Necessidades econômicas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados, veja necessidade.

Necessidades econômicas é o nome dado pelos economistas clássicos a tudo aquilo que o Homem precisa para sobreviver, num contexto amplo - alimentos, vestuário, habitação, higiene, educação, diversão - e cuja satisfação depende do exercício por ele da atividade económica. A ideia das necessidades primárias foi muito difundida no Brasil ao servir para a estipulação legislativa do salário-mínimo, dada pelo artigo 176 da CLT: ...capaz de satisfazer (...), às suas necessidades normais de alimentação, habitação, vestuário, higiene e transporte". Devido a isso são também chamadas de "necessidades sociais".

Para alguns como o austríaco Friedrich Kleinwächter (1838-1927), a necessidade está associada ao desejo de obtenção de coisas [1]

O francês Henri Guitton (1904-1992) identificou as seguintes características das necessidades económicas (Economia Política, Fundo de Cultura, 1961) [1]:

  • Multiplicidade (as necessidades aumentam com o passar do tempo)
  • Saciabilidade (as necessidades desaparecem quando são satisfeitas)
  • Substituição (podem ser substituídas ou são satisfeitas de diversas formas)
  • Susceptibilidade de hierarquização (as necessidades podem ser hierarquizadas segundo a intensidade com que são sentidas)
  • Interdependência (a satisfação de uma necessidade podem originar outras necessidade)

As necessidades estão vinculadas a outra ideia econômica, a da utilidade, ou seja, a de que um bem possui valor econômico se for útil à satisfação das necessidades.

Classificação das necessidades [1][editar | editar código-fonte]

  • Necessidades naturais, de situação e de luxo (Wilhelm Georg Friedrich Roscher (1817 – 1894))
  • Primárias e Secundárias (Jennings), diferenciando as "de primeira necessidade" como as relacionadas na citada CLT e as mais consumistas como aquisição de bens eletrodomésticos ou consumo de pratos de culinária sofisticada.
  • Individuais e Coletivas, ou seja, as necessidades como individuo (alimentação) e as da vida em sociedade (educação).

Referências

  1. a b c PREVIDELLO, Adhemar; DUTRA, Ivan. Elementos de Economia. Bauru:Jalovi. Capítulo III - Necessidades Econômicas, Pgs. 25-30.
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.