Nel Monteiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nel Monteiro
Informação geral
Nome completo Manuel Teixeira Monteiro
Nascimento 11 de maio de 1945 (73 anos)
Local de nascimento Barrô, Resende
Portugal Portugal
País Portugal Portugal
Gênero(s) Música Popular Portuguesa
Ocupação(ões) Cantor
Gravadora(s) Espacial

Manuel Teixeira Monteiro (Resende, Barrô, 11 de Maio de 1945), mais conhecido por Nel Monteiro é um cantor de música popular portuguesa. É autor-interprete das suas canções. Em 2009 comemorou o 25º aniversário de carreira.

Percurso[editar | editar código-fonte]

Manuel Teixeira Monteiro nasceu em Barrô - Resende a 11 de maio de 1945 mas foi criado no concelho de Santa Marta de Penaguião.

A primeira canção a sério foi feita em 1970. A "Canção de um soldado" foi gravada pelo conjunto típico de Francisco Gouveia, radicado no Canadá desde 1971, que se tornou um grande sucesso.

Fazia canções para outros cantores e guardava algumas na gaveta. Era funcionário dos Altos Estudos Militares e era também empresário no ramo do mobiliário metálico que depois abandonou quando começou a cantar.

Queria ter uma cassete para mostrar aos meus amigos. Assim em 1984 gravou algumas canções com o conhecido maestro Jorge Machado que o encorajou a encontrar uma editora. Os maiores sucessos desse primeiro disco, lançado pela Edisco, foram "Azar na Praia" e "Allô, Allô Maria Antónia".

Em 1985 gravou o disco "Retrato Sagrado". O tema foi gravado mais tarde por Candida Branca-Flor.

Dá canções a outros cantores como Chiquita, Emanuel, Dino Meira ou Luís Filipe Reis.

Em 1991 forma a Orquestra Lusitana para o acompanhar ao vivo nos seus espetáculos. Lança um mix para baile em 1992.

Depois de 9 anos na editora Edisco assina com a multinacional Sony Music onde lança os álbuns "Bronca na discoteca", "Esta miúda (dá-me cabo da cabeça)"e "Bife à portuguesa".

Forma a sua própria editora (DISCODOURO) e a distribuidora MUSICADOURO ambas sedeadas em Albergaria-a-Velha. Lança o trabalho "Douro Vinhateiro" em homenagem à sua região natal.

Em 2006 é editado o disco "PVMC". Grava "Casamento à Portuguesa" com Tânia. Em 2007 lança o disco "Comboio do Forró".

Escreve o seu "Hino da Selecção Portuguesa Euro 2008″. Nel Monteiro e Andreynna apresentam uma "Canção de Natal" na TVI.

Em 2009, a comemorar 25 anos de carreira, lança o disco "Santa Miquelina". Trata-se de uma homenagem ao seu sucesso "Retrato Sagrado".

Em 2017 lança pela Pais Real a compilação "Canções Da Minha Vida" com 14 das suas canções mais conhecidas.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1984 - Azar Na Praia (EP, Rapsódia)
  • 1984 - Balada do Cavador (EP, Rapsódia)
  • 1985 - Retrato Sagrado (Rapsódia)
  • 1985 - Nel Monteiro (LP, Edisco) - com Orquestra dirigida por Jorge Machado
  • 1986 - Um Caranguejo na Praia (Rapsódia)
  • 1986 - Quem quer vir à Régua (LP, Edisco) EDL 18038
  • 1987 - Linda Sónia - Reedição em 2010 (Disco Douro)
  • 1987 - Ai Ai Ai Quem Escorrega Também Cai (Edisco)
  • 1988 - Não vais ter mais rosas brancas (Edisco)
  • 1989 - Oitenta Flores (Minha Mae Querida) (Edisco)
  • 1990 - Passarinho Alentejano (LP, Edisco)
  • 1990 - Cigana dos Olhos Negros (LP, Edisco)/ Reedição em 2010 (Disco Douro) Réf.: MTMDD/CD/023
  • 1991 - Milagre das flores (LP, Edisco) Réf.: ECD 11
  • 1992 - Nel mix (c-Edisco)
  • 1993 - As 10 melhores músicas verão 93 (Edisco)/ Reedição em 2010 (Disco Douro) Réf.: MTMDD/CD/024
  • 1993 - Bronca na discoteca (Cd, Sony)
  • 1994 - Esta miúda (dá-me cabo da cabeça) (CD, Sony)
  • 1995 - Bife à portuguesa (CD, Sony) Réf.: 484347 2
  • 1997 - É Duro Ser velho (Espacial) Ref.: 3200158
  • 1998 - É Duro Ser Mãe (Lusosom)
  • 1998 - Cartaz de Festas (Espacial)
  • 1998 - Retratos da Vida (Lusosom) Réf.: CD 50053
  • 2000 - Douro Vinhateiro (Discodouro) - Réf.: MTMDD/CD/001
  • 2001 - Milagre da Burra
  • 2001 - O Melhor de Nel Monteiro (Edisco) Réf.: ECD 167
  • 2002 - Justiça Popular (Discodouro) Réf.: MTM/DD/CD004
  • 2004 - As mais belas canções (Cd, Discodouro) - Ref.: MTMDD/CD/008
  • 2005 - Tira o Biquini Amor (Discodouro) - Ref.: MTMDD/CD/009
  • 2006 - PVMC (CD. Discodouro) - Ref.: MTMDD/CD/011
  • 2006 - Sol & Festa (CD, Discodouro) - Ref.: MTMDD/CD/012
  • 2007 - Comboio do Forró (CD, Discodouro) - Réf.: MTMDD/CD/015
  • 2008 - Euro 2008 (Promo)(CD, One records/Disco Douro) - Réf.: OR10039
  • 2009 - Santa Miquelina (CD, Discodouro) - Réf.: MTMDD/CD/020
  • 2011 - Kuduro é que é bom (CD, Discodouro) - Réf.:NTMDD/CD/059
  • 2012 - Cartaz do Minho (CD, Discodouro) - Réf.: NTMDD/CD/068
  • 2013 - 30 Anos (CD, Espacial) Réf.: 3800491
  • 2014 - Bailarico de Verão (CD, Espacial)
  • 2016 - Milagre Das Flores (CD, Espacial)
  • 2017 - Canções Da Minha Vida (CD, Pais Real)

Comentários[editar | editar código-fonte]

Mesmo a tantos que me ensobalham dizendo tão mal de mim, a única coisa que me resta, é desejar-lhes as maiores felicidades do mundo e que nunca nada lhes aconteça de mal. A todos muito obrigado, por tudo que me têm dado na vida. Eu reconheço, que nunca irei agradar a todos e nem acredito, que alguém tenha a sorte de agradar a todos. (NM/Portal Pimba)[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]