Natureza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Natureza (desambiguação).
Vista da lua crescente através do topo da atmosfera terrestre.
As Cataratas do Iguaçu, na fronteira entre o Brasil e a Argentina
Uma imagem do espaço sideral.

A natureza, em seu sentido mais amplo, é equivalente ao "mundo natural" ou "universo físico". O termo "natureza" faz referência aos fenômenos do mundo físico, e também à vida em geral. Geralmente não inclui os objetos construídos pelo homem.

A palavra "natureza" provém da palavra latina natura, que significa "qualidade essencial, disposição inata, o curso das coisas e o próprio universo".[1] Natura é a tradução para o latim da palavra grega physis (φύσις), que em seu significado original fazia referência à forma inata que crescem espontaneamente plantas e animais. O conceito de natureza como um todo — o universo físico — é um conceito mais recente que adquiriu um uso cada vez mais amplo com o desenvolvimento do método científico moderno nos últimos séculos.[2] [3]

Dentro dos diversos usos atuais desta palavra, "natureza" pode fazer referência ao domínio geral de diversos tipos de seres vivos, como plantas e animais, e em alguns casos aos processos associados com objetos inanimados - a forma em que existem os diversos tipos particulares de coisas e suas mudanças espontâneas, assim como o tempo atmosférico, a geologia da Terra e a matéria e energia estes entes possuem. Frequentemente se considera que significa "entorno natural": animais selvagens, rochas, bosques, praias, e em geral todas as coisas que não tenham sido alteradas substancialmente pelo ser humano, ou persistem apesar da intervenção humana. Este conceito mais tradicional das coisas naturais implica uma distinção entre o natural e o artificial, entendido este último como algo feito por uma mente ou uma consciência.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Latim, natura[4] , comp. pelo tema natus, p.pass. de nascere = nascer e urus = sufixo do particípio futuro de oritur = surgir, gerar, a força que gera.

Aquilo que surge, que se dá por nascimento. Aquilo que é e faz por nascimento segundo leis universais aplicadas a um preciso contexto[5] .

Ordem ou sistema de leis que precedem a existência das coisas e a sucessão dos seres. O conjunto de todos os seres que compõem o universo. Essência e qualidade ínsita de um ser. Também entendido como "qualidade, índole, gênio, tipo, caráter" de um ser.[4]

Vida[editar | editar código-fonte]

Uma pata com seus filhotes.

Embora não haja consenso universal sobre a definição de vida, os cientistas geralmente aceitam que a manifestação biológica da vida é caracterizada pelos seguintes fatores ou funções: organização, metabolismo, crescimento, adaptação, resposta a estímulos e reprodução.[6] Os seres vivos (reinos das plantas, animais, fungos, protistas, archaea e bactérias) têm essas propriedades em comum: eles são constituídos por células têm uma organização complexa com base em água e metabolismo de carbono e têm a capacidade de crescer, responder a estímulos, e se reproduzir. Portanto, considera-se que uma entidade que satisfaz estas propriedades está viva.

A biosfera é a parte da camada mais externa do planeta Terra, incluindo o ar, a terra, rochas da superfície e da água, e é nesta parte onde a vida evoluiu, e onde eles são feitos e transformar os processos bióticos. A partir de uma visão muito ampla de geofísica, a biosfera é o sistema ecológico global que integra todos os seres vivos e seus relacionamentos, incluindo sua interação com os elementos da litosfera (rochas), hidrosfera (água), e atmosfera (ar). Atualmente, estima-se que a Terra contém cerca de 75000 milhões de toneladas (7,5 kg x 1013) de biomassa, que está presente em vários ambientes dentro da biosfera.[7]

Cerca de nove décimos da biomassa total da Terra é a vida das plantas, de que a vida animal depende para a sobrevivência.[8] Até o momento já se identificaram mais 2 milhões de espécies de de plantas e animais,[9] e estimativas sobre o número real de espécies existentes variam de alguns poucos milhões a até 50 milhões de espécies.[10] [11] [12]

O número de espécies existentes varia constantemente, já que surgem novas e outras deixam de existir em uma dinâmica contínua.[13] [14] Atualmente, o número total de espécies está passando por um rápido declínio.[15] [16] [17]

Escala[editar | editar código-fonte]

A escala abrangida pela palavra natureza, dentro deste contexto, envolve desde o subatômico até o amplamente universal, como os planetas e estrelas. Tomando como o recorte a escala do homem, inclui basicamente o meio ambiente natural e normalmente exclui o meio ambiente construído, de forma a ser tradicionalmente associada à vida selvagem, aos fenômenos e recursos naturais e aos seus processos e dinâmicas próprios. Há também definições que incluem o meio-ambiente alterado pelo homem como elemento da Natureza.


A associação mais popular que se faz à palavra "natureza" a confunde com a idéia de paisagem natural: a paisagem é o resultado dos processos complexos presentes em um determinado meio ambiente.

Realidade[editar | editar código-fonte]

A Terra vista do espaço. Fotografia tirada pela tripulação da Apollo 17.

O mundo natural costuma estar associado ao mundo real.

Estudo da natureza[editar | editar código-fonte]

O estudo sistematizado dos elementos da natureza, seus processos, actividades e consequências se dá através das Ciências naturais.

Astronomia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Astronomia

Biologia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Biologia

Ciências da Terra[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Ciências da Terra

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Ecologia

Física[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Física

Geologia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Geologia

Geografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Geografia

Química[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Química

Natureza e o ser humano[editar | editar código-fonte]

O crescimento das populações, o aumento do consumo ligado às inovações tecnológicas, à escala global, uma proliferação de resíduos que contaminam o ambiente, afectam os ecossistemas, pondo em causa a natureza.

No sentido de permitir um desenvolvimento sustentável, o Homem tem vindo a desenvolver práticas que permitem a proteção e a conservação da Natureza. Dessas práticas podem destacar-se:

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • KAHN, Fritz; Livro da natureza : a imagem do universo à luz da ciência moderna, numa exposição acessível a todos; São Paulo : Melhoramentos, 1965.
  • MOREIRA, Iara Verocai Dias (org.); Vocabulário básico de meio ambiente; Rio de Janeiro : Serviço de Comunicação Social da Petrobrás, 1990.

Referências

  1. Harper, Douglas. «Nature». Online Etymology Dictionary.  Parâmetro desconhecido |añoacceso= ignorado (|acessodata=) (Ajuda); Parâmetro desconhecido |mesacceso= ignorado (Ajuda)
  2. O título do livro Philosophiae Naturalis Principia Mathematica de Isaac Newton (1687), por exemplo, se traduz por "Princípios Matemáticos da Filosofia Natural", e reflete o uso frequente, naquela época, do termo "filosofia natural", que equivale ao "estudo sistemático da natureza".
  3. A etimologia da palavra "física" revela seu uso como sinônimo de "natural" em meados do século XV: Harper, Douglas. «Physical». Online Etymology Dictionary.  Parâmetro desconhecido |añoacceso= ignorado (|acessodata=) (Ajuda); Parâmetro desconhecido |mesacceso= ignorado (Ajuda)
  4. a b Etimologia: Natureza. Vocabolario Etimologico de Francesco Bonomi
  5. MENEGHETTI, Antonio. Dicionário de Ontopsicologia. 2.ed. Recanto Maestro: Ontopsicologica Editrice, 2008.
  6. «Definition of Life». California Academy of Sciences. 2006. Consultado em 07-01-2007. 
  7. Veja-se, por exemplo, Leckie, Stephen (1999). «How Meat-centred Eating Patterns Affect Food Security and the Environment». For hunger-proof cities: sustainable urban food systems (Ottawa: International Development Research Centre). ISBN 0-88936-882-1. , e tomado como o número total de pessoas de média de peso 60 kg, a biomassa total humana é o peso médio multiplicado pela população humana de atualmente aproximadamente 7 bilhões (veja-se, por exemplo, «World Population Information». U.S. Census Bureau. Consultado em 28 de setembro de 2006. ): A biomassa total de toda classe de seres vivos é estimada em cerca de 6.8 x 1013 kg (75 bilhões de toneladas)
  8. University of Hamburg Department of Biology (: ). «The Flow of Energy in Ecosystems - Productivity, Food Chain, and Trophic Level». Botany online.  Parâmetro desconhecido |nom= ignorado (|nome=) (Ajuda); Parâmetro desconhecido |cognom= ignorado (|sobrenome=) (Ajuda)
  9. Pidwirny, Michael (2006). «Introduction to the Biosphere: Species Diversity and Biodiversity». Fundamentals of Physical Geography (2nd Edition). 
  10. «How Many Species are There?». Extinction Web Page Class Notes. 
  11. "Animal." World Book Encyclopedia. 16 vols. Chicago: World Book, 2003.
  12. «Just How Many Species Are There, Anyway?». Science Daily. 2003. 
  13. Withers, Mark A.; et al. (1998). «Changing Patterns in the Number of Species in North American Floras». Land Use History of North America.  Site baseado nos conteúdos do livro: Sisk, T.D., ed., : (1998). Perspectives on the land use history of North America: a context for understanding our changing environment Setembro de 1999 ed. U.S. Geological Survey, Biological Resources Division [S.l.] USGS/BRD/BSR-1998-0003. 
  14. «Tropical Scientists Find Fewer Species Than Expected». Science Daily. 2002. 
  15. Bunker, Daniel E.; et al.. . "Species Loss and Aboveground Carbon Storage in a Tropical Forest" 310: p. 1029-31. doi: 10.1126/science.1117682.
  16. Bruce A.. (março 2006) "Amphibian Decline: More Support for Biocomplexity as a Research Paradigm" 3: p.1-2. doi 10.1007/s10393-005-0013-5.
  17. «Decline and loss of species». Global environment outlook 3 : past, present and future perspectives Nairobi, Kenya : UNEP [S.l.] 2002. ISBN 92-807-2087-2.  Parâmetro desconhecido |loc= ignorado (Ajuda); Parâmetro desconhecido |urlcapítol= ignorado (Ajuda)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikcionário Definições no Wikcionário
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons

Ligações externas[editar | editar código-fonte]