Necrose caseosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pulmão com necrose caseosa por tuberculose (ampla parte branca)

Necrose caseosa ou degeneração caseosa é uma ação de degradação progressiva e irreversível feita por enzimas em tecidos lesionados. Característica de focos de tuberculose. Sua aparência (macroscopicamente) tem aspecto semelhante a um queijo cremoso, branco amarelado.[1]

Ao exame microscópico, o foco necrótico se apresenta como material amorfo eosinófilo com restos celulares[2], devido a heterólise incompleta causada pela inibição das enzimas proteolíticas das células inflamatórias por componentes da cápsula do Mycobacterium tuberculosis. É composta por uma mistura de proteínas coaguladas e lipídeos.

Esta necrose é encontrada mais frequentemente em focos de infecção tuberculosa. O termo “caseoso”(semelhante a queijo) é derivado da aparência friável e esbranquiçada, da área de necrose. Ao exame microscópico, a área necrótica exibe uma coleção de células rompidas ou fragmentadas e restos granulares amorfos encerrado dentro de uma borda inflamatória nítida(. Presente também na blastomicose e tularemia).  Essa aparência é característica de um foco de inflamação conhecido como granuloma. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Patologia, processos gerais; Mario R. Montenegro, Marcelo Franco; Atheneu; 4º edição; 2004.
Patologia: bases patologicas das doenças; Robins e Cotran; Saunders; 8 edição, 2010

Referências