Negação do antecedente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Negação do antecedente é uma falácia que consiste em confundir condição suficiente com necessária.

A condição é suficiente, quando permite a consequência. Mesmo que a condição não seja verdadeira, a consequência ainda pode ocorrer[1].

Estrutura lógica[editar | editar código-fonte]

  • Se A, portanto B
  • A é falso
  • Logo, B é falso

Exemplos[editar | editar código-fonte]

  • Se fores atingido por um carro, quando tiveres vinte anos, morrerás jovem, mas não foste atingido por um carro aos vinte anos, portanto não morrerás jovem.
Ele poderia morrer por outra causa. O erro é negar a segunda coisa a partir da negação da primeira.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia


Ícone de esboço Este artigo sobre Lógica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.