Neo-Geo X

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Neo-Geo X
Desenvolvedor SNK
Fabricante Tommo
Família do
produto
Neo-Geo
Tipo Videogame portátil
Geração 8ª geração
Lançamento 2012
Mídia Cartão SD
CPU 1 Ghz
Capacidade de
armazenamento
Cartão de memória
Controladores 1 ou 2 controles

O Neo-Geo X é um videogame portátil desenvolvido e licenciado pela SNK Playmore e fabricado pela Tommo. É o retorno do console Neo-geo criado na década de noventa. Após alguns boatos e especulações na internet as primeiras informações sobre o Neo-Geo X foram relatadas oficialmente em janeiro de 2012 e o portátil foi posteriormente confirmado em março.

O dispositivo roda jogos da plataforma Neo-Geo AES / MVS e vem com 20 jogos originais pré-instalados. Títulos adicionais poderão ser disponibilizados em cartões de memória. O console foi lançado em dezembro de 2012 como parte de um pacote chamado de Neo-Geo X Gold - Limited Edition, que inclui uma estação de acoplamento (Dock Station) modelado a partir do Neo-Geo AES original que além de carregar sua bateria, o transforma em um console de mesa. No pacote Gold segue também uma réplica do controle original do Neo-Geo.


Lançamento[editar | editar código-fonte]

Inicialmente foram divulgados muitos rumores de que o console custaria em torno de US$ 800,00 (oitocentos dólares), mas o preço do pacote Gold foi revelado pela SNK Playmore por US$ 200,00[1] (duzentos dólares), bem menos do que o console Neo-Geo original. O portátil por si só, sem o acoplador docking station e a réplica do controle do Neo-geo AES original custaria então US$ 129,99 (cento e vinte nove dólares e noventa e nove centavos). No entanto os links no site oficial para o portátil sem o dock station foram removido e os funcionário do setor FAQ de dúvidas da SNK Playmore disseram que o docking station era necessário para carregar o portátil[2] .

Um cartão SD com o jogo Ninja Master foi oferecido como um bônus para os primeiros compradores. Vinte jogos virão pré-carregados no sistema, incluindo títulos clássicos da SNK como Metal Slug, Fatal Fury, Samurai Shodown e The King of Fighters.

Jogos pré-instalados no portátil:

Jogos Adicionais[editar | editar código-fonte]

Jogos adicionais foram anunciados em fevereiro de 2013. É um conjunto de cinco volumes para serem lançados em abril de 2013. A série é chamada de NeoGeo X Classics e contará com cinco cartões de jogo com três jogos em cada perfazendo um total de 15 jogos.

NeoGeo X Classics: Volume I terá os seguintes títulos:

Além dos títulos, o NeoGeo X Classics: Volume I terá um system update (a Tommo não informou as modificações incluidas no update) junto ao SD Card, um Rocket High-Speed Data Transfer e um Charging Cable[3] .

Rumor de Encerramento[editar | editar código-fonte]

Uma notícia de que a produção e fabricação do Neo Geo X foi pausada no Japão e o envio do aparelho também havia sido encerrado circulou na internet[4] porém a produtora oficial do console se pronunciou informando que além de continuar com a produção ainda tem planos de lançar mais jogos, periféricos e updates do software[5] .

Hardware[editar | editar código-fonte]

O dispositivo tem uma tela de 4,3 polegadas LCD, slot para cartão SD, saída para A / V (audio e video), alto-falantes estéreo internos com um fone de ouvido de 3,5 mm. A resolução da tela de exibição 480x272 é a mesma do PlayStation Portable sendo assim 16:9. O sistema foi lançado em 18 de dezembro de 2012[6] como parte do pacote Neo-Geo X Gold, que inclui o Neo-Geo X portátil, o Docking Station que além de funcionar como um carregador quando acoplado ao portátil tem uma saída HDMI para TV's mais modernas e a réplica do controle original do Neo-Geo AES. O sistema será distribuído pela Tommo Inc. na América do Norte e Blaze na Europa.

Os controles, jogos (em cartuchos ou CD's) e cartão de memória para salvar o progresso originais do Neo-Geo AES não são compatíveis com o Neo-Geo X. Em comparação com o Neo-Geo AES existem os novos botões - L1, L2, R1 e R2, semelhante aos controladores de PlayStation .

Recentemente foi descoberto que o aparelho possui o processador ingenic jz4770, um modelo muito popular entre consoles paralelos, também foi descoberto que a memória interna do console é fornecida por um cartão micro-sd de 2GB.

Após descobertos os componentes do hardware, alguns hackers começaram a pesquisar o software dele, descobrindo que o mesmo na verdade roda seus jogos a partir de um emulador conhecido como Final Burn Alpha conhecido por possuir versões para múltiplas plataformas. Foram descobertos outros emuladores em uma das partições do console, emuladores esses da plataforma Dingux, uma distribuição de Linux para o popular console chines Dingoo[7] .


Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]