos seus cidadãos. Atualmente, o Escolas Públicas de Nashville Metropolitana (Metropolitan Nashville Public Schools) gerencia todas das escolas públicas de Nashville. No distrito de MNPS tem 83.000 estudantes divididos entre 154 escolas diferentes.[32]

Existem 20 escolas particulares que não são religiosas e 45 escolas particulares que são religiosas na área de Nashville. As 45 escolas religiosas são compostas de 13 religiões diferentes. Catolicismo e cristianismo são as mais comuns.[33]

Ensino Superior[editar | editar código-fonte]

Nashville tem 21 universidades e instituições de pós-graduação, 6 universidades comunitárias e 11 universidades técnicas. 51,5 por cento dos adultos em Nashville completaram um ano ou mais de educação na universidade e mais de 70.000 cidadãos têm diploma de pós-graduação. Essas instituições são uma parte integrante da identidade económica e cultural de Nashville.[34] As universidades de Nashville são as seguintes:

Universidade Endereço
American Baptist College 1800 Baptist World Center Dr., Nashville, TN 37207-4952
Aquinas College 4210 Harding Rd., Nashville, TN 37205
Argosy Unveristy 100 Centerview Dr., Nashville, TN 37214
Austin Peay State University 601 College St., Clarksville, TN 37044
Belmont University 1900 Belmont Blvd., Nashville, TN 37212
Bethel University 1801 West End Ave., Suite 200, Nashville, TN 37203
Blair School of Music at Vanderbilt University 2400 Blakemore Ave., Nashville, TN 37212
Cumberland University One Cumberland Square, Lebanon, TN 37087
DeVry University 3343 Perimeter Hill Dr., Ste. 200, Nashville, TN 37211
Fisk University 1000 Seventeenth Ave. N., Nashville, TN 37208
Free Will Baptist Bible College 3606 West End Ave., Nashville, TN 37205
King University 113 Seaboard Lane, Suite B-100, Franklin, TN 37067
Lipscomb University One University Park Dr., Nashville, TN 37204-3951
Meharry Medical College 1005 Dr. D.B. Todd Jr. Blvd., Nashville, TN 37208
Middle Tennesesse State University 1301 East Main St., Murfreesboro, TN 3713
Nashville School of Law 4013 Armory Oaks Drive, Nashville, TN 37204
Stayer University 30 Rachel Drive, Suite 200, Nashville, TN 37214
Tennesse State University 3500 John A. Merritt Blvd., Nashville, TN 37209
Trevecca Nazarene University 333 Murfreesboro Rd., Nashville, TN 37210
Tory University 399 Tiny Town Rd., Clarksville, TN 37042
University of Phoenix 616 Marriott Drive, Suite 150, Nashville, TN 37214
Union University 205 Indian Lake Blvd., Hendersonville, TN 37075
Vanderbilt University 2201 West End Ave., Nashville, TN 37240
Williamson Chrisitain College 200 Seaboard Lane, Franklin, TN 37067
Benson Hall na Universidade Vanderbilt

Universidade Fisk

Universidade Fisk (Fisk University) tem um papel significativo na história de Nashville. Foi a primeira instituição de ensino superior em Nashville. John Ogden, Reverendo Erastus Milo Cravath, e Reverendo Edward Smith fundaram Fisk em 1866, seis meses depois do fim da Guerra Civil Americana. Fisk University também é importante porque quando começou foi uma instituição para africano-americanos.[35] Foi a primeira instituição para africano-americanos no Sul. Atualmente, a população estudantil é predominantemente (88,6%) africano-americano.[36]

Universidade Vanderbilt

Segundo US News Ranking, Universidade Vanderbilt (Vanderbilt University) é a melhor universidade classificada em Nashville. É classificada #16 na lista de universidades nacionais.[37] Em 1873, Cornelius Vanderbilt fundou Vanderbilt University com o propósito de aliviar as tensões raciais no sul.[38]

A saúde[editar | editar código-fonte]

A indústria da assistência médica[editar | editar código-fonte]

Nashville considera-se frequentemente o Vale do Silício da assistência médica.[39] A indústria da assistência médica em Nashville é o empregador maior e de maior crescimento. Esta indústria contribui quase 30 mil milhões de dólares e mais de 200 mil empregos à economia local cada ano.[40] Há mais de 250 empresas de saúde, incluindo 31 hospitais, que operam na cidade. Além das instituições governamentais e sem fins lucrativos, Nashville tem 16 empresas de saúde com capital aberto ao investimento do público, que ganham 70 mil milhões de dólares de receita global e quase 400 mil funcionários.[41] Das instituições e empresas de saúde, os contribuintes maiores à economia são o Centro Médico da Universidade Vanderbilt, a Corporação Hospitalar da América e a Saúde São Tomás.[39]

O hospital infantil do Centro Médico da Universidade Vanderbilt

Em 2014, no relatório anual do Relatório dos EUA da Notícia e do Mundo (U.S. News & World Report, em inglês), o Centro Médico da Universidade Vanderbilt (Vanderbilt University Medical Center) foi classificado em primeiro lugar dos hospitais no Tennessee e recebeu altas classificações à nível nacional para algumas das suas especialidades médicas.[42] É consistentemente classificado como um dos melhores hospitais no país.[43] O centro médico recebe mais de 1,6 milhões de pacientes cada ano que vem de todo a Região Centro-Sul.[43]

O Sistema de Saúde TriStar (TriStar Health System) da Corporação Hospitalar da América (Hospital Corporation of America, em inglês) é o maior sistema da saúde do Centro-Tennessee. Este sistema inclui nove hospitais no região e 166 hospitais em 20 estados e em Inglaterra. A Corporação Hospitalar da América tem 20,6 milhões de visitas de pacientes cada ano.[44]

A Saúde São Tomás (Saint Thomas Health) é uma rede de hospitais em Centro-Tennessee baseada na fé. Desde 2002, é um membro da Saúde Ascensão (Ascension Health), o maior sistema de saúde Católico e sem fins lucrativos.[45] A Saúde São Tomás inclui cinco hospitais.[46]

O estado de saúde[editar | editar código-fonte]

14,2% da população do Condado de Davidson está classificado com um estado baixo de saúde.[47] 13,5% não têm seguro de saúde. O câncer e a doença cardíaca são as causas principais da morte no Condado de Davidson. O número dos adultos que fumam diminuiu entre os anos 2008 (22,4%) e 2010 (16,2%). 57% dos fumantes já tentaram parar no ano passado. 12,8% dos adolescentes fumam, um nível menor do que no estado (20,9%) e no país (19,5%). Em 58,2% a taxa de obesidade é menor do que para o resto do país (63,7%). 13,6% dos adultos comem as porções recomendadas das frutas e dos legumes, e 61,2% dos adultos fazem a atividade física. Estas taxas são maiores para o estado e para o país (23% comem as porções recomendadas e mais de 70,1% fazem a atividade física). 8,5% dos adultos tomam o álcool em excesso, que é tomar mais de três bebidas alcoólicas (para as mulheres) o mais de quatro bebidas alcoólicas (para os homens) em uma ocasião. No país esta taxa é 15,6%. 38% dos adolescentes tomam o álcool e 21,7% usam a maconha, que é ilegal. 19,2% dos adolescentes tomam o álcool em excesso.[48]

Parques[editar | editar código-fonte]

Nashville tem um total de 108 parques, 19 vias verdes e 48.56 quilômetros quadrados de espaço aberto em toda a cidade e no Condado de Davidson.[49] O Departamento Metropolitano de Parques e Recreação (Metropolitan Board of Parks and Recreation) possui atividades recreativas para todas as idades e níveis de aptidão. Edwin e Percy Warner Parks são dois parques muito famosos geridos pelo Departamento Metropolitano de Parques e Recreação, e são os maiores parques no estado do Tennessee gerenciados por cidade. Juntos, eles cobrem 10.86 quilômetros quadrados de floresta e campo, e estão localizados a 9 quilômetros do centro de Nashville.[50] Estes parques são registrados no Registro Nacional de Lugares Históricos dos Estados Unidos (National Register of Historic Places). Mais de 500.000 pessoas visitam esses parques todos os anos para utilizar as áreas de piquenique, trilhas, campos de golfe e campos esportivos.[51]

O Partenon em Centennial Park

Centennial Park é um parque urbano que é conhecido principalmente por ter uma réplica do Partenon. Localizado a dois quilômetros para o oeste do centro de Nashville, em uma área conhecida por moradores como West End, o parque tem um teatro musical e a famosa réplica Partenon, que serve como um museu de arte e é no centro do parque. O parque foi construído em 1897, como parte complemento da Exposição Centenária do Tennessee (Tennessee Centennial Exposition).[52] Algumas atrações do parque, incluindo o Partenon, foram preservados mesmo depois da exposição. Outras atrações, como campos de beisebol, quadras de tênis e campos de futebol, foram construídas em 1911. Os centros comunitários foram construídos em 1916 para que o resto da cidade pudesse usá-los.

Estudantes da Universidade Vanderbilt velejando no Lago Percy Priest.

Alguns parques federais também existem na cidade. Por exemplo, o Corpo de Engenheiros do Exército dos Estados Unidos (United States Army Corps of Engineers) possui parques ao lado do Lago Old Hickory e o Lago Percy Priest. O Lago Old Hickory está localizado 40 quilômetros para o norte de Nashville, e tem de uma grande barragem que controla a profundidade da água do lago.[53] Contudo, os visitantes são livres para participar em muitas atividades em torno do lago, como vela, caminhadas, pesca e acampar. O Lago de Percy Priest também é um reservatório que controla a água do lago com um barragem e, como o lago de Old Hickory, tem áreas de lazer para os visitantes locais e turistas.[54] Todas as áreas de lazer são monitorados pelo Corpo de Engenheiros. Recentemente, com a adição de vários novos parques na cidade, tem havido notícias da legislação que pode permitir que as pessoas carreguem armas livremente em parques locais. O prefeito de Nashville, Karl Dean, abertamente se opôs a esta legislação, dizendo que possuindo de armas de fogo "é uma idéia muito ruim."[55] Os defensores da legislação, que incluem mesmo os pais que levam seus filhos para os parques cada semana, dizem que "precisamos de proteção de pessoas perigosas.” A legislação já foi aprovada na Casa de Representantes e no Senado do Tennessee, e as restrições das armas foram lançadas para o 6 de abril de 2015.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Nashville é uma cidade com um cenário única dos alimentos e eles têm uma variedade de pratos famosos. Como Nashville é uma cidade com raízes do Sul, a cozinha geralmente tem sabores do sul também.

Frango picante de Nashville com um acompanhamento tradicional, salada de batata.

Pratos típicos[editar | editar código-fonte]

Um prato famoso da Nashville é o "frango picante" (Hot Chicken em inglês); este frango é preparado como frango frito, mas o tempero usa pimenta-caiena e outras especiarias picantes para fazer que o frango seja picante. Dois dos mais famosos restaurantes de Nashville para obter frango picante são “Hattie B’s” e “Prince’s” [56] . A família Prince foi a família que originalmente desenvolveu a receita para este tipo de frango e Hattie B's recentemente tornou-se famoso pelas suas receitas. Outro prato que é exclusivo para Nashville é "carne e três acompanhamentos" (meat and three). Este conceito permite que o comensal escolhe uma proteína e três acompanhamentos que podem incluir macarrão, creme de milho, couve, e muito mais. O restaurante mais famoso para obter este prato é “Arnold's Country Kitchen”; Todos os dias têm diferentes carnes e os acompanhamentos e eles não aceitam reservas, por isso sempre há uma fila.

Frango e waffles de Nashville

Um prato de café da manhã que as pessoas de Nashville desfrutam é “frango e waffles” (Chicken and Waffles). Este prato inclui um waffle quente coberto com pedaços de peito de frango frito, e está encharcado com xarope de bordo na parte superior. Este prato doce e salgado é servido em todo o Sul dos Estados Unidos, mas “Loveless Café” de Nashville tornou-se famosa por este prato, bem como para seus biscoitos.[57]

Biscoito de Nashville

Em termos de bebidas, Nashville é uma cidade que está repleta de bares, assim, eles desenvolveram uma bebida pela qual a cidade é conhecida: “Bushwacker”. Esta bebida é semelhante a um batido de álcool; ela consiste de leite, creme de coco, rum e café com sabor de álcool. A maioria das pessoas bebem esta bebida durante a primavera e o verão, quando o clima é mais quente. Outros alimentos e bebidas que são predominantes em Nashville incluem churrasco, chá de frutas e cerveja artesanal.

Recentemente donos de restaurantes de grandes metrópoles como Nova Iorque, Miami e Los Angeles tem vindo a Nashville para abrir restaurantes. Os restaurantes recém-inaugurado têm uma influência do Sul com toques modernos. Com este movimento para Nashville, o cenário da comida em Nashville tem crescido exponencialmente e coloca Nashville no mapa como uma das maiores cidades na gastronomia nos Estados Unidos.

Música[editar | editar código-fonte]

No século XIX, os Cantores Fisk Jubilee (Fisk Jubilee Singers) da Universidade Fisk em Nashville deu Nashville o apelido “Cidade da música” (Music City). O grupo dos cantores realizou o primeiro tour de música no exterior em Europa em 1873. Depois de cantar na Inglaterra para a rainha Vitória, ela disse que o grupo foi da cidade da música.[58] Hoje Nashville é famoso pela sua rica história da música country (country music). Muitos músicos e compositores vêm a Nashville para se cercar da cultura musical.

Nashville tem muitos locais históricos da música country. Os mais famosos são o Ryman Auditorium e a casa do Grand Ole Opry. O Ryman é um auditório que é a casa mais conhecida do Grand Ole Opry. O Ryman é conhecido por suas qualidades acústicas surpreendentes. Foi nomeado pela revista Pollstar “Teatro do Ano” em 2003-2004 e também 2010-2011. Há muitos concertos lá, e o auditório pode acomodar mais de 2.000 pessoas. [59] O Grand Ole Opry é um concerto de música country que acontece cada semana desde 1925. Chamado “O Show Que Fez Famosa a Música Country”, e “A Casa de Música Americana”, o Grand Ole Opry é um local icônico para a música. O Opry mudou do auditório Ryman em 1974 para a nova localização, mas a nova casa do Opry tem um círculo de seis pés de madeira do palco do Ryman. O Opry já recebeu muitas estrelas da música country, incluindo Trace Adkins, Dierks Bentley, Vince Gill, Martina Mcbride, Brad Paisley, Ricky Skaggs, Marty Stuart, Mel Tillis, e Carrie Underwood.[60]

Também há dezenas de locais em que tocam música ao vivo em Nashville todo o ano. “A Rodovia Honky tonk” , a famosa rua de Broadway em Nashville, tem locais como Rippy’s Smokin’ Bar & Grill, O Stage, Tootsies Orchid Lounge, Honky Tonk Central, Tequila Cowboy, e Jimmy Buffett’s Margaritaville. Há mais locais com música ao vivo nos distritos do Gulch, Midtown, e Music Row/Demonbreun. [58]

Nashville é um centro para outros gêneros de música também, incluindo pop, rock, bluegrass, Americana, jazz, clássico, cristã, blues, e soul. Músicos e compositores vêm a Nashville para escrever e gravar música, por exemplo Kid Rock, Black Eyed Peas, Bon Jovi, e Michael Bublé. Nashville é a casa de United Record Pressing, a maior fábrica de produção discográfica nos Estados Unidos. Alguns dos músicos que produziram discos lá incluem Miles Davis, Bob Dylan, The Beatles, Beyoncé, e Justin Timberlake. [58] Em termos de música clássica, a sinfonia de Nashville foi nomeado para 14 prêmios Grammy e ganharam 7 desde 2000. A sinfonia de Nashville toca no “Centro Sinfonia Schermerhorn” (Schermerhorn Symphony Center) que tem concertos e eventos especiais.[58]

Turismo[editar | editar código-fonte]

O turismo gera mais que 50 mil empregos em Nashville.[61] A Música country é uma grande parte da cultura de Nashville. Há dois museus muito famosos em Nashville que são o Museu de Johnny Cash e o Salão da Fama da Música Country (Country Music Hall of Fame).[62]

Atrações musicais[editar | editar código-fonte]

Tootsies Orchid Lounge, um honky tonk famoso no centro da cidade

A música country é associada com Nashville e com alguns locais muito populares para escutar a música country e o Grand Ole Opry. O Grand Ole Opry começou como um programa de rádio na década de 1920 e foi realizado em frente dum público ao vivo em Nashville. O programa teve várias casas, mas um dos seus locais mais famosos foi o Ryman Auditorium no centro de Nashville. O Grand Ole Opry teve cômicos e apresentações musicais. Ele é creditado com a popularização da música country. Está agora permanentemente localizado na uma auditório mais grande fora do centro de Nashville e ainda reúne os mais famosos cantores da música country.[63] O Bluebird Café e ''Toostsies Orchid Lounge'' são dois cafes muito populares em Nashville. Tootsies é um café para onde os cantores muito populares de country viram para beber depois de se apresentar no Ryman.[64] O Bluebird Café é também no centro de Nashville, mas o Bluebird é mais moderno e o programa de televisão Nashville é filmado lá.[65] Salão da Fama da Música Country é no centro de Nashville. Tem a história de artistas da música country que gravaram a música na indústria discográfica em Nashville. Alguns cantores que estão no Salão de Fama são Johnny Cash, Elvis Presley, Willie Nelson e Dolly Parton.[66]

Atrações históricas[editar | editar código-fonte]

O Hermitage é a casa do sétimo presidente dos Estados Unidos, Andrew Jackson, que nasceu e cresceu em Tennessee. A propriedade também era uma plantação quando Jackson viveu lá.[67] Ryman Auditorium foi construído em Nashville pelo empresário Thomas G. Ryman na década de 1880. O auditório foi incialmente uma grande igreja, mas depois tornou-se a casa do Grand Ole Opry, um programa de rádio. Agora, o Ryman é um dos lugares mais famosos de todos os tipos de músicos.[68] O Partenon é uma réplica do Partenon em Atenas, Grécia. Ele foi construído para a Exposição Centenária do Tennessee em 1897. Tem uma estátua de 42 pés de altura da deusa grega Atena e uma coleção de obras de arte. O Museu do Estado de Tennessee descreve a história do “Estado dos Voluntários”. Ele foi criado pela primeira vez em 1817 e, em seguida, verdadeiramente estabelecida em 1937 após a Primeira Guerra Mundial.[69] Há campos da batalha da Guerra Civil em todo a área de Nashville. A maioria destes locais estão agora cobertos com empresas ou casas, mas muitos deles são marcados com sinais. Os visitantes podem obter mapas com os campos da batalha da guerra civil.[70]

Museus[editar | editar código-fonte]

Nashville tem museus de cultura, história, e arte. Estes museus estão localizados em vários bairros de toda a cidade. Nos últimos anos, muitas novas galerias de arte abriram em Nashville.

Os maiores e mais visitados museus em Nashville são o Salão da Fama da Música Country (Country Music Hall of Fame), O Museu do Estado do Tennessee (Tennessee State Museum), e O Hermitage. O Salão da Fama da Musica Country esta localizado no centro da cidade, e é perto de outras atrações. As atrações são o Bridgestone Arena, LP Field, e o Ryman Auditorium. Por ser uma localização popular, muitos turistas visitam O Salão da Fama da Musica. Este museu tem exibições de filmes, exposições permanentes e temporárias, residências artísticas, e concertos. [71]

O Museu do Estado do Tennessee tem exibições da historia e a cultura de Tennessee. Este museu ganhou prêmios nacionais e reconhecimento internacional e atrai exibições sobre Guerra Civil Americana e a reconstrução. [72]

Os grandes museus de arte em Nashville são o Centro Frist das Artes Visuais e o Jardim Botânico Cheekwood (Cheekwood Botanical Garden). No passado, O Centro Frist teve exposições de artistas famosos. Estes artistas incluem Wassily Kandinsky, William Eggleston, Maira Kalman, Vik Muniz, e Norman Rockwell. O Centro Frist das Artes Visuais é um dos prédios mais famosos em Nashville, send originalmente uma estação de correios. Também, esta galeria mostra arte de escolas secundarias e universidades. Frequentemente, este centro realiza eventos para a comunidade. [73]

Algumas galerias menores em Nashville estão localizados em barrios diferentes. Um distrito mais recente, Wedgewood Houston, tem muitos galerias novas. Estes galerias têm arte de artistas locais e regionais. Algumas das galerias são Zeitgeist Galeria, David Lusk Galeria, A Fabrica de Embalagem (The Packing Plant), Galeria de Julia Martin, Forte Houston (Fort Houston), e Track One. No primeiro sábado do mês, muitas pessoas vão a este bairro para o evento Art Crawl em que todas as galerias abrem ao público. O Forte Houston é um espaço para artistas, carpinteiros, e mecânicos. Também, existem dois espaços para arte. [74]

O Arcade foi inaugurado no ano de 1903, e está localizado no centro de Nashville. O Arcade tem muitos restaurantes, e oferece opções de restaurantes chineses, japoneses, italianos, e churrasco no andar térreo. As galerias são no segundo andar, e atraem artistas e estudantes, mas também turistas e famílias. As galerias mais novas são 40AU, Coop, WAG, e a galeria de Lipscomb. Todos os meses, artistas locais e regionais mostram as suas obras nessas galerias. [75]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Um disco de hóquei no gelo com a logomarca do Nashville Predators

Nashville tem seis equipes professionais que competem no nível nacional.[76] O hóquei no gelo é um esporte grandíssimo em Nashville. O Nashville Predators é um programa da NHL. Seus uniformes são ouro e azul-marinho. Eles jogam em Bridgestone Arena no centro de Nashville. Este programa foi estabelecido em 1998 quando a cidade não conseguiu atrair um equipe de basquete da NBA[77] . O Predators tem muitos jogadores conhecidos, entre eles David Legwand, Martin Erat e Shea Weber.

O Tennessee Titans e um dos trinta e dois equipes de futebol americano na National Football League. Suas cores são azul bebé, azul-marinho, vermelho, e branco. Os Titans jogam em LP Field. Este programa começou em 1960 em Houston, Texas, chamando-se o Houston Oilers. Em 1999, o Oilers mudou-se a Nashville e modificou o seu nome a “Tennesee Titans”. [78] Alguns doss jogadores mais famosas são Warren Moon, Steve McNair e Earl Campbell.

O programa de futebol em Nashville é relativamente novo. O Nashville FC foi fundado em 2013 e joga na National Premier Soccer League. uma das múltiplas ligas de futebol nos Estados Unidos. O Nashville FC veste roupa amarela e branca, as cores da bandeira de Nashville. Eles jogam no Vanderbilt Soccer Complex. Agora em Nashville o futebol continua crescendo quanto ao número de fãs que se dedicam a este equipe. Não tem sido suficiente tempo para este equipo ter jogadores lendários.

Nashville tem um time profissional de beisebol que é de liga menor Triple-A. O Nashville Sounds foi o equipe de liga menor de muitos equipes grandes. Alguns do passado são os Brewers, Pirates, e White Sox mas a partir de 2015 é afiliado com os Oakland Athletics[79] As cores do Sounds são vermelho, branco, prateado, e preto. Este programa foi criado em 1978 como equipe da liga Double-A. Em 1984 mudou-se para a liga Triple-A. Jogou no Herschel Greer Stadium desde seu estabelecimento.

O Nashville Venom é um equipe muito interessante em Nashville. Este equipe joga futebol americano de arena. A liga foi fundada em 2012 e agora tem oito equipes na PIFL.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Nashville tem sete cidades-irmãs:[80]

Candidatos

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c GCT-PH1 - Population, Housing Units, Area, and Density: 2010 - State -- Place and (in selected states) County Subdivision (em inglês) United States Census Bureau. Visitado em 21 de setembro de 2011.
  2. a b Nashville: Geography and Climate (em inglês) City-Data.com (2009). Visitado em 1 de abril de 2015.
  3. a b c d e f g Harris, Amy. Climate of Nashville, Tennessee (em inglês) USA Today. Visitado em 1 de abril de 2015.
  4. a b c d e U.S. climate data (em inglês) US Climate Data (2015). Visitado em 1 de abril de 2015.
  5. National Weather Service Forecast Office Nashville, TN (em inglês) Nashville Weather Forecast Office (18 de dezembro de 2014). Visitado em 1 de abril de 2015.
  6. Buie, Jordan, Holly Meyer and Tony Gonzalez (5 de março de 2015). Mayor warns overnight could be Nashville's coldest (em inglês) The Tennesseean. Visitado em 1 de abril de 2015.
  7. Breslin, Sean (17 de fevereiro de 2015). Winter Storm Octavia in the South:Hundreds of Thousands Without Power; 5 Dead Due to Icy Road Conditions (em inglês) The Weather Channel. Visitado em 1 de abril de 2015.
  8. GCT-PH1-R - Population, Housing Units, Area, and Density (geographies ranked by total population): 2000 - Geography: State -- County - State -- Place and (in selected states) County Subdivision (em inglês) United States Census Bureau. Visitado em 21 de setembro de 2011.
  9. United States Census Bureau. Race and Hispanic or Latino Origin (em inglês). Visitado em 31 de março de 2015.
  10. Nashville-Davidson, Tennessee U.S. Census Bureau (2015). Visitado em 9 de abril de 2015.
  11. United States Census Bureau. Median Age by Sex (em inglês). Visitado em 31 de março de 2015.
  12. Jon Meacham. The South's Red-Hot Town - TIME Magazine (em inglês) 7 de março de 2014. Visitado em 31 de março de 2015.
  13. United States Census Bureau. Place of Birth by Nativity and Citizenship Status (em inglês). Visitado em 31 de março de 2015.
  14. United States Census Bureau. Profile of General Population and Housing Characteristics: 2010 (em inglês). Visitado em 31 de março de 2015.
  15. Davidson County, Tennessee: ACS Demographic and Housing Estimates: 2007–2009- 2002 - 2012 (em inglês). Visitado em 31 de março de 2015.
  16. United States Census Bureau. Selected Economic Characteristics (em inglês). Visitado em 31 de março de 2015.
  17. United States Census Bureau. Educational Attainment (em inglês). Visitado em 31 de março de 2015.
  18. Albright, Edward. Early History of Middle Tennessee (em inglês). [S.l.: s.n.], 1909.
  19. Crabb, Alfred Leland. Journey to Nashville: A Story of the Founding (em inglês). [S.l.]: Bobbs-Merrill, 1957.
  20. Durham, Walter T.. Nashville: The Occupied City, 1862–1863 (em inglês). [S.l.: s.n.], 1985.
  21. Durham, Walter T.. Reluctant Partners: Nashville and the Union, 1863–1865 (em inglês). [S.l.: s.n.], 1987.
  22. Ola Johansson. Form, Function, and the Making of Music-themed Entertainment Districts in Nashville and Memphis (em inglês). [S.l.: s.n.], 2010. 47–69 p.
  23. John Egerton. Walking into History: The Beginning of School Desegregation in Nashville (em inglês). [S.l.: s.n.], 2009.
  24. Principal Employers: Current Year and Nine Years Ago (em inglês) (2010). Visitado em 3 de agosto de 2011.
  25. a b c d Bucy, Carole. A Short History of the Creation of Metropolitan Government for Nashville-Davidson County (em inglês). Visitado em 4 de avril de 2015.
  26. a b Office of the Mayor (em inglês). Visitado em 4 de avril de 2015.
  27. a b c Metropolitan Council (em inglês). Visitado em 4 de avril de 2015.
  28. a b Garrison, Joey. Metro begins post-Amp transit planning (em inglês). Visitado em 7 de avril de 2015.
  29. a b c Famous Nashville Politicians (em inglês). Visitado em 2 de avril de 2015.
  30. a b Paddie, Glen (21 de abril de 2011). Athens of the South (em inglês) The Fort Campbell Courier. Visitado em 4 de abril de 2015.
  31. data=. Athena and Parthenon Replica in Nashville (em inglês) Data City. Visitado em 4 de abril de 2015.
  32. Inside MNPS (em inglês) Metro Nashville Pubic Schools. Visitado em 4 de abril de 2015.
  33. Private Schools (em inglês) Nashville Area Chamber of Commerce. Visitado em 4 de abril de 2015.
  34. Colleges and Universities (em inglês) Nashville Area Chamber of Commerce. Visitado em 4 de abril de 2015.
  35. Fisk University History (em inglês) Fisk University. Visitado em 4 de abril de 2015.
  36. Fisk University (em inglês) Peterson’s. Visitado em 4 de abril de 2015.
  37. National Universities Rankings (em inglês) US News. Visitado em 4 de abril de 2015.
  38. History of Vanderbilt University (em inglês) Vanderbilt University. Visitado em 4 de abril de 2015.
  39. a b Health Care in Nashville (em inglês) Williamson, Inc. (2012). Visitado em 9 de abril de 2015.
  40. Nashvilleː The Health Care Industry Capital (em inglês) Nashville Health Care Council (2012). Visitado em 9 de abril de 2015.
  41. Nashville: National Health Care Capital, Global Industry Leader (em inglês) Nashville Health Care Council (2012). Visitado em 9 de abril de 2015.
  42. Vanderbilt University Medical Center (em inglês) U.S. News and World Report (2014). Visitado em 9 de abril de 2015.
  43. a b Facts 2013-14 (em inglês) Vanderbilt University Medical Center. Visitado em 9 de abril de 2015.
  44. HCA Facts (em inglês) Hospital Corporation of America (2014). Visitado em 9 de abril de 2015.
  45. About Ascension Health (em inglês) Ascension Health (2015). Visitado em 9 de abril de 2015.
  46. About Us (em inglês) Saint Thomas Health (2015). Visitado em 9 de abril de 2015.
  47. Chronic Disease Health Profile Regions and Countiesː Tennessee (em inglês) Tennessee Department of Health (2011). Visitado em 9 de abril de 2015.
  48. Community Health Profileː Metro Nashville-Davidson County (em inglês) Metro Public Health Department Nashville/Davidson County (2014). Visitado em 9 de abril de 2015.
  49. Parks (em inglês) Metropolitan Government of Nashville and Davidson County, Tennessee (2015). Visitado em 2 de abril de 2015.
  50. Warner Parks (em inglês) Metropolitan Government of Nashville and Davidson County, Tennessee (2015). Visitado em 2 de abril de 2015.
  51. Brandt, Robert (2013). Natural Nashville- A Guide To The Greenways And Nature Parks (em inglês) Iuniverse.org. Visitado em 1 de abril de 2015.
  52. Centennial Park (em inglês) Metropolitan Government of Nashville and Davidson County, Tennessee (2015). Visitado em 2 de abril de 2015.
  53. Facility Details, Old Hickory Beach, TN (em inglês) Recreation.gov (2014). Visitado em 1 de abril de 2015.
  54. Percy Priest Lake Visitors Guide (em inglês) Percy Priest Lake Visitors Guide (2015). Visitado em 1 de abril de 2015.
  55. Bundgaard, Chris (30 de março de 2015). Mayor Karl Dean Adamant About Guns In Parks Being Bad Idea (em inglês) Young Broadcasting of Nashville.Inc. Visitado em 3 de abril de 2015.
  56. Embiricos, George (12 de julho de 2012). 21GreatThingstoEatandDrinkinNashville (em inglês) Food Republic. Visitado em 4 de abril de 2015.
  57. Gemmill, Kendall (10 de setembro de 2014). NashvillesMostIconicFoodandDrinks (em inglês) Thrillist. Visitado em 4 de abril de 2015.
  58. a b c d The Story of Music City Nashville Convention & Visitors Corp. (2015). Visitado em 7 de abril de 2015.
  59. Bond, Sherry. The Songwriter's and Musician's Guide to Nashville. [S.l.: s.n.], 2012.
  60. Kingsbury, Paul. The Grand Ole Opry history of country music: 70 years of the song, the stars, the stories. [S.l.: s.n.], 1995.
  61. Demographic Statistics.
  62. Top Picks.
  63. Grand Ole Opry History.
  64. Tootsies Orchid Lounge.
  65. Barbara Cloyd.
  66. Hall of Fame of Inductees.
  67. The Hermitage.
  68. The Ryman.
  69. Tennessee State Museum.
  70. Civil War in Nashville.
  71. Country Music Hall of Fame (em inglês) Country Music Hall of Fame (2 de abril de 2015). Visitado em 7 de abril de 2015.
  72. TN State Museum (em inglês) TN State Museum (9 de abril de 2015). Visitado em 7 de abril de 2015.
  73. Frist Center for Visual Arts (em inglês) Frist Center for Visual Arts (9 de abril de 2015). Visitado em 9 de abril de 2015.
  74. Arts and Culture (em inglês) Nashville Scene (5 de marzo de 2015). Visitado em 9 de abril de 2015.
  75. Arts and Music at Wedgewood Houston (em inglês) Wedgewood Houston (4 de abril de 2015). Visitado em 9 de abril de 2015.
  76. Nashville Sports Council (2015). [3. http://www.nashvillesports.com/site/professional TitleOfPageForCitation] (em inglês) Wheelhouse. Visitado em 5 de abril de 2015.
  77. NBC Sports (6 de setembro de 2014). Nashville Predators (47-23-10) (em inglês) NBC. Visitado em 8 de abril de 2015.
  78. ESPN Football (3 de abril de 2015). Tennessee Titans (em inglês) ESPN Sports. Visitado em 6 de abril de 2015.
  79. Adam McCalvy (2015). Melvin irked over breakup with Triple-A affiliate (em inglês) Full Game Coverage. Visitado em 2 de abril de 2015.
  80. Sister Cities of Nashville (em inglês). Visitado em 9 de avril de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Nashville (Tennessee)
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nashville (Tennessee)


Ícone de esboço Este artigo sobre geografia dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.