Nebulosa de Homúnculo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nebulosa de Homúnculo em torno da Eta Carinae (imagem visual e HST UV).

A Nebulosa de Homúnculo é uma nebulosa bipolar de emissão e reflexão que cerca o sistema estelar massivo Eta Carinae. A nebulosa está incorporada em uma nebulosa muito maior, a da Carina, uma grande região formadora de estrelas de hidrogênio ionizado (HII).

Do significado latino Homenzinho, o Homúnculo mesmo é efetivamente uma pequena região HII, com gás chocando-se e passando a estados ionizados e excitados.[1] Ele também absorve boa parte da luz do sistema estelar central extremamente luminoso, e re-irradia-a como infravermelho. É o objeto mais brilhante no céu, no comprimento de onda de infravermelho médio.[2]

Dentro do Homúnculo há um Pequeno Homúnculo, menor, e dentro deste, uma casca de material de ventos estelares que tem sido chamada de Homúnculo Bebê.[3]

Referências

  1. Teodoro, M.; Damineli, A.; Sharp, R. G.; Groh, J. H.; Barbosa, C. L. (2008). «Near-infrared integral field spectroscopy of the Homunculus nebula around η Carinae using Gemini/CIRPASS». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 387 (2). 564 páginas. arXiv:0804.0240Acessível livremente. Bibcode:2008MNRAS.387..564T. doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13264.x 
  2. Smith, Nathan (2012). «Eta Carinae and the Supernova Impostors». Eta Carinae and the Supernova Impostors. Astrophysics and Space Science Library. 384. 145 páginas. Bibcode:2012ASSL..384..145S. doi:10.1007/978-1-4614-2275-4_7. ISBN 978-1-4614-2274-7  |chapter= ignorado (ajuda)
  3. Abraham, Zulema; Falceta-Gonçalves, Diego; Beaklini, Pedro P. B. (2014).