Nebulosa bipolar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nebulosa Asas de Borboleta, uma das nebulosas bipolares mais conhecidas.

Uma nebulosa bipolar é uma nebulosa caracterizada por ter simetria axial e pelo seu aspecto com dois lóbulos.

Muitas nebulosas planetárias mostram uma estrutura bipolar. Os dois tipos de nebulosas (bipolares e não-bipolares) poderiam estar diretamente relacionadas, precedendo ou seguindo um tipo ao outro no processo evolutivo da nebulosa.

Formação[editar | editar código-fonte]

Embora não se conhecem as causas exatas que propiciam a aparição da estrutura bipolar nas nebulosas, estas podem estar relacionadas ao processo conhecido como fluxo molecular bipolar, no qual uma estrela expulsa fluxos muito energéticos através de ambos os polos. Uma teoria sustém que estes fluxos colidem com o material que rodeia a estrela, quer poeira estelar ou camadas de matéria expelida previamente num episódio de supernova.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Na seguinte tabela mostram-se alguns exemplos de nebulosas bipolares. As nebulosas planetárias mostram-se em fundo branco e as protonebulosas planetárias -fase prévia à transformação em verdadeiras nebulosas planetárias- mostram-se em fundo vermelho.

Nome Outra denominação Constelação Distância (Anos luz)
Nebulosa Homúnculo Nebulosa de Eta Carinae Carina 7500
Nebulosa Asas de Borboleta Nebulosa M2-9 Ophiuchus 2100
Nebulosa da Formiga Nebulosa Mz 3 Norma 3000
Nebulosa da Ampulheta MyCn 18 Musca 8000
Borboleta NGC 2346 NGC 2346 Monoceros 2000
Nebulosa do Ovo Podre OH 231.84 +4.22 Puppis 5000
Nebulosa do Ovo RAFGL 2688 Cygnus 3000
Nebulosa do Bumerangue Nebulosa Bipolar de Centaurus Centaurus 5000

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]