Natur og Ungdom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Natur og Ungdom
(NU)
Campanha da Natur og Ungdom contra a perfuração de poços de petróleo no Mar de Barents
Lema "Se não for você – quem? Se não for agora – quando?[1]"
Tipo Organização não governamental de proteção ambiental
Fundação 18 de novembro de 1967
Sede Torggata 34
Oslo, Noruega
Membros 7 000[2]
Línguas oficiais norueguês
Fundador(a) Associação Norueguesa Juvenil Biológica e Associação de Conservação da Natureza da Escola da Catedral de Oslo
Empregados 21[3]
Sítio oficial www.nu.no

Natur og Ungdom (NU, em português: Natureza e Juventude; em inglês: Nature and Youth, também conhecida como Young Friends of the Earth Norway) é uma organização não governamental norueguesa que luta por menores emissões de gases do efeito estufa e a preservação da natureza na Noruega. A organização tem mais de 7 000 membros espalhados em cerca de 70 locais na Noruega, que trabalham em questões ambientais como a produção de petróleo em Lofoten, Vesterålen e Senja, a biodiversidade, energia eólica e outras questões como tarifação de congestionamento e transporte público.[4] Entre as ações realizadas pela organização estão desobediência civil e operações sobre a imprensa.

A NU é a organização de jovens da Conservação da Natureza da Noruega e é independente politicamente e religiosamente, conforme estabelecida na seção 2.2 dos estatutos.[5][6]

História[editar | editar código-fonte]

A Natur og Ungdom foi fundada em 18 de novembro de 1967, após a fusão da Associação Norueguesa Juvenil Biológica e da Associação de Conservação da Natureza da Escola da Catedral de Oslo. A organização tornou-se um ponto de encontro para jovens preocupados com a biologia e com a política de conservação da natureza.[7]

Desde a sua criação, a organização se destacou, entre outras coisas, pela oposição às usinas nucleares, à adesão da Noruega à UE e a favor à construção de usinas a gás natural. A organização procurou ser particularmente visível na luta contra a extração de petróleo em Lofoten, Vesterålen e Senja, e está trabalhando ativamente para construir novas energias renováveis e uma indústria ambientalmente amigável.[6]

Campanhas[editar | editar código-fonte]

Produção de petróleo[editar | editar código-fonte]

No início da era do petróleo, as descargas no mar atraíram grande parte da atenção da organização, mas gradualmente elas se concentraram em uma perspectiva climática mais ampla. A luta para impedir a abertura de novas áreas marinhas tem sido central, e desde 2000 há a criação das chamadas Petroleumsfrie områder (PFO, em português: Áreas Livres de Petróleo), especialmente nas áreas marinhas de Lofoten, Vesterålen e Senja e no Mar de Barents.

Energia eólica[editar | editar código-fonte]

Dado que o mundo precisa de mais energia renovável para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, a Natur og Ungdom favorece positivamente a energia eólica, mas sob certas condições, entre outras coisas, considera-se importante avaliar a necessidade de energia renovável em relação a qualquer intervenção natural que implique uma nova produção de energia. A organização envia declarações de consulta às autoridades responsáveis pela energia, onde relata suas avaliações em torno de parques eólicos. Isso resulta em uma recomendação para dizer sim ou não a um projeto solicitado.

Usina a gás[editar | editar código-fonte]

A construção de usinas a gás tem sido uma questão política controversa na Noruega. A Natur og Ungdom é a favor da construção de usinas a gás com gerenciamento de CO2.[8] Grande parte do movimento ambiental internacional se opôs à purificação da energia do gás. Muitas vezes, são feitas referências à falta de garantias para a segurança do armazenamento e que o gerenciamento de CO2 pode ajudar a prolongar a vida útil dos combustíveis fósseis.[9][10]

Usina nuclear[editar | editar código-fonte]

Embora a energia nuclear tenha sido destacada como uma fonte de energia livre de emissões que pode ajudar a resolver o problema climático, a NU se opõe à construção de tais fontes de energia na Noruega. Segundo a organização, é impossível garantir o armazenamento seguro de resíduos radioativos por milhares de anos. Além disso, há risco de acidentes.[11] [12] A NU estabeleceu sua colaboração com as organizações ambientais de jovens Priroda i Molodezh (PiM) em Murmansk e Aetas em Arkhangelsk, na Rússia.[13] As organizações colaboram há muito tempo contra a energia nuclear, mas desde o final dos anos 2000 também começaram a colaborar em outras questões de política ambiental.[14]

União Europeia[editar | editar código-fonte]

A NU é contra a adesão da Noruega à UE. Os motivos para isso variaram ao longo do tempo, mas os principais motivos foram:

  • Possibilidade de formular política ambiental nacional própria.
  • A oportunidade de ter uma voz independente nas negociações internacionais.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Juntamente com Greta Thunberg, a Nature and Youth recebeu o Prêmio Fritt Ord em 2019. Thunberg doou sua parte do prêmio em dinheiro (250 000 kr) para apoiar o caso de ação climática do Greenpeace e da Natur og Ungdom em relação à extração de petróleo no Ártico.[15][16]

Liderança[editar | editar código-fonte]

O líder da Natur og Ungdom é eleito na reunião nacional por um período de um ano, por recomendação do comitê de nomeação. O líder da organização é também o líder do conselho central e do conselho nacional.[5]

Nome[17] Período
Knut Skedsmo 1967
Knut Skedsmo/Willy Klein 1968
Geir Tveit 1969
1970
Tore Killingland 1971–1973
Preben Ottesen 1974
Espen Wæhle 1975
Karen Johanne Baalsrud 1976
Bjart Holtsmark 1977
Trond Amundsen 1978
Espen Koksvik 1979
Grete Bæverfjord 1980
Marit Smith 1981
Haakon Vennemo 1982
Inger Spangen 1983
Stig Horsberg 1984
Tom Christian Axelsen 1985–1986
Marianne Gjørv 1987–1989
Marit Nyborg 1989–1991
Åsne Berre Persen 1991–1992
Heidi Sørensen 1993–1994
Lars Haltbrekken 1995–1996
Silje Schei Tveitdal 1997–1998
Einar Håndlykken 1999–2000
Elin Lerum Boasson 2001–2002
Ane Hansdatter Kismul 2003–2005
Bård Lahn 2006–2007
Ingeborg Gjærum 2008–2009
Ola Skaalvik Elvevold 2010–2011
Silje Ask Lundberg 2012–2013
Arnstein Vestre 2014–2015
Ingrid Skjoldvær[18] 2016–2017
Gaute Eiterjord 2018–

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Leders tale til Naturvernforbundets landsmøte 2011». naturvernforbundet.no (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  2. «Om Natur og Ungdom» (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019. Arquivado do original em 19 de outubro de 2015 
  3. «Ansatte - Natur og Ungdom». nu.no (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  4. «Arbeids Progam» (em norueguês). 2011. Consultado em 14 de dezembro de 2019 [ligação inativa] 
  5. a b «Arkivert kopi» (PDF) (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  6. a b «Vil Vaere Noeytrale» (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 [ligação inativa] 
  7. «Historien år for år» (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019. Arquivado do original em 5 de janeiro de 2013 
  8. «Det Viktigste Er Manem Ikke Hvor» (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 [ligação inativa] 
  9. «Arkivert kopi» 
  10. «Arkivert kopi» 
  11. Miljøpolitisk plattform: Se 3. ENERGI og 3. ENERGI, ATOMKRAFT
  12. «Energi – Natur og Ungdom». www.nu.no. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  13. Arbeidsprogram 2013: Se Russland «Arkivert kopi» (PDF) 
  14. Thorenfeldt, Gunnar (8 de junho de 2007). «Russisk politi nektet ham å snakke med Jens». Dagbladet.no (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  15. «Fritt Ords Pris 2019 til Natur og Ungdom og Greta Thunberg». www.frittord.no (em norueguês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  16. Darrud, Aud (12 de abril de 2019). «Greta Thunberg vil bruke prispenger til søksmål mot Norge». NRK (em norueguês bokmål). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  17. «Arkivert kopi» (em norueguês). 29 de maio de 2008. Arquivado do original em 30 de outubro de 2005 
  18. «Ny ledelse valgt i Natur og Ungdom» (em norueguês). 10 de janeiro de 2016 [ligação inativa] 
Ícone de esboço Este artigo sobre Organizações não governamentais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.